Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10689
Tipo do documento: Dissertação
Título: Práticas espaciais e ensino de Geografia: uma proposta de sequência didática com alunos da EAJA
Título(s) alternativo(s): Spatial practices and Geography teaching: a proposal for teaching sequence with EAJA students
Autor: Gomes, Rodrigo Rodrigues Freire
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0863086787300480
Primeiro orientador: Cavalcanti, Lana de Souza
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8827112569170294
Primeiro membro da banca: Cavalcanti, Lana de Souza
Segundo membro da banca: Richter, Denis
Terceiro membro da banca: Oliveira, Karla Anyelly Teixeira de
Resumo: Essa pesquisa tem como objetivo analisar as práticas espaciais dos alunos da EAJA em Goiânia e sua potencial relação com o ensino de Geografia, com alunos em duas escolas municipais que ofertam essa modalidade de ensino. Para contemplar o objetivo, a pesquisa visa responder o seguinte problema: Considerando o contexto da EAJA junto com o perfil de seu alunado, em que medida as práticas espaciais dos estudantes contribuem para um Ensino de Geografia significativo que seja atrelado as suas realidades cotidianas? Nesse sentido, as práticas espaciais, a partir de leituras e referenciais sobre o conceito, pode ser entendida com as trajetórias e rotinas que os sujeitos realizam diariamente em seu cotidiano e as formas que eles se estruturam no espaço para sobreviver. Desse modo, as rotinas e todas as práticas cotidianas dos alunos da EAJA é marcada por uma luta da sobrevivência, no qual esses educandos, vivenciam, transitam e perambulam por várias paisagens contidas no espaço urbano, que resultam na multiplicidade de visões, concepções, problemas e contradições sobre a cidade em que vivem. Esses aspectos são cruciais para pensar como o Ensino de Geografia, atrelado à temática cidade, pode colaborar ao contemplar as práticas espaciais desses estudantes, articulando aos mesmos um conhecimento crítico, problematizador e integrado sobre os elementos que eles se deparam diariamente em seus espaços de vivência. Para a realização da referida pesquisa, utilizou-se a metodologia da pesquisa participante. Diante disso, foi feita a análise do Projeto Político Pedagógico, elaborado pela Secretaria Municipal de Educação, da área de Geografia, um documento que norteia o encaminhamento do processo de ensino-aprendizagem para essa modalidade de ensino, além da leitura do planejamento anual de Geografia para o ano letivo de 2019 dos dois professores das escolas-campo da pesquisa. A observação das aulas de Geografia realizada em todas as séries da EAJA, tinham o intuito de vivenciar e compreender toda a dinâmica do ensino de Geografia nessa modalidade de ensino, observando os conteúdos abordados e a relação aluno-docente durante as aulas; nessas escolas, as conversas informais com os professores, também foram alvos de análise. Além disso, foram aplicados alguns questionários. O primeiro tinha o objetivo de analisar o perfil socioeconômico dos educandos das duas escolas-campo da EAJA. O segundo visava compreender as práticas espaciais dos estudantes, com o objetivo de sistematizar e transformar em conteúdos para serem trabalhados em um modelo de sequência didática, conforme proposto por Cavalcanti (2013). Por fim, para sintetizar as atividades realizadas, foi aplicada uma atividade com o intuito de averiguar as visões dos estudantes após os momentos de intervenção realizados com os mesmo. Em linhas gerais, após as atividades realizadas, considera-se que é primordial trabalhar as práticas espaciais dos alunos em sala de aula, pois oportuniza aos mesmos terem uma compreensão mais científica dos dilemas, problemas e contradições que eles vivenciam e se deparam no seio da cidade. Essa constatação advém da reação e do comportamento dos alunos frente às atividades realizadas, que no geral, notou-se que um conteúdo atrelado à realidade dos estudantes promove uma melhor participação e aprendizagem por parte dos discentes, quando há uma ampla discussão do espaço vivido por eles. Além disso, pode-se inferir que a temática cidade é uma das possibilidades de conteúdo que pode levantar debates e discussões encaminhadas para a formação de um pensamento geográfico para os alunos.
Abstract: This research aims to analyze the spatial practices of students of EAJA in Goiânia and its potential relationship with the teaching of Geography, with students in two municipal schools that offer this type of teaching. To contemplate the objective, the research aims to answer the following problem: Considering the context of EAJA together with the profile of its students, how do students' spatial practices contribute to a meaningful Geography Teaching that is linked to their daily realities? In this sense, spatial practices, from readings and references about the concept, can be understood as the trajectories and routines that subjects perform daily in their daily lives and the ways that they structure themselves in space to survive. In this way, the routines and everyday practices of EAJA students are marked by a struggle for survival, in which these students experience, transit and wander through various landscapes contained in the urban space, that result in the multiplicity of visions, concepts, problems and contradictions about the city in which they live. These aspects are crucial to think how Geography Teaching, linked to the thematic city, can collaborate to contemplate the spatial practices of these students, articulating to them a critical, problematizing and integrated knowledge about the elements they encounter daily in their living spaces. To carry out the referred research, the participant research methodology was used. In view of that, the Pedagogical Political Project was analyzed, which is prepared by the Municipal Department of Education, in the area of Geography, and this document guides the forwarding of the teaching-learning process to this teaching modality. There was also a reading of the annual Geography planning for the 2019 academic year of the two teachers from the research field schools. The observation of Geography classes held in all EAJA series was intended to experience and understand the whole dynamics of Geography teaching in this teaching modality, observing the contents covered and the student-teacher relationship during classes; in these schools, informal conversations with teachers were also targets of analysis. In addition, some questionnaires were applied. The first had the objective of analyzing the socioeconomic profile of the students of the two EAJA field schools. The second aimed to understand the students' spatial practices, in order to systematize and transform into content to be worked on in a didactic sequence model, as proposed by Cavalcanti (2013). Finally, to summarize the activities carried out, an activity was applied in order to ascertain the students' views after the intervention moments carried out with them. In general terms, after the activities carried out, it is considered essential to work on the spatial practices of students in the classroom, because it gives them the opportunity to have a more scientific understanding of the dilemmas, problems and contradictions that they experience and encounter within the city. This finding comes from the students 'reaction and behavior towards the activities carried out, which in general, it was noticed that a content linked to the students' reality promotes better participation and learning by the students, when there is a wide discussion of the space lived by they.
Palavras-chave: Práticas espaciais
EAJA
Sequência didática
Ensino de Geografia
Spatial practices
Didactic sequence
Geography teaching
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA::GEOGRAFIA HUMANA::GEOGRAFIA URBANA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA)
Citação: GOMES, R R. F. Práticas espaciais e ensino de Geografia: uma proposta de sequência didática com alunos da EAJA. 2020. 152 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10689
Data de defesa: 29-Abr-2020
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia (IESA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Rodrigo Rodrigues Freire Gomes - 2020.pdf3,92 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons