Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11943
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorTeixeira, Rafael Giovanetti-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1727724553486681pt_BR
dc.contributor.advisor1Campos, Yussef Daibert Salomão De-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7307745252496902pt_BR
dc.contributor.referee1Campos, Yussef Daibert Salomão De-
dc.contributor.referee2Langaro, Jiani Fernando-
dc.contributor.referee3Pistorello, Daniela-
dc.date.accessioned2022-03-14T12:26:06Z-
dc.date.available2022-03-14T12:26:06Z-
dc.date.issued2021-11-22-
dc.identifier.citationTEIXEIRA, R. G. A usina não morreu, trabalho, história oral e patrimônio na Usina Açucareira Paredão (1933 – 2020). 2021. 170 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11943-
dc.description.resumoA Usina Açucareira Paredão, localizada na cidade de Oriente, Estado de São Paulo, foi um complexo agroindustrial criado em 1933 durante a expansão da fronteira agrícola paulista no início do século XX. Manteve suas atividades industriais até 1991, quando passou a substituir os canaviais por pastagem. Durante suas 58 safras de funcionamento, compreendeu no interior da propriedade moradias e serviços de assistência social para as famílias trabalhadoras sob a fiscalização do Instituto do Açúcar e do Álcool. No ano de 2020, foi vendida para a Bracell para o plantio de eucalipto, colocando em risco as edificações do passado agroindustrial remanescentes na propriedade. Diante comoção da sociedade e da impotência perante a possibilidade de destruição deste lugar de memória (Noha, 1984) esta dissertação busca recuperar a história dessa usina a partir da compreensão dos modos de vida das famílias trabalhadoras que residiram neste complexo agroindustrial. A análise realizada por meio do aparato teórico e analítico da história social do trabalho, envolve as transformações das relações de produção, trabalho e residência a partir do regime de trabalho singular que conformou a região, o colonato. Outrossim, a partir as fontes primárias levantadas e as entrevistas construídas a partir do método de história oral para esta investigação, ressalta-se a potência que as memórias, histórias e edificações representam como patrimônio industrial.pt_BR
dc.description.abstractThe Paredão Sugar Mill, located in the city of Oriente, State of São Paulo, was an agro-industrial complex created in 1933 during the expansion of the São Paulo agricultural frontier in the early 20th century. It maintained its industrial activities until 1991, when it began to replace sugarcane plantations with pasture. During its 58 seasons of operation, it comprised housing and social assistance services for working families within the property, under the supervision of the Instituto do Açúcar e do Álcool. In 2020, it was sold to Bracell for planting eucalyptus, putting at risk the buildings from the agro-industrial past remaining on the property. Faced with the commotion of society and the impotence of the possibility of destroying this place of memory (Noha, 1984), this dissertation seeks to recover the history of this plant from the understanding of the ways of life of the working families who lived in this agro-industrial complex. The analysis carried out through the theoretical and analytical apparatus of the social history of work, involves the transformations of production, work and residence relations from the singular work regime that shaped the region, the colonato. Furthermore, from the primary sources raised and the interviews constructed from the method of oral history for this investigation, the power that memories, stories and buildings represent as industrial heritage is highlighted.eng
dc.description.provenanceSubmitted by Leandro Machado (leandromachado@ufg.br) on 2022-03-10T20:15:03Z No. of bitstreams: 2 Dissertação - Rafael Giovanetti Teixeira - 2021.pdf: 6893605 bytes, checksum: bb212288fc22f0f758a4775f0460bada (MD5) license_rdf: 805 bytes, checksum: 4460e5956bc1d1639be9ae6146a50347 (MD5)en
dc.description.provenanceRejected by Luciana Ferreira (lucgeral@gmail.com), reason: Observe como registrou o título em português e inglês. No guia diz: 9o.Preencher de acordo com as normas gramaticais. ● De forma geral, primeira letra maiúscula e todo resto minúsculo. ● Nomes próprios entram com inicial maiúscula e siglas de caixa alta entram com caixa alta. Selecionou o programa errado: Programa de Pós-graduação em Ensino de História(FH) O correto é: Programa de Pós-graduação em de História (FH) Como selecionou o programa errado a citação ficou errada. Sugiro que consulte a plataforma do currículo lattes, e verifique como o aluno preencheu o campo identificação - Nome em citações bibliográfica, pois geralmente preenche o campo - Como deseja ser citado - no formulário de metadados errado. Nesse caso a citação deve ficar: TEIXEIRA, R.G. A usina não morreu, trabalho, história oral e patrimônio na Usina Açucareira Paredão (1933 – 2020). 2021. 170 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2021. on 2022-03-11T11:48:26Z (GMT)en
dc.description.provenanceSubmitted by Leandro Machado (leandromachado@ufg.br) on 2022-03-11T15:12:18Z No. of bitstreams: 2 Dissertação - Rafael Giovanetti Teixeira - 2021.pdf: 6893605 bytes, checksum: bb212288fc22f0f758a4775f0460bada (MD5) license_rdf: 805 bytes, checksum: 4460e5956bc1d1639be9ae6146a50347 (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Luciana Ferreira (lucgeral@gmail.com) on 2022-03-14T12:26:06Z (GMT) No. of bitstreams: 2 Dissertação - Rafael Giovanetti Teixeira - 2021.pdf: 6893605 bytes, checksum: bb212288fc22f0f758a4775f0460bada (MD5) license_rdf: 805 bytes, checksum: 4460e5956bc1d1639be9ae6146a50347 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2022-03-14T12:26:06Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação - Rafael Giovanetti Teixeira - 2021.pdf: 6893605 bytes, checksum: bb212288fc22f0f758a4775f0460bada (MD5) license_rdf: 805 bytes, checksum: 4460e5956bc1d1639be9ae6146a50347 (MD5) Previous issue date: 2021-11-22en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPESpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Goiáspt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de História - FH (RG)pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em História (FH)pt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectColonatopor
dc.subjectTrabalhopor
dc.subjectHistória oralpor
dc.subjectPatrimôniopor
dc.subjectColonatoeng
dc.subjectHerritageeng
dc.subjectOral historyeng
dc.subjectWorkeng
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DO BRASIL::HISTORIA REGIONAL DO BRASILpt_BR
dc.titleA usina não morreu, trabalho, história oral e patrimônio na Usina Açucareira Paredão (1933 – 2020)pt_BR
dc.title.alternativeThe mill is not dead, work, oral history and herritage in Paredão Sugar Mill (1933 - 2020)eng
dc.typeDissertaçãopt_BR
Aparece nas coleções:Mestrado em História (FH)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Rafael Giovanetti Teixeira - 2021.pdf6,73 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons