Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11417
Tipo do documento: Dissertação
Título: “Elas são quase da família” - trabalho, identidade e trajetórias de domésticas residentes
Título(s) alternativo(s): “They are almost family” - work, identity and trajectories of resident domestic workers
Autor: Valeriano, Marta Maria
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/3192967733292717
Primeiro orientador: Nunes, Jordão Horta
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/0257540968113535
Primeiro membro da banca: Coutinho, Maria Chaufin
Segundo membro da banca: Tosta, Tania Ludmila Dias
Terceiro membro da banca: Nunes, Jordão Horta
Resumo: A dissertação enfoca o trabalho, as trajetórias e as identidades de trabalhadoras domésticas que moram no local de trabalho. Trata-se de um estudo de caso na cidade de Goiânia. A pesquisa aliou os fundamentos teóricos da sociologia do trabalho e gênero, sobretudo no que se refere ao trabalho doméstico, à teoria das identidades de Claude Dubar. A prática metodológica compreendeu investigações quantitativas e qualitativas, entre elas: seleção e análise em bases de dados governamentais e a realização de entrevistas semiestruturadas com treze domésticas residentes. Foram eleitos cinco eixos estruturantes sob os quais se realizou as análises: perfil e trajetória, condições de trabalho, vivência cotidiana na casa dos patrões; identidade e reconhecimento. Os resultados revelam que classe, raça, gênero, idade e origem geográfica se interseccionam e transformam-se em desigualdades na trajetória das trabalhadoras entrevistadas. Suas trajetórias pessoais e laborais foram influenciadas pela entrada precoce no mercado de trabalho através do trabalho doméstico remunerado. Cons-tatou-se que as trabalhadoras domésticas residentes sofrem com extensas jornadas de tra-balho e com o desrespeito às leis trabalhistas. Em concordância com Girard-Nunes e Silva (2013), acredita-se que a condição de “ser quase da família” pessoaliza a relação de traba-lho, fazendo com que as subjetividades interfiram na relação contratual e na efetivação dos direitos conquistados. A depreciação da identidade social e ocupacional das trabalhadoras domésticas residentes é construída e sustentada por meio da desvalorização que sofrem, tanto pelo Estado como pela sociedade civil. Embora a lei que alarga os direitos das traba-lhadoras domésticas ainda não tenha se efetivado para a maioria das entrevistadas, ela é reconhecida como uma importante conquista e contribui para a desconstrução da imagem depreciada do trabalho doméstico e das trabalhadoras domésticas.
Abstract: The dissertation focuses on the work, trajectories and identities of female domestic workers. This paper analyses the work, the trajectories and the migration processes of female domestic workers in which live in their employer's property. It is a case study accomplished in Goiania-GO. The research allied the theoretical foundations of the sociology of work and gender, especially with regard to domestic work, to the theory of identities of Claude Dubar. Methodological practice comprehended quantitative and qualitative investigations, among it: selection and analysis of government databases and semi-structured interviews with thirteen resident domestic workers. Five structural axis were elected under which the analysis were carried out: profile and trajectory, working conditions, daily living in the house of the bosses; identity and recognition. The results reveal that class, race, gender, age and geographical origin intersect and become inequalities in the trajectory of the workers interviewed. Their personal and work trajectories were influenced by the early entry into the labor market through paid domestic work. It was verified that resident domestic workers suffer with extensive working hours and non-compliance with labor laws. According to Girard-Nunes e Silva (2013), it is believed that the condition of being "almost family" personalizes the work relationship, causing subjectivities to interfere in the contractual relationship and in the effectiveness of the rights conquered. The depreciation of the social and occupational identity of resident domestic workers is built and sustained through the devaluation they suffer, both from the state and civil society. Although the law that extends the rights of domestic workers has not yet become effective for the majority of the interviewed, it is recognized as an important achievement and contributes to the deconstruction of the undervalued image of domestic work and domestic workers.
Palavras-chave: Trabalho doméstico
Trabalhadoras domésticas
Gênero
Identidade
Goiânia
Domestic work
Female domestic workers
Gender
Identity
Goiânia
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Sociologia (FCS)
Citação: VALERIANO, M. M. “Elas são quase da família” - trabalho, identidade e trajetórias de domésticas residentes. 2017. 136 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11417
Data de defesa: 16-Mar-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Sociologia (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Marta Maria Valeriano - 2017.pdf1,41 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons