Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10639
Tipo do documento: Dissertação
Título: A militância político-torcedora no campo futebolístico brasileiro
Título(s) alternativo(s): The fan political struggle in the brazilian soccer field
Autor: Gomes, Vitor
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0849929563657814
Primeiro orientador: Trejo, Fernando Segura Millán
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/7844345995623892
Primeiro membro da banca: Trejo, Fernando Segura Millán
Segundo membro da banca: Santos, Cleito Pereira dos
Terceiro membro da banca: Narcizo, Makchwell Coimbra
Quarto membro da banca: Sofiati, Flavio Munhoz
Resumo: Esta dissertação possui como tema central o fenômeno dos coletivos de torcedores de futebol no Brasil. Em sua maioria com origem entre 2013 e 2014, atentos às transformações causadas pelo recebimento da Copa do Mundo de 2014 no país, os coletivos se formam a partir da identificação clubística e afiliação política comum entre seus integrantes. As pautas de sua atuação tratam de uma série de diferentes processos de opressão identificados no futebol brasileiro, como o machismo, a homofobia, o racismo e a elitização dos estádios. Os coletivos utilizam as redes sociais, em especial o Facebook, como principal forma de divulgação de suas ideias e ações, compartilhando características com os movimentos sociais contemporâneos em rede, abordados por Manuel Castells. A análise desta pesquisa baseia-se centralmente no conceito de campo de Pierre Bourdieu, possuindo como problema de pesquisa a investigação acerca das relações de poder e hierarquia entre os diferentes grupos de agentes localizados no campo futebolístico brasileiro. Os coletivos de torcedores, enquanto grupo outsider recém-chegado ao campo, travam relações de disputa com agentes mais bem estabelecidos, como os grupos de comunicação e mídia, representantes do Estado, instituições esportivas e torcidas organizadas. A produção de dados foi baseada na observação das páginas digitais dos coletivos em pauta e em entrevistas realizadas com dois grupos específicos, sendo “Palmeiras Antifascista” e “Palmeiras Livre”. O saldo final aponta para a posição de marginalidade dos coletivos, ocupando posição de pouco poder e hierarquia entre os agentes analisados. Enquanto buscam disputar os discursos produzidos sobre futebol e militância política nos meios de comunicação, os coletivos encaram o clubismo como força reacionária e obstáculo à possibilidade de articulação nacional entre grupos de torcedores de diferentes clubes brasileiros, bem como as relações de tensão envolvendo o contato com torcidas organizadas.
Abstract: This dissertation has as its central theme the phenomenon of soccer fan political groups in Brazil. Most of them originated between 2013 and 2014, due to the changes brought to Brazil by the reception of the 2014 World Cup, the groups were formed from the club identification and common political affiliation among its members. The guidelines to their performances deal with a series of different oppression processes identified in Brazilian soccer, such as sexism, homophobia, racism and the elitization of stadiums. These groups use social media, especially Facebook, as the main way of spreading their ideas and actions, sharing characteristics with contemporary social movements network, as described by Manuel Castells. The analysis of this research is based centrally on Pierre Bourdieu's concept of field, which had the investigation about the power and hierarchy relations between different groups of agents located in the brazilian soccer field as a reserach problem. The soccer team fan groups, are new social constructions and considered outsiders, engaging to dispute influence with better-established agents, such as the media and communication groups, state representatives, sports institutions and the torcidas organizadas, which hold similarities with ultras in Europe and the barras in Latin America. The production of data was based on the observation of the digital pages of all the collectives and on interviews with two specific groups, "Palmeiras Antifascista" and "Palmeiras Livre". The results show these groups occupying a position of little influence and hierarchy among the analyzed agents. While trying to influence the discourses produced about soccer and politics in the media, the collectives will face a certain type of regionalism as a reactionary force and obstacle to the possibility of national articulation between them, the groups of fans from different brazilian clubs, as well as the tense relations involving contact with torcidas organizadas of football.
Palavras-chave: Futebol
Torcedores
Brasil
Política
Movimentos sociais
Redes sociais
Soccer
Fans
Brazil
Politics
Social movements
Social networks
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Sociologia (FCS)
Citação: GOMES, V. A militância político-torcedora no campo futebolístico brasileiro. 2020. 139 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10639
Data de defesa: 6-Mar-2020
Aparece nas coleções:Mestrado em Sociologia (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Vitor Gomes - 2020.pdf3,61 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons