Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10844
Tipo do documento: Dissertação
Título: Comunicação pública e campanhas nacionais de vacinação em contexto de midiatização: as estratégias comunicacionais do Ministério da Saúde na crise da cobertura vacinal de 2018
Título(s) alternativo(s): Public communication and national vaccination campaigns in the context of mediatization: as communication strategies of the Ministry of Health in the 2018 vaccination coverage crisis
Autor: Motta, Johnny Ribas da
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0687830254202270
Primeiro orientador: Del Bianco, Nelia Rodrigues
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/3708240583479831
Primeiro membro da banca: Del Bianco, Nelia Rodrigues
Segundo membro da banca: Oliveira, Tiago Mainieri de
Terceiro membro da banca: Quadros, Claudia Irene de
Resumo: Esta dissertação está inserida no cenário das crises que tensionam a saúde pública brasileira, em especial as recentes discussões sobre os baixos índices de cobertura vacinal e a dificuldade de sensibilização das campanhas públicas estabelecidas na dimensão institucional do Ministério da Saúde. Esta proposta ampara-se nos desafios contemporâneos instaurados pelas recorrentes mudanças sociais, bem como as possibilidades de interação e participação viabilizadas pelas Novas Tecnologias da Informação e Comunicação. Diante disso, a problemática desta pesquisa buscou analisar as estratégias de comunicação em mídias digitais estabelecidas pelo Ministério da Saúde para a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e contra o Sarampo de 2018, bem como entender de que modo foram acionados processos sintonizados com os princípios da comunicação pública. Pondera-se, que ao tratar de comunicação pública e das campanhas de vacinação, tem-se a necessidade de refletir sobre o exercício da cidadania, que estão atrelados ao direito à saúde, à informação e à comunicação, considerados direitos sociais instituídos. Fundamentado no exposto, o quadro conceitual foi constituído a partir da Pesquisa Bibliográfica (LAKATOS; MARCONI, 2003), com intuito de subsidiar teoricamente a problematização do objeto em análise, tal como elucidar os objetivos propostos. Nesse sentido, o percurso teórico foi elaborado a partir de três capítulos: Capítulo 2 - Interesse Público, Cidadania e Saúde; Capítulo 3 - Entre a Esfera de Visibilidade Pública e a Visibilidade Midiatizada e Capítulo 4 - As Dimensões da Comunicação Pública, além das subdivisões que complementam e sustentam os argumentos apresentados. Esta pesquisa apoia-se nos aportes teórico-metodológicos da pesquisa qualitativa (MINAYO, 2001) básica (SILVA, 2004) e da abordagem exploratória-descritiva (GIL, 2007), tendo como método de pesquisa o estudo de caso único com unidades integradas de análise e da triangulação de múltiplas fontes de evidência (YIN, 2010). A coleta de dados foi realizada a partir da Pesquisa Documental (CELLARD, 2008), Pesquisa Bibliográfica (LAKATOS; MARCONI, 2003), Pesquisa dos Mecanismos de Interação (FERBER; FOLTZ; PUGLIESE, 2017) e da Entrevista em Profundidade (DUARTE, 2010). O corpus foi constituído por documentos administrativos, relatórios técnicos e de gestão, de material e produtos de comunicação, de entrevista em profundidade, além de registros em arquivos de uso público, de gastos e investimentos em campanhas de vacinação. Como técnica de análise, utilizou-se também da estratégia da triangulação de métodos e técnicas, composta pelos Ciclos de Codificação (SALDAÑA, 2013), Análise Histórico-descritiva (DEVITO, 1997) e Análise Descritiva (TRIVIÑOS, 2011). Ademais, este estudo permitiu compreender que as estratégias empreendidas pelo Ministério da Saúde durante a campanha de 2018 privilegiaram a informação ao invés da comunicação. Conforme verificou-se, a informação – em quantidade – foi amplamente divulgada, mas desconsideraram o processo como algo mais amplo do que a informação. Além disso, constatou-se que as estratégias não privilegiaram o cidadão como centro dos processos comunicacionais. A falta de diálogo na construção das campanhas e a não interação nos conteúdos publicizados nas mídias digitais demarcam a práxis comunicacional analisada, o que possibilita concluir que as estratégias empregadas não assumiram a complexidade da prática da comunicação pública. Ressalta-se que o estabelecimento de uma práxis comunicacional dialógica, de estímulo ao protagonismo, ao intercambio de papeis de forma racional e corresponsável pode atuar no fortalecimento do vínculo entre Estado e cidadão, bem como atuar na promoção do pleno exercício da cidadania e na mobilização ativa da sociedade.
Abstract: This dissertation is inserted in a crisis scenario that affects Brazilian public health, especially as recent discussions about vaccination coverage rates and a difficulty in raising awareness of public campaigns applied in the institutional dimension of the Ministry of Health. This proposal is presented in the contemporary challenges brought by social changes, as well as the possibilities of interaction and participation made possible by New Technologies of Information and Communication. Give this, this research aims to analyze the communication strategies in digital media used by the Ministry of Health for a National Vaccination Campaign against Polio and Measles in 2018, as well as understand how the processes are activated in tune with the public communication. It is considered that when dealing with public communication and vaccination campaigns, there is a need to reflect on the exercise of citizenship, which are related to the right to health, information and communication, regarding institutional social rights. Based on the above, the conceptual framework was constituted from Bibliographic Research (LAKATOS; MARCONI, 2003), in order to theoretically subsidize the problematization of the object under analysis, as well as elucidate the proposed objectives. In this sense, the theoretical path was elaborated from three chapters: Chapter 2 - Public Interest, Citizenship and Health; Chapter 3 - Between the Sphere of Public Visibility and Media Visibility and Chapter 4 - The Dimensions of Public Communication, in addition to the subdivisions that complement and support the arguments presented. This research is based on the theoretical-methodological contributions of the basic (SILVA, 2004) qualitative research (MINAYO, 2001) and the exploratory-descriptive approach (GIL, 2007), using as a research method the single case study with integrated units of analysis and triangulation of multiple sources of evidence (YIN, 2010). This research is based on the theoretical-methodological contributions of the basic (SILVA, 2004) qualitative research (MINAYO, 2001) and the exploratory-descriptive approach (GIL, 2007), using as a research method the single case study with integrated units of analysis and triangulation of multiple sources of evidence (YIN, 2010). Data collection was performed based on Documentary Research (CELLARD, 2008), Bibliographic Research (LAKATOS; MARCONI, 2003), Research on Interaction Mechanisms (FERBER; FOLTZ; PUGLIESE, 2017) and In-depth Interview (DUARTE, 2010). As an analysis technique, the strategy of triangulation of methods and techniques was also used, composed of the Codification Cycles (SALDAÑA, 2013), Historical-descriptive Analysis (DEVITO, 1997) and Descriptive Analysis (TRIVIÑOS, 2011). In addition, this study made it possible to understand that the strategies undertaken by the Ministry of Health during the 2018 campaign favored information over communication. As it turned out, the information - in quantity - was widely disseminated, but they disregarded the process as something broader than the. In addition, it was found that the strategies did not privilege the citizen as the center of the communication processes. The lack of dialogue in the construction of campaigns and the lack of interaction in the content published in digital media demarcate the communicational praxis analyzed, which makes it possible to conclude that the strategies employed did not assume the complexity of the practice of public communication. It is emphasized that the establishment of a dialogic communication praxis of stimulating role, to exchanging roles in a rational and co-responsible way can act in strengthening the bond between state and citizen, as well as work in the promotion of full citizenship and mobilizing active society.
Palavras-chave: Comunicação pública
Interesse público
Estratégias de comunicação
Saúde pública
Campanhas de vacinação
Public communication
Public interest
Communication strategies
Public health
Vaccination campaigns
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Informação e Comunicação - FIC (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Comunicação (FIC)
Citação: MOTTA, J. R. Comunicação pública e campanhas nacionais de vacinação em contexto de midiatização: as estratégias comunicacionais do Ministério da Saúde na crise da cobertura vacinal de 2018. 2020. 320 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10844
Data de defesa: 26-Mar-2020
Aparece nas coleções:Mestrado em Comunicação (FIC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Johnny Ribas da Motta - 2020.pdf6,09 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons