Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11136
Tipo do documento: Tese
Título: Plurissaberes e experiências: letramentos e (de)colonialidade do ser, saber e poder a partir do estado da Bahia
Título(s) alternativo(s): Plurisaberes y experiencias
Autor: Chacon, Juan Alberto Castro
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/3686926072713943
Primeiro orientador: Sousa Filho, Sinval Martins de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/5359385370592200
Primeiro membro da banca: Silva, Maria do Socorro Pimentel da Silva
Segundo membro da banca: Sousa Filho, Sinval Martins de
Terceiro membro da banca: Dias, Luciana de Oliveira
Quarto membro da banca: Souza, Agostinho Potenciano de
Quinto membro da banca: Luterman, Luana Alves
Resumo: Esta tese apresenta Plurissaberes e experiências: letramentos e a (de)colonialidade do ser, saber e poder a partir do Estado da Bahia, e tem o objetivo de descrever e refletir como se dão a constituição geopolítica e ontoepistêmica dos saberes das multissociedades em três cidades do estado da Bahia. A proposta é observar até que ponto essa intersecção é reprimida/invisibilizada/exterminada pela colonialidade do ser, do saber e do poder no contexto baiano. Nessa perspectiva, a partir dos estudos de Lelia Gonzalez (1988), de Santos e Menezes (2001; 2010), de Crenshaw (2002), de Mignolo (2003), de Lander (2005), de Quijano (2014a; 2014b) e de Street (2018) discutimos os conceitos de ontoepistemologia, plurissaberes, saberes alter-nativos, letramentos e (de)colonialidades. Por essa razão, como metodologia fazemos usufruto da proposta de transmetodologia sistematizada por Efendy Maldonado (2017), e apresentamos reflexões dos dados gerados a partir de pesquisas de campo realizadas nos municípios baianos de Barreiras, Cachoeira e Salvador. Os resultados demonstram, como recorte espaço-temporal delimitado, que podemos pensar a Bahia como um contexto geopolítico que reconhece suas experiências afro-brasileiras com um sentido de incorporação de saberes, não somente os religiosos, senão interseccionados, pluralizados. Isto não obedece a iniciativas das leis, nem tentam finalizar projetos de leis, mas a propostas democráticas que nascem dos próprios coletivos sociais organizados. No caso, entendemos que a decolonialidade nesses municípios baianos caminha para ratificar, historicamente e desde o seio do coletivo, experiências ontoepistêmicas descentradas, que se interseccionam para fortalecer saberes alternativos. Nesse sentido, em nossa tese observamos que os exercícios de letramentos em suas realizações interativas se ligam estreitamente aos saberes na forma plural (FERREIRA, 1998; SANTOS, 2001, 2010a, SANTOS, MENEZES, 2010; FREITAS, 2016). E, sendo assim, consideramos os saberes a partir de experiências comunitárias e não realizadas em base ao monossaber.
Abstract: This thesis presents Plurisaberes and experiences: literacies and the (de) coloniality of being, knowledge and power from the State of Bahia, and aims to describe and reflect how the geopolitical and ontoepistemic constitution of the knowledge of multisocieties in three cities occurs of the state of Bahia. The proposal is to observe the extent to which this intersection is repressed / made invisible / exterminated by the coloniality of being, knowledge and power in the Bahian context. In this perspective, from the studies of Lelia Gonzalez (1988), Santos and Menezes (2001; 2010), Crenshaw (2002), Mignolo (2003), Lander (2005), Quijano (2014a; 2014b) and de Street (2018) we discussed the concepts of ontoepistemology, plurisaberes, alternative knowledge, literacies and (de)colonialities. For this reason, as a methodology, we make use of the proposed systematized transmetodology by Efendy Maldonado (2017), and present reflections of the data generated from field research conducted in the Bahian municipalities of Barreiras, Cachoeira and Salvador. The results demonstrate, as a limited space-time cut, that we can think of Bahia as a geopolitical context that recognizes its Afro-Brazilian experiences with a sense of incorporating knowledge, not only religious, but intersected, pluralized. This does not obey the initiatives of the laws, nor do they try to finalize bills, but to democratic proposals that arise from the organized social collectives themselves. In this case, we understand that decoloniality in these municipalities in Bahia is going to ratify, historically and from the heart of the collective, decentralized ontoepistemic experiences, which intersect to strengthen alter-native knowledge. In this sense, in our thesis we observed that literacy exercises in their interactive achievements are closely linked to knowledge in the plural form (FERREIRA, 1998; SANTOS, 2001, 2010a, SANTOS, MENEZES, 2010; FREITAS, 2016). And, being so, we consider the knowledge from community experiences and not carried out based on monossaber.
Palavras-chave: Estado da Bahia
Letramentos
Plurisaberes
Alter-nativo
(De)colonialidade
State of Bahia
Literacies
Plurisaberes
Alter-native
(De) coloniality
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: CHACON, J. A. C. Plurissaberes e experiências: letramentos e (de)colonialidade do ser, saber e poder a partir do estado da Bahia. 2020. 157 f. Tese (Doutorado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11136
Data de defesa: 12-Mar-2020
Aparece nas coleções:Doutorado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Juan Alberto Castro Chacon - 2020.pdf6,94 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons