Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10681
Tipo do documento: Dissertação
Título: Homicídios contra a juventude negra na região metropolitana de Goiânia
Autor: Araújo, Rárea Géssica Porto
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/1510608211130470
Primeiro orientador: Oliveira, Dijaci David de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9145111011143886
Primeiro membro da banca: Oliveira, Dijaci David de
Segundo membro da banca: Bungenstab, Gabriel Carvalho
Terceiro membro da banca: Durães, Telma Ferreira do Nascimento
Resumo: A vida da população negra ainda é marcada por discriminação e preconceito no Brasil. Até então, o discurso nacional de ―harmonia racial‖ não passou de mito e não alcançou a realidade de sua população. Ao mesmo tempo, na sociedade brasileira atual, o aumento nas taxas da violência homicida colabora para o incremento do sentimento do medo e da insegurança da população em geral. Mas esse aumento não se faz de forma homogênea, ele incide com maior profundidade sobre a população negra, especialmente jovem. O presente trabalho debruça-se sobre essa realidade dos homicídios contra a juventude negra e o racismo, com recorte na Região Metropolitana de Goiânia (RMG). O objetivo central é buscar compreender o que leva a concentração de homicídios sobre a população negra e jovem em comparação com a branca. Tal concentração é crescente, como revelam os dados entre 2006 e 20016, em que mesmo com os avanços econômicos e sociais, os jovens negros são de longe os principais vitimados pelos homicídios na RMG e no Brasil de modo geral. Com intuito de analisar essa realidade deve-se atentar para a vida dos negros, que revelam a persistência de desigualdades sociais, com consequências sociais dramáticas, evidenciadas por disparidades raciais vistas em dados estatísticos, nas reflexões do campo de estudo das relações raciais e nas análises sobre a violência no Brasil. A taxa de homicídio e o número de homicídios de jovens, negros do sexo masculino na RMG pode ser entendida como a manifestação e reprodução do racismo, que se transfigura como mecanismos que geram e naturalizam desigualdades. Ao lado de outras vulnerabilidades que envolvem o contexto da população negra, como disparidades na distribuição de renda, educação e trabalho, o racismo contribui para que esses cidadãos estejam mais vulneráveis a violência, também por suas identidades e territórios, bem como, por reprodução de práticas institucionalizadas da discriminação racial contra jovens negros e consequentemente tendem a ser mais acometidos por homicídios.
Abstract: The reality of a black person in Brazil is still full of discrimination and prejudice. So far, the national discourse of "Racial Harmony" is a myth and it hasn't been part of the population's reality. Nowadays, the increase of homicidal violence spreads the feeling of insecurity and fear on the population in general. But that increase is not the same for all and it has its effects more on young black people. This work discuss about racial relationships, homicides of black youth and racism on Região Metropolitana de Goiânia (RMG). The main goal is to try to understand why does this homicides focus more on black youth than white youth. Despite social and economic progress, between 2006 and 2016 the numbers has increased and in general, black youth is the greatest victim of the homicides that happens on RMG and in Brazil. In fact, the contemporary context of black lives indicates the persistence of social inequality that really affects black lives, leading to dramatic social consequences such as racial disparities seen on statistical data, on observations of racial relationships from the field of study and in the analysis about violence in Brazil. The numbers of homicides of young, black male on RMG can be considered as the reflex and reproduction of racism that leads to inequality and make them appear natural. By the side of other vulnerabilities from the black population such as disparity of income distribution, education and work, racism contributes to the vulnerability of this people to violence, the lack of identity and territory and also to the reproduction of institutionalized practices of racial discrimination against young black people who are more targeted by homicides
Palavras-chave: Juventude negra
Racismo
Homicídios
Região metropolitana de Goiânia
Black youth
Racism
Homicides
Metropolitan region of Goiânia
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Sociologia (FCS)
Citação: ARAÚJO, R. G. P. Homicídios contra a juventude negra na região metropolitana de Goiânia. 2019. 121 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10681
Data de defesa: 29-Out-2019
Aparece nas coleções:Mestrado em Sociologia (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Rárea Géssica Porto Araújo - 2019.pdf1,4 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons