Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/12025
Tipo do documento: Dissertação
Título: A vida se move no sinal luminoso de Goiânia: a realidade dos trabalhadores informais nos semáforos
Título(s) alternativo(s): Life moves in the light sign of Goiânia: the reality of informal workers at traffic lights
Autor: Silva, Juliane Carla
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/2709360875659238
Primeiro orientador: Chaveiro, Eguimar Felício
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9540141505352914
Primeiro membro da banca: Chaveiro, Eguimar Felício
Segundo membro da banca: Calaça, Manoel
Terceiro membro da banca: Gaze, Rosângela
Resumo: A cada dia é crescente o número de pessoas desocupadas, segundo pesquisas recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Atualmente o país tem cerca de 14,8 milhões de pessoas nesta situação. De modo a manterem suas despesas familiares com ali mentação, remédio, moradia, entre outros, homens e mulheres de distintas idades se desti nam a prática da informalidade. Atividades que não possuem quaisquer vínculos empregatí- cios e que o patrão e o funcionário são um só, fazendo seu horário e jornada de trabalho. A venda de café de manhã no ponto do ônibus, o flanelinha que vigia o carro, os lavadores de carros nas praças, o ambulante que parece uma vitrine humana com tantos produtos expostos em seu corpo, tudo isso gera renda. A presente dissertação aborda atemática do trabalho in formal com recorte para os homens e mulheres que comercializam produtos nos semáforos em centros urbanos. Goiânia foi a cidade escolhida para realização dapesquisa, pois está in serida no contexto da fragmentação do trabalho com suas esquinas, cruzamentos de avenidas e tantos outros locais destinados ao trânsito que se (re)configuram. Com o objetivo de com preender a dinâmica das transformações no mundo do trabalho e como a fragmentação do mesmo promove o trabalho informal, escolheu para análise a categoria dos vendedores que atuam nos semáforos de importantes avenidas da capital. Após olevantamento bibliográfico para inteirar e conhecer a parte teórica do trabalho informal,destinou o olhar para a ob servação da rotina desses trabalhadores em alguns pontos da capital.Foi a partir de então que a vida de homens e mulheres foram de configurando, surpreendendo a cada fala com voz embargada e olhar distante. Aspectos como a saúde, o preconceito, os diversos motivos que os levaram a estar ali e os sonhos saíram em suas narrativas. Essas narrativas se dividiram em três capítulos, em que são apresentadas as transformações no mundo do trabalho, seguido pela saúde do trabalhador informal dos semáforos e finalizando pelos relatos de como é a vi da, a renda e a territorialização dos locais por eles apropriados.
Abstract: The number of unemployed people is growing every day, according to recent surveys by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE). Currently, the country has about 14.8 million people in this situation. In order to maintain their family expenses with food, medicine, housing, among others, men and women of different ages are destined to practice informality. Activities that do not have any employment relationship and that the boss and the employee are one, working their hours and working hours. The morning coffee sale at the bus stop, the flannel guarding the car, the car washes in the squares, the street vendor that looks like a human shop window with so many products displayed on its body, all of this generates income. This dissertation addresses the theme of informal work with a focus on men and women who sell products at traffic lights in urban centers. Goiânia was the city chosen to carry out the research, as it is inserted in the context of the fragmentation of work with its corners, intersections of avenues and so many other places destined for traffic that (re)configure themselves. In order to understand the dynamics of changes in the world of work and how its fragmentation promotes informal work, it chose for analysis the category of vendors who work at traffic lights on important avenues in the capital. After a bibliogra phical survey to understand and learn about the theoretical part of informal work, he turned his gaze to the observation of the routine of these workers in some parts of the capital. It was from then on that the lives of men and women took shape, surprising each speech with a choked voice and a distant look. Aspects such as health, prejudice, the various reasons that led them to be there and dreams emerged in their narratives. These narratives were divided into three chapters, in which the transformations in the world of work are presented, follo wed by the health of informal workers at traffic lights and ending with reports on life, inco me and the territorialization of the places they appropriate.
Palavras-chave: Precarização
Vida narrada
Informalidade
Precariousness
Narrated life
Informality
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA::GEOGRAFIA HUMANA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA)
Citação: SILVA, J. C. A vida se move no sinal luminoso de Goiânia: a realidade dos trabalhadores informais nos semáforos. 2021. 114 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2021.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/12025
Data de defesa: 31-Ago-2021
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia (IESA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Juliane Carla Silva - 2021.pdf4,54 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons