Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11488
Tipo do documento: Tese
Título: Uso de emulsifiante em dietas de frangos de corte
Título(s) alternativo(s): Use of emulsifying in broilers’ diet
Autor: Oliveira, Marcus Vinicius Garcia de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/7592709536494073
Primeiro orientador: Leandro, Nadja Susana Mogyca
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/3136809931691012
Primeiro coorientador: Café, Marcos Barcellos
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/9860968235125158
Primeiro membro da banca: Leandro, Nadja Susana Mogyca
Segundo membro da banca: Mascarenhas, Alessandra Gimenez
Terceiro membro da banca: Mendonça, Raiana Almeida Noleto
Quarto membro da banca: Sysneiros, Cristine dos Santos Settimi
Quinto membro da banca: Lopes, Karina Ludovico de Almeira Martinez
Resumo: Foram realizados dois experimentos com objetivo de avaliar a energia metabolizável aparente (EMA) corrigida pelo balanço de nitrogênio (EMAn) e o coeficiente de metabolizabilidade da matéria seca (CMMS), do extrato etéreo (CMEE), da energia bruta (CMEB) e do nitrogênio (CMN), bem como o balanço do nitrogênio (BN) em frangos de corte alimentados com dietas contendo emulsificante e diferentes níveis de energia metabolizável (EM). Fora avaliado, também, o desempenho, rendimento de carcaça, percentual de extrato etéreo nas excretas, histomorfometria intestinal e perfil sérico de frangos de corte alimentados com dietas contendo emulsificante e duas fontes lipídicas. No primeiro experimento, o delineamento foi inteiramente casualizado, em fatorial 3 x 2 (três níveis de EM: 2.950, 3.050 e 3.150 kcal/kg na fase inicial e 3.100, 3.150 e 3.200 kcal/kg na fase de crescimento, com ou sem a adição de 0,125% de emulsificante a base de lecitina de soja). Foi avaliada a EMA, a EMAn, BN e o CMEB nos períodos de 10 a 14 dias e de 30 a 35 dias de idade. Na fase inicial, a inclusão do emulsificante em dietas com 2.950 e 3050 kcal/kg de EM aumentou o CMMS, o CMN e o BN. Na fase de crescimento houve aumento da EMA e EMAn, em dietas com menor nível de EM (3.100 kcal/kg), e a adição do emulsificante em dietas com 3.150 e 3.200 de EM proporcionou aumento do CMEE. No segundo experimento, o delineamento foi inteiramente casualizado em fatorial 2x2 (com ou sem a adição de 0,05% de emulsificante a base de lecitina de soja e duas fontes de lipídeo: gordura de frango e óleo de soja), com oito repetições com 18 aves, cada. Dietas com emulsificante melhoraram o peso vivo dos frangos aos 35 dias de idade, independente, da fonte lipídica utilizada na dieta, bem como o índice de eficiência produtiva (416,69) aumentou a altura das vilosidades no intestino de frangos alimentados com óleo de soja, não apresentando diferença para a gordura de frango, enquanto no jejuno a maior altura de vilosidade foi em dietas com gordura de frango e no íleo com óleo de soja, ambas com emulsificante. O emulsificante não influenciou a histopatologia do fígado. O colesterol total e o High Density Liporotein (HDL) foram maiores em dietas com gordura de frango para pintos com 7 dias de vida. A enzima Iransaminase Glutâmico – Oxalacética (TGO) apresentou menor valor para dietas com óleo de soja e emulsificante e a Transaminase Glutâmico Pirúvica (TGP) foi maior para gordura de frango, não havendo efeito do emulsificante para pintos com 7 dias de idade. Aos 21 dias de idade, os frangos alimentados com dieta contendo gordura de frango apresentaram maior TGP. O peso relativo dos órgãos (fígado, pâncreas e intestino delgado) e o rendimento de carcaça não foram alterados com ou sem a inclusão do emulsificante. Conclui-se, portanto, que a inclusão do emulsificante em dietas com menor nível de EM melhorou o CMN e o BN na fase inicial e a EMA e EMAn na fase de crescimento, podendo ser utilizado em dietas de frangos com níveis reduzidos de EM. Além disso, melhorou o peso vivo dos frangos aos 35 e 42 dias de vida, o índice de eficiência produtiva e a altura das vilosidades do duodeno e do jejuno.
Abstract: Two experiments were conducted. The first one aimed to study the effects of the emulsifying in diets using three different levels of metabolized energy (ME) (low, recommended and high) in the initial and growth phases of broilers, with a 3x2 factorial. In the initial phase, the diets had 2.950, 3.050, and 3.150 kcal/kg, and in the growth phase, 3.100, 3.150 and 3.200 kcal/kg of ME, with the inclusion of 0,125% of an emulsifying that has soy lecithin as its main component. The aim was to determinate the apparent metabolized energy (AME) and the apparent metabolized energy corrected by nitrogen (AMEn) in diets with three levels of metabolized energy (ME), as well as nitrogen balance (NB), digestibility coefficients of dry matter (DCDM), ether extract (DCEE), nitrogen (DCN), and crude energy (DCCE). It was verified that the inclusion of the emulsifying increased the DCDM, DCN, NB, and AMEn in diets with 2.950 and 3050 kcal/kg, while in the growth phase, the AME and AMEn in diets with lower levels of metabolized energy (3.100 kcal/kg), suggesting the inclusion of the emulsifying in broilers’ diet with lower levels of metabolized energy. The second experiment aimed to study the inclusion of the emulsifying in broilers’ diet with two different fat sources (soy oil and chicken fat), therefore forming a 2x2 factorial. It was used an emulsifying that has soy lecithin as its main component with 0,5% of inclusion (on top). The emulsifying (soy lecithin) improved the broilers’ body weight in 35 (120 g) and 42 (150 g) days old, regardless to the fat source used in the diet, as well as the productive efficiency ratio (416,69). There were no differences to the percentage of ether extract found in the excrete of 7 and 21 days old broilers. To assess the intestinal histomorphometry of 21 days of age, the emulsifying increased the villous height in the intestine of broilers fed with soy oil, not showing any differences to the chicken fat, while in the jejunum, the greatest villous height was found in diets with chicken fat and in the ileum, with soy oil, both of which used the emulsifying. There was no verification of the emulsifying effect and the type of fat for the liver’s histology, but it was verified that the fat source influenced the serum blood profile, which the total cholesterol and high density lipoprotein (HDL) were higher in diets with chicken fat for 7 days old chicks. The glutamic oxaloacetic transaminase (GOT) enzyme showed lower values for diets with soy oil and emulsifying, and the glutamic-pyruvic transaminase (GPT) was higher for the chicken fat, without any effect of the emulsifying for 7 days old chicks. For 21 days old broilers, the GPT was higher for broilers fed with chicken fat in the diet. There was no interaction, as well as emulsifying effect, for the relative liver weight, pancreas and small intestine on the evaluated ages (21 and 42 days), as well as the carcass yield. The inclusion of the emulsifying improved the body weight of 21 and 42 days old broilers, the productive efficiency ratio and the height of the villous, both in the duodenum and jejunum, being indicated its inclusion in the broilers’ diet.
Palavras-chave: Desempenho
Emulsificação
Metabolizabilidade
Lipídeo
Performance
Emulsification
Metabolizability
Lipid
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PRODUCAO ANIMAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Zootecnia (EVZ)
Citação: OLIVEIRA, M. V. G. Uso de emulsifiante em dietas de frangos de corte. 2021. 117 f. Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2021.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11488
Data de defesa: 1-Abr-2021
Aparece nas coleções:Doutorado em Zootecnia (EVZ)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Marcus Vinicius Garcia de Oliveira - 2021.pdf2,34 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons