Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10865
Tipo do documento: Dissertação
Título: Os escritos políticos de Cunha Leal e os impasses do colonialismo português em África (1961-1963)
Título(s) alternativo(s): Political writings of Cunha Leal and the deadlock of the Portuguese colonialism in Africa (1961-1963)
Autor: Bianchi, Janaina Fernanda Gonçalves de Oliveira
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/3059343359626154
Primeiro orientador: Pinto, João Alberto da Costa
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/4246394797193440
Primeiro membro da banca: Pinto, João Alberto da Costa
Segundo membro da banca: Gonçalves, José Henrique Rollo
Resumo: Esta dissertação de mestrado apresenta o pensamento de um colonialista português, Francisco Pinto da Cunha Leal (1888-1970), que propôs a continuidade do colonialismo português no Continente Africano. O seu objetivo é compreender as motivações para a continuidade da colonização, por meio dos discurso dos colonizadores. Apresenta primeiro a trajetória institucional de Cunha Leal. Em seguida, desenvolve-se o conceito de autodeterminação das colônias, como discutido em seus quatro livros, publicados sob a Coleção Coisas do Tempo Presente, entre os anos de 1961 e 1963. Para tal, as ideias e obras foram contextualizadas no período no qual se iniciou a guerra em Angola, bem como pressão internacional, especialmente das Nações Unidas, para que Portugal concedesse independência às suas colônias. Na terceira etapa da pesquisa, as ideias contidas nos escritos de Cunha Leal foram colocadas em debate com as de outros portugueses do mesmo recorte temporal — Pacheco de Amorim, Franco Nogueira e Henrique Galvão — que demonstravam ideias divergentes, ainda que por vezes discretas, para a continuidade do colonialismo português; consideramos assim que representavam pensamentos de grupos compostos por aqueles que acreditavam na ação colonizadora e/ou que temiam as consequências económicas da perda das colônias. Concluímos que as ideias desses autores acerca do colonialismo português compuseram o arcabouço de justificativas que retiraram a soberania dos povos nativos, ideias estas que vieram a ser derrotadas nos anos seguintes.
Abstract: This master’s thesis presents the thinking of a Portuguese colonialist, Francisco Pinto da Cunha Leal (1888-1970), who proposed the continuity of the Portuguese colonialism within the African continent. It aims to understand the motivations to continue colonization, through the colonisers’ discourses. It first presents Cunha Leal's institutional trajectory. Afterwards, it develops the concept of self-determination of the colonies, as argued in his four books, published under the Collection Coisas do Tempo Presente [Things of Present Times], between the years 1961 and 1963. For it, the ideas and works were contextualized in the period when the war Angola started, as well as an international pressure, specially within the United Nations, so Portugal would grant independence to its colonies. In the third step of the research, the ideas encompassed by the writings of Cunha Leal were put in debate with the ones set forth by other Portuguese of the same time frame: Pacheco de Amorim, Franco Nogueira and Henrique Galvão — who exhibited diverging ideas, yet sometimes discreet, for the continuity of Portuguese colonialism; what we thus consider to represent the thoughts of groups made by those who believed in the action of colonisation and/or feared the economical consequences of the lost of the colonies. We conclude the ideas of these authors on Portuguese colonialism constituted the framework of justifications that took the sovereignty from the native peoples, ideas that came to be defeated in the years to come.
Palavras-chave: Colonialismo português
Descolonização
Autodeterminação
Cunha Leal
Portuguese colonialism
Decolonization
Selfdetermination
Cunha Leal
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de História - FH (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em História (FH)
Citação: BIANCHI, F. Os escritos políticos de Cunha Leal e os impasses do colonialismo português em África (1961-1963). 2020. 155 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10865
Data de defesa: 27-Ago-2020
Aparece nas coleções:Mestrado em História (FH)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Janaina Fernanda Gonçalves de Oliveira Bianchi - 2020.pdf1,31 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons