Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11437
Tipo do documento: Dissertação
Título: O vocabulário matemático no ensino e aprendizagem de Geometria nos anos finais do ensino fundamental
Título(s) alternativo(s): Mathematical vocabulary in the teaching and learning of Geometry in the final years of elementary school
Autor: Silva, Ana Karine Moreira da
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/6280128598162866
Primeiro orientador: Chaves, Sandramara Matias
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8215617614854729
Primeiro membro da banca: Rosa, Dalva Eterna Gonçalves
Segundo membro da banca: Faria, Elisabeth Cristina de
Terceiro membro da banca: Chaves, Sandramara Matias
Resumo: Este trabalho objetiva compreender como o vocabulário específico da linguagem matemática – o vocabulário matemático – está presente no ensino e aprendizagem de Geometria das escolas estaduais de Vianópolis-GO, que oferecem os anos finais do Ensino Fundamental. Constitui-se como uma pesquisa de natureza qualitativa que se configura como um estudo de caso e busca responder a seguinte questão: como o vocabulário matemático está presente no ensino e aprendizagem de Geometria das escolas estaduais de Vianópolis-GO, que oferecem os anos finais do Ensino Fundamental? Dada a relevância do vocabulário matemático para a Geometria, essa pesquisa se justifica diante da necessidade de investigar como o vocabulário matemático está presente no ensino e aprendizagem de Geometria e da falta de iniciativas científicas no contexto escolar de Vianópolis-GO. Com o suporte de referenciais teóricos que tratam sobre a linguagem matemática e o vocabulário matemático, bem como do documento curricular em vigência na rede estadual de educação de Goiás em 2019 – o Currículo Referência – a pesquisa de campo foi realizada nas duas escolas estaduais de Vianópolis-GO, que oferecem os anos finais do Ensino Fundamental. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas com os professores de Matemática e de grupos focais com uma amostra dos alunos do sexto, sétimo, oitavo e nono ano. A sistematização e análise dos dados coletados foi realizada por meio da análise de conteúdo, de onde emergiram três categorias de análise: o ensino e aprendizagem de Geometria, o vocabulário matemático na aprendizagem de Geometria e o vocabulário matemático no ensino de Geometria. As considerações dos professores revelaram desafios e limitações do ensino de Geometria que questionaram a presença do vocabulário matemático nesse contexto de ensino, já que, até mesmo, a abordagem do conhecimento geométrico na disciplina de Matemática é incerta. A escassez de oportunidades para os alunos se expressarem, com o professor e entre si, também indicaram que a aprendizagem geométrica enfrenta obstáculos que não favorecem a presença do vocabulário matemático. Além disso, as dificuldades dos alunos em compreender e utilizar os termos geométricos para se expressarem indicaram uma frágil presença do vocabulário matemático na aprendizagem de Geometria, que parece se arrastar ao longo dos anos e níveis escolares. No ensino de Geometria, percebe-se que o vocabulário matemático encontra-se presente nos discursos dos professores, mas que estes precisam reconhecer que o vocabulário matemático não é trivial para os estudantes e que suas práticas de ensino carecem de uma abordagem específica dos textos matemáticos e, consequentemente, do vocabulário especializado da Geometria. Ainda que tenham sido identificadas ações pedagógicas que contemplam o vocabulário específico da Geometria, fortalecendo a presença dos termos geométricos no ensino, observa-se que tais estratégias precisam ser realizadas com mais frequência na abordagem de Geometria, possibilitando o envolvimento de todos os alunos e se fazendo presente na prática de ensino de todos os professores do contexto investigado. A partir disso, conclui-se que o vocabulário matemático está pouco presente na aprendizagem geométrica, enquanto no ensino, encontra-se mais no discurso dos professores do que em suas práticas pedagógicas.
Abstract: This work aims to understand how the specific vocabulary of the mathematical language - the mathematical vocabulary - is present in the teaching and learning of Geometry of the state schools of Vianópolis-GO, which offer the final years of Elementary School. It is constituted as a qualitative research that is configured as a case study and seeks to answer the following question: how the mathematical vocabulary is present in the teaching and learning of Geometry of the state schools of Vianópolis-GO, which offer the final years of the Elementary School? Given the relevance of the mathematical vocabulary for Geometry, this research is justified in view of the need to investigate how the mathematical vocabulary is present in the teaching and learning of Geometry and the lack of scientific initiatives in the school context of Vianópolis-GO. With the support of theoretical references that deal with mathematical language and mathematical vocabulary, as well as the curricular document in force in the state education network of Goiás in 2019 - the Reference Curriculum - the field research was carried out in the two state schools of Vianópolis-GO, which offer the final years of elementary school. Data were collected through semi-structured interviews with mathematics teachers and focus groups with a sample of students in the sixth, seventh, eighth and ninth grades. The systematization and analysis of the collected data was carried out through content analysis, from which three categories of analysis emerged: the teaching and learning of Geometry, the mathematical vocabulary in the learning of Geometry and the mathematical vocabulary in the teaching of Geometry. The teachers' considerations revealed challenges and limitations in the teaching of Geometry that questioned the presence of the mathematical vocabulary in this teaching context, since even the approach to geometric knowledge in the subject of Mathematics is uncertain. The scarcity of opportunities for students to express themselves, with the teacher and with each other, also indicated that Geometric learning faces obstacles that do not favor the presence of mathematical vocabulary. In addition, the students' difficulties in understanding and using geometric terms to express themselves indicated a fragile presence of the mathematical vocabulary in the learning of Geometry, which seems to drag on through the years and school levels. In the teaching of Geometry, it is clear that the mathematical vocabulary is present in the speeches of the teachers, but that they need to recognize that the mathematical vocabulary is not trivial for students and that their teaching practices lack a specific approach to mathematical texts and, consequently, the specialized vocabulary of Geometry. Although pedagogical actions have been identified that contemplate the specific vocabulary of Geometry, strengthening the presence of geometric terms in teaching, it is observed that such strategies need to be carried out more frequently in the approach of Geometry, allowing the involvement of all students and being present in the teaching practice of all teachers in the investigated context. From this, it is concluded that the mathematical vocabulary is little present in geometric learning, while in teaching, it is found more in the speech of teachers than in their pedagogical practices.
Palavras-chave: Linguagem matemática
Vocabulário matemático
Geometry teaching
Geometry learning
Final years of elementary school
Ensino de Geometria
Anos finais do ensino fundamental
Mathematical language
Mathematical vocabulary
Aprendizagem de Geometria
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Pró-Reitoria de Pós-graduação (PRPG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática (PRPG)
Citação: SILVA, A. K. M. O vocabulário matemático no ensino e aprendizagem de Geometria nos anos finais do ensino fundamental. 2021. 175 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2021.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11437
Data de defesa: 30-Mar-2021
Aparece nas coleções:Mestrado em Educação em Ciências e Matemática (PRPG)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Ana Karine Moreira da Silva - 2021.pdf2,66 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons