Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10661
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estimulação cognitiva e desenvolvimento linguístico em pessoas com síndrome de Down
Título(s) alternativo(s): Cognitive stimulation and linguistic development in people with Down syndrome
Autor: Silva, Luciana de Castro Ferreira e
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/6997651173189994
Primeiro orientador: Preuss, Elena Ortiz
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1294160176645666
Primeiro membro da banca: Preuss, Elena Ortiz
Segundo membro da banca: Cândido, Gláucia Vieira
Terceiro membro da banca: Delgado, Isabelle Cahino
Resumo: A síndrome de Down é uma condição genética, que resulta da presença do cromossomo 21, ocasionando várias alterações do estado de saúde durante o desenvolvimento global do sujeito. Uma das alterações é o atraso no desenvolvimento cognitivo e linguístico da criança, que apresenta melhor desempenho na linguagem compreensiva e déficit maior na linguagem expressiva. Desse modo, o objetivo desta pesquisa foi analisar o desenvolvimento linguístico-cognitivo de pessoas com síndrome de Down que receberam estimulação cognitiva e passaram pelas etapas de alfabetização. O estudo apresenta os seguintes objetivos específicos: (i) apresentar um panorama teórico sobre estimulação cognitiva e desenvolvimento linguístico; (ii) analisar a produção escrita e a fala produzida pelos participantes com síndrome de Down que receberam estimulação cognitiva; (iii) analisar o desempenho de indivíduos com síndrome de Down em tarefas de memória de trabalho, controle inibitório e flexibilidade cognitiva e, em tarefas linguísticas; (iv) verificar a ocorrência de associações entre a estimulação cognitiva e o desenvolvimento linguístico dos participantes. A coleta de dados foi constituída por: (i) entrevistas com cinco participantes; (ii) informações dos prontuários; (iii) tarefas linguísticas, verificando o desempenho linguístico dos indivíduos com síndrome de Down; (iv) testes relacionados com as funções executivas, observando o desempenho da memória de trabalho, do controle inibitório e da flexibilidade cognitiva; e (v) observação do comportamento dos participantes, registrado nas anotações de campo. Os resultados apontaram que a maioria dos participantes têm dificuldades para mudar de estratégias e resolver conflitos, que são habilidades relacionadas com a flexibilidade cognitiva e o controle inibitório, por outro lado, tinham menos dificuldade de realizar atividades que envolviam a memória de trabalho. Os dados obtidos evidenciaram que os participantes apresentaram um número expressivo de palavras e frases compreensíveis nas produções orais, no entanto, mostraram mais dificuldades nas produções escritas. Esses resultados dos participantes em tarefas cognitivas e linguísticas, corroboram duas hipóteses desta pesquisa: a estimulação cognitiva acarreta benefícios para o desenvolvimento linguístico de pessoas com síndrome de Down, e, quando realizada a longo prazo, contribui para o desenvolvimento lexical dessas pessoas. Os testes de Correlação de Pearson apontaram correlações positivas entre o maior tempo de estimulação cognitiva e o desempenho dos participantes em alguns testes cognitivos e linguísticos. Dessa forma, conclui-se que, a duração da estimulação cognitiva pode contribuir com o desenvolvimento linguístico e cognitivo de pessoas com síndrome de Down.
Abstract: Down syndrome is a genetic condition, which results from the presence of the chromosome 21, causing several changes to the health condition during the subject’s overall development. One of the changes is the delay in the child's cognitive and linguistic development, who presents better performance in understanding language and a greater deficit in expressive language. Thus, the objective of this research was to analyze the linguistic-cognitive development of people with Down syndrome who received cognitive stimulation and went through the stages of literacy. The study has the following specific objectives: (i) present a theoretical overview of cognitive stimulation and linguistic development; (ii) analyze the written production and speech produced by participants with Down syndrome who received cognitive stimulation; (iii) analyze the performance of individuals with Down syndrome in tasks of working memory, inhibitory control and cognitive flexibility and in linguistic tasks; (iv) verify the occurrence of associations between the cognitive stimulation and the participants’ linguistic development. Data collection consisted of: (i) interviews with five participants; (ii) information from medical records; (iii) linguistic tasks, checking the linguistic performance of individuals with Down syndrome; (iv) tests related to executive functions, observing the performance of working memory, inhibitory control and cognitive flexibility; and (v) observation of the participants' behavior, recorded in the field notes. The results showed that most participants have difficulties to change strategies and resolve conflicts, which are skills related to cognitive flexibility and inhibitory control, on the other hand, they did not have as much difficulty in carrying out activities that involved working memory. The data obtained showed that the participants presented a significant number of understandable words and phrases in oral productions, however, they showed more difficulties in written productions. These results from the participants in cognitive and linguistic tasks corroborate two hypotheses of this research: the cognitive stimulation brings benefits for the linguistic development of people with Down syndrome, and, when carried out in the long term, it contributes to their lexical development. Pearson's Correlation tests showed positive correlations between a long time of cognitive stimulation and the participants’ performance in some cognitive and linguistic tests. Thus, it is concluded that the duration of cognitive stimulation can contribute to the linguistic and cognitive development of people with Down syndrome.
Palavras-chave: Estimulação cognitiva
Síndrome de down
Desenvolvimento linguístico
Funções executivas
Cognitive stimulation
Down syndrome
Linguistic development
Executive functions
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LINGUA PORTUGUESA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: SILVA, L. C. F. Estimulação cognitiva e desenvolvimento linguístico em pessoas com síndrome de Down. 2020. 164 f. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10661
Data de defesa: 11-Mar-2020
Aparece nas coleções:Mestrado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Luciana de Castro Ferreira e Silva - 2020.pdf3,04 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons