Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10829
Tipo do documento: Tese
Título: Desempenho e respostas fisiológicas de frangos alimentados com rações processadas termicamente, contendo milho ou sorgo, nas fases pós-eclosão e pré-inicial
Título(s) alternativo(s): Performance and physiological responses of chicken feed with thermal processed, containing maize or sorghum, in the post-hatch and pre-initial phases
Autor: Sousa, Regina Fialho de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/6389673105893363
Primeiro orientador: Leandro, Nadja Susana Mogyca
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/3136809931691012
Primeiro coorientador: Carvalho, Fabyola Barros de
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/4936451314440305
Primeiro membro da banca: Leandro, Nadja Susana Mogyca
Segundo membro da banca: Leite, Paulo Ricardo de Sá da Costa
Terceiro membro da banca: Café, Marcos Barcellos
Quarto membro da banca: Guimarães, Igo Gomes
Quinto membro da banca: Oliveira, Eduardo Miranda de
Resumo: Foram conduzidos três experimentos, para avaliar o desempenho, a metabolizabilidade dos nutrientes e as respostas fisiológicas de pintos alimentados com rações processadas termicamente, contendo milho ou sorgo, na fase pós-eclosão e na pré-inicial. No Experimento I avaliou-se o processamento térmico da ração pós-eclosão, elaboradas com milho ou sorgo. O delineamento foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x2 (ração peletizada ou extrusada, contendo milho ou sorgo), com quatro tratamentos, seis repetições de 30 pintos cada. As rações experimentais foram fornecidos em caixas de transporte durante 24 horas após a eclosão. Após a fase pós-eclosão, todos os pintos foram alojados e receberam uma mesma ração pré-inicial. Foi realizada análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey (5%). Após 24 horas, pintos que consumiram a ração pós-eclosão peletizada apresentaram menor perda de peso. Houve maior absorção dos nutrientes do saco vitelino nos pintos que consumiram ração com sorgo, independentemente do processamento térmico. Também verificou-se que, rações pós-eclosão com milho, quando extrusada, resultou em maior atividade específica da amilase e menor concentração de glicose nos pintos. Aos sete dias de idade os pintos que consumiram ração extrusada com milho apresentaram pior conversão alimentar. No Experimento II avaliou-se o efeito do processamento térmico das rações pré-iniciais, com sorgo ou milho, sobre o desempenho, desenvolvimento do TGI e atividade específica da amilase e lipase pancreática, de pintos. Foram utilizados 360 pintos de corte, distribuídos em inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x2, sendo dois ingredientes (milho ou sorgo) e dois tipos de processamento térmico (extrusão ou peletização), seis repetições de 15 pintos cada. As rações experimentais foram fornecidas aos pintos na fase pré-inicial (1 a 7 dias) e após todos os pintos receberam a mesma ração, farelada. Aos sete dias de idade, verificou-se que pintos alimentados com ração extrusada, a base de sorgo, apresentaram melhor desempenho. Observou-se maior peso relativo de pâncreas, jejuno e íleo quando a ração pré-inicial foi a base de sorgo. A ração extrusada a base de milho resultou em maior atividade especifica da amilase pancreática. Pintos que consumiram ração extrusada com sorgo apresentaram maior altura de vilo no duodeno e no jejuno. O efeito da ração pré-inicial sobre o ganho de peso observado aos sete dias de idade permaneceu até 21 dias. No Experimento III, objetivou-se avaliar o efeito do processamento térmico da ração pré-inicial para pintos de corte sobre o desempenho, desenvolvimento do trato digestório e metabolizabilidade dos nutrientes. Foram utilizados 270 pintos, machos, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, sendo os tratamentos: ração peletizada e ração extrusada. Realizou-se análise de variância. Aos sete dias de idade, os pintos alimentados com ração extrusada obtiveram menor desenvolvimento dos órgãos do trato gastrointestinal, e pior metabolizabilidade do nitrogênio, da matéria seca, além de menor energia metabolizável em relação a ração peletizada. Aos 21 dias de idade, os pintos que consumiram ração pré-inicial peletizada apresentaram melhor desempenho em relação a ração extrusada. Conclui-se que dietas pós-eclosão a base de sorgo, estimula a absorção do saco vitelino, independentemente do tipo de processamento térmico utilizado. A extrusão da ração pré-inicial produzida com sorgo é o processamento que resulta em melhor desempenho zootécnico, desenvolvimento dos órgãos do sistema digestório. A peletização da ração pré-inicial é o processamento térmico mais adequado para dietas a base de milho, pois resulta em maior desempenho, e metabolizabilidade dos nutrientes em pintos de corte.
Abstract: Resumo em língua estrangeira: Three experiments were carried out to evaluate the performance, the metabolizability of nutrients and the physiological responses of chicks fed with thermally processed feed, containing corn or sorghum, in the post-hatch and in the pre-initial phase. In Experiment I, was evaluated the thermal processing of the post-hatch diet, made with corn or sorghum. The design was completely randomized, in a 2x2 factorial scheme (pelleted or extruded feed, containing corn or sorghum), with four treatments, six replications of 30 chicks each. The experimental diets were supplied in transport boxes for 24 hours after hatching. After the post-hatch phase, all chicks were housed and received the same pre-starter feed. Analysis of variance was performed and the means compared by the Tukey test (5%). After 24 hours, chicks that consumed the pelleted post-hatch diet showed less weight loss. There was greater absorption of nutrients from the yolk sac in chicks that consumed feed with sorghum, regardless of thermal processing. It was also found that post-hatch diets with corn, when extruded, resulted in greater specific amylase activity and lower glucose concentration in chicks. At seven days of age, chicks that consumed feed extruded with corn showed worse feed conversion. In Experiment II, the effect of thermal processing of pre-starter diets with sorghum or corn was evaluated on performance, development of TGI and specific activity of amylase and pancreatic lipase in chicks. were used 360 broiler chicks, distributed in completely randomized, in a 2x2 factorial scheme, two ingredients (corn or sorghum) and two types of thermal processing (extrusion or pelletizing), six repetitions of 15 chicks each. The experimental rations were supplied to the chicks in the pre-initial phase (1 to 7 days) and after all the chicks received the same meal, mash. At seven days of age, it was found that chicks fed with extruded feed, based on sorghum, showed better performance. A greater relative weight of the pancreas, jejunum and ileum was observed when the pre-initial diet was based on sorghum. The extruded feed based on corn resulted in greater specific activity of pancreatic amylase. Chicks that consumed feed extruded with sorghum showed greater height of villus in the duodenum and jejunum. The effect of the pre-starter feed on the weight gain observed at seven days of age remained until 21 days. In Experiment III, the objective was to evaluate the effect of the thermal processing of the pre-initial diet for broiler chicks on the performance, development of the digestive tract and metabolizability of nutrients. were used 270 male chicks, distributed in a completely randomized design, with the treatments: pelleted feed and extruded feed. Analysis of variance was performed. At seven days of age, chicks fed extruded feed had less development of the organs of the gastrointestinal tract, and worse metabolizability of nitrogen, dry matter, in addition to less metabolizable energy compared to pelleted feed. At 21 days of age, chicks that consumed pelletized pre-starter feed showed better performance compared to extruded feed. It is concluded that post-hatch diets based on sorghum, stimulate the absorption of the yolk sac, regardless of the type of thermal processing used. The extrusion of the pre-initial feed produced with sorghum is the processing that results in better performance, development of the organs of the digestive system. Pelletizing of the pre-starter ration is the most suitable thermal processing for corn-based diets, as it results in greater performance and metabolizability of nutrients in broiler chicks.
Palavras-chave: Amilase pancreática
Extrusão
Lipase
Morfometria
Neonatal
Peletização
Extrusion
Lipase
Morphometry
Neonatal
Pancreatic amylase
Pelleting
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Zootecnia (EVZ)
Citação: SOUSA, R. F. Desempenho e respostas fisiológicas de frangos alimentados com rações processadas termicamente, contendo milho ou sorgo, nas fases pós-eclosão e pré-inicial. 2020. 82 f. Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10829
Data de defesa: 30-Abr-2020
Aparece nas coleções:Doutorado em Zootecnia (EVZ)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Regina Fialho de Sousa - 2020.pdf1,56 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons