Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11352
Tipo do documento: Dissertação
Título: ‘Mas, entre mulheres? Como assim!?’: uma análise antropológica sobre conflitos e violências em narrativas sobre conjugalidades lésbicas em Goiânia
Título(s) alternativo(s): 'But, among women? how so !?’: an anthropological analysis on conflicts and violences in narratives on lesbian conjugalities in Goiânia
Autor: Silva, Paula Cristina de Almeida
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/4967821229251004
Primeiro orientador: Henning, Carlos Eduardo
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1405422535034318
Primeiro membro da banca: Henning, Carlos Eduardo
Segundo membro da banca: Dias, Luciana de Oliveira
Terceiro membro da banca: Amaral, Marcela Carvalho Martins
Resumo: Nesta dissertação busquei analisar os processos de construção de significados e experiências vividas por mulheres que se relacionam afetivo e sexualmente com outras mulheres. Busquei compreender, também, as narrativas sobre as dinâmicas de estabelecimento da violência e abusividade no âmbito da conjugalidade lésbica. Para isso, realizei entrevistas semi-estruturadas e conversas informais em profundidade com mulheres que viveram relacionamentos lésbicos por elas concebidos, de distintas maneiras, como violentos. Ao todo entrevistei dezessete mulheres, dentre as quais a maioria se definiu como lésbica, como negras (considerando negras as que se identificaram como negra, preta ou parda), além de serem jovens de até 24 anos de idade, goianas, com ensino superior incompleto e viverem com renda familiar per capita de até dois salários mínimos. Verificou-se que existem diversas e variadas concepções sobre práticas de violências e abusividades em contextos de conjugalidade lésbica, as quais abrangem, principalmente, aspectos físicos, psicológicos e sociais. As violências, abusividades e conflitos revelam-se como local da disputa contínua pelo exercício e resistência ao exercício do poder. As experiências marcadas por violências e abusividades são fortemente marcadas como contextual, relacional e conjuntural. E, portanto, tais experiências comportam uma multiplicidade discursiva e semântica, através de variadas formas de narrar e dar significados. Da experiência de campo emergiu uma espécie de “núcleo central” nas práticas que podem ser entendidas como violências.
Abstract: In this dissertation, I sought to know, analyze and write about the significant construction processes and experiences lived by women who relate emotionally and sexually with other women. I also tried to understand how dynamics of establishing violence and abuse in the context of lesbian conjugality. To do this, conduct semi-structured interviews and conversations with information about depth with women who live lesbian relationships that they conceive of, in different ways, as violations. When interviewing seventeen women, most of whom define themselves as lesbians, black women (considering black women as identified as black, black or mixed race), in addition to being under 24 years old, from Goiás, with incomplete higher education and living with family income per capita up to two minimum discounts. It was found that there are several and varied conceptions about violations and abusive practices in contexts of lesbian conjugality, as which mainly cover physical, psychological and social aspects. As violations, abuse and abuse reveal themselves as a place of continuous conflict for the exercise and resistance to the exercise of power. The experiences marked by violations and abuse are strongly marked as contextual, relational and conjunctural. And, therefore, such experiences involve a discursive and semantic multiplicity, through variable forms of narrative and meanings. The emerging field experienceis a kind of “central core” in practices that can be understood as violence.
Palavras-chave: Conjugalidades lésbicas
Conflitos
Abusividades
Violência conjugal
Antropologia urbana
Lesbian conjugalities
Conflicts
Marital violence
Abusiveness
Urban anthropology
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Antropologia Social (FCS)
Citação: SILVA, P. C. A. ‘Mas, entre mulheres? Como assim!?’: uma análise antropológica sobre conflitos e violências em narrativas sobre conjugalidades lésbicas em Goiânia. 2020. 119 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11352
Data de defesa: 6-Mai-2020
Aparece nas coleções:Mestrado em Antropologia Social (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Paula Cristina de Almeida Silva - 2020.pdf1,21 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons