Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10861
Tipo do documento: Tese
Título: Associação de xilanase, protease e dois níveis de fitase em dietas de frangos
Título(s) alternativo(s): Association of xylanase, protease and two levels of phytase in chicken diets
Autor: Rezende, Pedro Moraes
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/9509519460397883
Primeiro orientador: Stringhini, José Henrique
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8505634095383289
Primeiro coorientador: Carvalho, Fabyola Barros
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/4936451314440305
Segundo Coorientador: Café, Marcos Barcellos
Currículo Lattes do segundo coorientador: http://lattes.cnpq.br/9860968235125158
Primeiro membro da banca: Stringhini, José Henrique
Segundo membro da banca: Brito, Alexandre Barbosa de
Terceiro membro da banca: Rodrigues, Sandra Iara Furtado Costa
Quarto membro da banca: Vieira, Bruno Serpa
Quinto membro da banca: Leite, Carla Daniela Suguimoto
Resumo: Dois experimentos foram conduzidos na Escola de Veterinária e Zootecnia/ UFG para avaliar a associação da xilanase, da protease e dois níveis de fitase em dietas de frangos de 1 a 42 dias de idade. O delineamento experimental, de ambos os experimentos, foi o inteiramente casualizado em arranjo fatorial 2x2x2, sendo os tratamentos constituídos por duas inclusões de fitase (750 FTU e 1500 FTU), xilanase (com e sem xilanase) e protease (com e sem protease). No primeiro experimento foram alojados 1536 pintos machos da linhagem Ross 308AP, criados em galpão de piso com cama, com duração de 42 dias, composto de 8 tratamentos, 6 repetições de 32 aves. No segundo experimento, foram alojados 480 pintos machos da linhagem Cobb 500, criados em baterias até os 42 dias, submetidos a 8 tratamentos, 6 repetições de 10 aves (1 a 21 dias) e nas demais fases (22 a 42 dias) com 8 tratamentos, 5 repetições de 4 aves. No primeiro experimento, o uso da xilanase ou protease em dietas com 750 FTU de fitase melhorou a conversão alimentar dos frangos aos 42 dias. O uso da xilanase promoveu maior rendimento de peito de frangos aos 42 dias. O uso de 1500 FTU de fitase resltou em maior rendimento de coxa e sobrecoxa. As dietas contendo xilanase e protease proporcionaram maior rendimento de asas. O uso de 750 FTU de fitase e protease na dieta levou a menor deposição gordura abdominal. A xilanase e a protease nas dietas contendo maiores níveis de fitase induziaram maior teor de matéria seca e proteína no peito dos frangos. O aumento da dosagem de fitase promoveu um incremento na matéria mineral no peito das aves. Houve efeito da protease na dieta no aumento do teor de potássio. O uso da fitase e da xilanase aumentou o teor de zinco no peito. A inclusão das enzimas não influenciou na metabolizabilidade da dieta aos 21 dias. No segundo experimento, o uso de 1500 FTU de fitase associado com a protease na ração promoveu melhoria na conversão alimentar de pintainhos aos 7 dias. A inclusão de 1500 FTU com a xilanase na dieta aumentou o ganho de peso em frangos aos 41 dias. As dietas contendo 750 FTU de fitase contendo a xilanase ou a protease, apresentaram aumento no coeficiente de metabolizabilidade do nitrogênio de frangos aos 21 dias de idade. O aumento do nível de fitase contendo a protease na dieta promoveu aumento da energia metabolizável aparente. O aumento no rendimento de coxa+sobrecoxa de frangos aos 42 dias, foi observado nas dietas com fitase contendo a protease na dieta. Houve incremento dos aminoácidos na composição química do peito de frangos aos 21 dias, observado em aves alimentadas com 1500 FTU de fitase. Efeito observado também aos 42 dias, com a inclusão de 1500 FTU de fitase e a protease na dieta. Nos níveis bioquímicos séricos dos frangos aos 21 dias de idade, o aumento da dosagem de fitase associada com a xilanase e protease influenciaram nos níveis séricos de globulina, proteínas totais, cálcio total e iônico e fósforo. Nos níveis séricos dos frangos aos 42 dias de idade, as aves alimentas com 750 FTU de fitase contendo a xilanase influenciou no incremento de albumina, Ca iônico e P. A xilanase e a protease contribuíram para melhorar as características ósseas dos frangos alimentados com crescente níveis de fitase aos 21 e 42 dias de idades.
Abstract: Two trial were conducted at the School of Veterinary and Animal Science / UFG to evaluate the combination of xylanase, protease and two levels of phytase in diets of chickens from 1 to 42 days old. The experimental design of both experiments was completely randomized in a 2x2x2 factorial arrangement, with two inclusions of phytase (750 FTU and 1500 FTU), xylanase (with and without xylanase) and protease (with and without protease). In the first trial, 1536 male Ross 308AP chicks were housed, raised in a floor shed with litter, until 42 days, consisting of 8 treatments, 6 replications of 32 birds. In the second experiment, 480 male chicks Cobb500 strain were housed, reared in batteries up to 42 days old, subjected to 8 treatments, 6 replications of 10 birds (1 to 21 days) and in the other phases (22 to 42 days) by 8 treatments, 5 replications of 4 birds. In the first trial, the use of xylanase or protease in diets with 750 FTU of phytase influenced the improvement in feed conversion of chickens at 42 days old. The use of xylanase promoved a higher chicken breast at 42 days. The use of 1500 FTU of phytase obtained higher thigh and drumstick yields. Diets containing xylanase and protease obtained higher wing yield. The use of 750 FTU of phytase and protease in the diet showed lower abdominal fat. Xylanase and protease in diets containing higher levels of phytase showed a higher content of dry matter and protein in the chicken breast. The increase in phytase dosage promoted an increase in mineral matter in the birds' breasts. There was an effect of protease in the diet in increasing the potassium content. The use of phytase and xylanase increased the zinc content in the breast. The inclusion of enzymes did not influence the metabolizability of chickens at 21 days. In the second experiment, the use of 1500 FTU of phytase associated with protease in the feed promoted improvement in the feed conversion of chicks at 7 days. The inclusion of 1500 FTU with xylanase in the diet increased weight gain in chickens at 41 days. Diets containing 750 FTU of phytase containing xylanase or protease showed an increase in the nitrogen metabolizability coefficient of chickens at 21 days. The highest level of phytase with protease in the diet promoted an increase in apparent metabolizable energy. The increase in the yield of chicken thigh + drumstick at 42 days was observed in diets with phytase containing protease in the diet. There was an increase in amino acids in the chemical composition of chicken breast at 21 days, observed in birds fed 1500 FTU of phytase. Effect also observed at 42 days, with the inclusion of 1500 FTU of phytase and protease in the diet. In the serum biochemical levels of chickens at 21 days of age, the increase in the dosage of phytase associated with xylanase and protease influenced the serum levels of globulin, total proteins, total and ionic calcium and phosphorus. In the serum levels of chickens at 42 days of age, birds fed 750 FTU of phytase containing xylanase influenced the increase in albumin, Ca ionic and P. Xylanase and protease contributed to improve bone characteristics of chickens fed with increasing levels phytase at 21 and 42 days of age.
Palavras-chave: Avicultura
Enzimas
Nutrição
Conversão alimentar
Poultry
Enzymes
Nutrition
Feed conversion
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PRODUCAO ANIMAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Zootecnia (EVZ)
Citação: REZENDE, P. M. Associação de xilanase, protease e dois níveis de fitase em dietas de frangos. 2020. 93 f. Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10861
Data de defesa: 8-Set-2020
Aparece nas coleções:Doutorado em Zootecnia (EVZ)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Pedro Moraes Rezende - 2020.pdf2,32 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons