Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10481
Tipo do documento: Tese
Título: Sincronização ruminal de energia e proteína em bovinos de corte criados em sistema pasto-suplemento
Título(s) alternativo(s): Ruminal synchronization of energy and protein in cut cattle raised in pasto-supplement system
Autor: Socreppa, Leandro Munhoz
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/8163574324285015
Primeiro orientador: Restle, João
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/7559938697233077
Primeiro coorientador: Moraes, Eduardo Henrique Bevitori Kling de
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/1638923849126806
Primeiro membro da banca: Restle, João
Segundo membro da banca: Ribeiro, Marinaldo Divino
Terceiro membro da banca: Costa Nuñez, Amoracyr José
Quarto membro da banca: Bilego, Ubirajara Oliveira
Quinto membro da banca: Guimarães, Tiago Pereira
Resumo: Avaliou-se a suplementação proteico-energética sobre o consumo, digestibilidade, metabolismo e desempenho de tourinhos Nelore em pastagem com Brachiaria brizantha cv. Marandu com dois níveis de proteína não degradável no rúmen (72,5% e 48,8% da PB) e dois níveis de energia (1,5 e 3,0 kg/animal/dia) e suplementação mineral (tratamento controle) no período de transição da estação seca para chuvosa. Para avaliar o desempenho, foram utilizados 30 animais com peso inicial (PI) de 181,5 ± 6,3 kg distribuídos em 15 piquetes de 0,66 ha em delineamento inteiramente casualizado durante 84 dias. Na avaliação dos efeitos da dieta sobre o metabolismo, foram utilizados cinco tourinhos com PI de 183,34 ± 30,54 kg em delineamento quadrado latino 5x5, cada período durou 15 dias, com 7 dias para a adaptação e 8 dias para colheita das amostras em piquetes individuais de 0,33 ha. O suplemento concentrado diminuiu o consumo de MS de pasto em 22% (P<0,10) e elevou (P<0,10) o consumo médio diário de PB proporcionalmente ao nível de energia. O suplemento concentrado melhorou a digestibilidade da matéria orgânica, PB, FDN e MOD (P <0,10). A ingestão de N e o N retido sofreram efeito (P<0,10) da suplementação concentrada, com valores 32,05% inferiores de N retido para a dieta controle comparados aos demais tratamentos. Para os animais suplementados com concentrado, os que receberam alta energia obtiveram maiores valores para retenção de N. O pH ruminal não diferiu entre os tratamentos (P>0,10). O nível de ureia no plasma sanguíneo foi menor (P<0,10) nos animais do tratamento controle comparado com suplementação concentrada. Além disso, foi observado que o nível de PNDR influenciou a concentração de ureia plasmática, sendo que os tratamentos com alta PNDR resultaram em menores valores (P<0,10) de ureia no plasma em comparação aos tratamentos com baixa PNDR. Animais mantidos a pasto recebendo apenas mistura mineral tiveram ganho médio diário (GMD) de 0,873 kg, sendo inferior (P<0,10) aos animais que receberam suplementação concentrada, cujas médias foram 1,095 e 1,328 kg para o fornecimento de 1,5 e 3,0 kg/animal/dia, respectivamente. Observou-se que os animais suplementados com alta PNDR e alta energia apresentaram queda no GMD (P<0,10) em comparação aos suplementados com baixa PNDR e alta energia. Conclui-se que a suplementação com diferentes níveis de PNDR e de energia afetam o metabolismo, principalmente nos níveis de ureia no sangue dos animais, contudo, a PNDR não afeta o desempenho dos animais mantidos a pasto durante o período de transição da estação seca para a chuvosa.
Abstract: Protein-energy supplementation was evaluated during 84 days on the consumption, digestibility, metabolism and performance of Nellore bulls kept in pasture of Brachiaria brizantha cv. Marandu,with two levels of rumen-undegradable protein (RUP) (72.5% and 48.8% of CP) and two levels of energy ( 1.5 and 3.0 kg / animal / day) and mineral supplementation (control treatment) in the transition period from the dry to the rainy season. To evaluate the performance, 30 animals with initial weight (IW) of 181.5 ± 6.3 kg were distributed in 15 paddocks with 0.66 ha in a completely randomized design. To evaluate the effects of the diet on metabolism, five bulls with IW of 183.34 ± 30.54 kg kept in individual paddocks of 0.33 ha, were used in a 5x5 Latin square design, each period lasted 15 days, with 7 days for adaptation and 8 days for sample collection. The concentrated supplement decreased the consumption of DM from pasture by 22% (P <0.10) and increased (P <0.10) the average daily consumption of CP proportionally to the energy level. The concentrated supplement improved the digestibility of organic matter, CP and NDF (P <0.10). The intake of N and the retained N suffered an effect (P <0.10) of the concentrated supplementation, with 32.05% lower values of retained N for the control diet compared to the other treatments. For animals supplemented with concentrate, those that received high energy obtained higher values for the retention of N. The ruminal pH did not differ between treatments (P>0.10). The blood plasma urea level was lower (P <0.10) in the control animals compared to concentrated supplementation. Furthermore, it was observed that the level of RUP influenced the plasma urea concentration, and treatments with high RUP resulted in lower values (P <0.10) of plasma urea compared to treatments with low RUP. Animals kept on pasture receiving only mineral mixture had an average daily gain (ADG) of 0.873 kg, being lower (P <0.10) than animals that received concentrated supplementation, whose averages were 1.095 and 1.328 kg for the supply of 1.5 and 3.0 kg, respectively. It was observed that animals supplemented with high RUP and high energy showed a drop in ADG (P <0.10) compared to those supplemented with low RUP and high energy. It is concluded that supplementation with different levels of RUP and energy affect the metabolism, mainly in the blood urea levels, of the animals, however, RUP does not affect the performance of animals kept on pasture during the transition period of the dry season. for rainy.
Palavras-chave: DDGs
Eficiência do nitrogênio
Degradabilidade proteica ruminal
Consumo e digestibilidade
Nitrogen efficiency
Ruminal protein degradability
Consumption and digestibility
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Zootecnia (EVZ)
Citação: SOCREPPA, L. M. Sincronização ruminal de energia e proteína em bovinos de corte criados em sistema pasto-suplemento. 2020. 51 f. Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10481
Data de defesa: 28-Fev-2020
Aparece nas coleções:Doutorado em Zootecnia (EVZ)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Leandro Munhoz Socreppa - 2020.pdf1,49 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons