Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11558
Tipo do documento: Dissertação
Título: Contranarrativas periféricas: o movimento Hip Hop como agente de memórias
Título(s) alternativo(s): Peripheral contranarratives: the Hip Hop movement as a memories agent
Autor: Santos, Giovanna Silveira
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/3594046951870915
Primeiro orientador: Wichers, Camila Azevedo de Moraes
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1268440854810735
Primeiro membro da banca: Wichers, Camila Azevedo de Moraes
Segundo membro da banca: Baptista, Jean Tiago
Terceiro membro da banca: Roim, Talita Prado Barbosa
Quarto membro da banca: Alfonso, Louise Prado
Resumo: Este trabalho está centrado no estudo do movimento Hip Hop como agente de memórias, a partir do olhar antropológico. Busco examinar como a comunidade ligada ao movimento Hip Hop está acionando categorias como história, memória e patrimônio para uma luta em busca de justiça social. A pesquisa é desenvolvida à luz da noção de marcadores sociais das diferenças, procurando compreender as relações e questões identitárias no que concerne ao movimento Hip Hop. Abordo também experiências etnográficas em relação à alteridade e posicionalidade no movimento, por meio das lentes da Antropologia. Analiso dois processos, que se entrecruzam, mais detidamente: o pedido de registro do Hip Hop como Patrimônio Imaterial de Goiânia e o processo da musealização do Hip Hop com a criação de um museu comunitário associado ao Centro Referência da Juventude, em Goiânia. Por fim, apresento o movimento Hip Hop como agente de memórias capaz de construir contranarrativas periféricas.
Abstract: This work is centered on the study of the Hip Hop movement as an agent of memories, from the anthropological perspective. I intend to examine how the community linked to the Hip Hop movement is activating categories such as history, memory and heritage for a struggle in search of social justice. The research is developed in the light of the notion of social markers of differences, searching to understand the relationships and identity issues with regard to the Hip Hop movement. I also address ethnographic experiences in relation to otherness and positionality in the movement, through the lens of Anthropology. I analyze two processes, which are more closely intertwined: the application for registration of Hip Hop as Intangible Heritage of Goiânia and the process of musealization of Hip Hop with the creation of a community museum associated with the Centro de Referência da Juventude, in Goiânia. Finally, I present the Hip Hop movement as an agent of memories able to build peripheral contranarratives.
Palavras-chave: Contranarrativas
Hip Hop
Memórias
Museus
Patrimônios
Contranarratives
Hip Hop
Memories
Museums
Heritage
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Antropologia Social (FCS)
Citação: SANTOS, Giovanna Silveira. Contranarrativas periféricas: o movimento Hip Hop como agente de memórias. 2021. 236 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2021.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11558
Data de defesa: 19-Fev-2021
Aparece nas coleções:Mestrado em Antropologia Social (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Giovanna Silveira Santos - 2021.pdf7,65 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons