Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/3155
Tipo do documento: Tese
Título: Os assalariados rurais urbanizados: sobre o fenômeno urbano e os trabalhadores rurais na alta modernidade – Goianésia, Goiás
Título(s) alternativo(s): The rural workers urbanized: about urban phenomenon and rural workers in high modernity - Goianésia, Goiás
Autor: Xavier, Glauber Lopes
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/2831400436201952
Primeiro orientador: Freitas , Revalino Antonio de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8705661441925211
Primeiro membro da banca: Freitas, Revalino Antonio de
Segundo membro da banca: Lima Filho, Manuel Ferreira
Terceiro membro da banca: Santos, Cleito Pereira dos
Quarto membro da banca: Maia, Doralice Sátyro
Quinto membro da banca: Stein, Leila de Menezes
Resumo: Nos últimos anos, as condições de reprodução da força de trabalho e das relações sociais dos proletários do campo têm passado por transformações substanciais, cuja causa se trata do fenômeno urbano que está envolto na vida cotidiana destes trabalhadores. As mudanças em curso têm engendrado, por seu turno, um modus vivendi de que até então não se tinha precedentes no Brasil, permitindo afirmar o aparecimento de uma nova categoria de trabalhadores rurais, os assalariados rurais urbanizados. Para se compreendê-la, no entanto, urge considerar este modus vivendi com base no conceito de espaço social, instaurado pela dialética entre as instâncias física, social e mental arvoradas pelo urbano na alta modernidade. No tocante ao espaço social, o estudo dos assalariados rurais urbanizados desvela uma reprodução das relações sociais distinta da que configurava o cotidiano dos trabalhadores rurais dos anos que antecederam este novo século. Demarcam esta mudança novas formas de agir, sentir e pensar destes sujeitos, emergindo, portanto, uma nova relação homem-espaço, homem-objeto, assim como entre os próprios homens, desdobrando em novas representações e seus corolários. Importa considerar que estas mudanças configuram a alta modernidade, por vezes denominada de modernidade tardia ou mesmo pósmodernidade, a qual se trata da lógica cultural de um avançado estágio de desenvolvimento das forças produtivas. Neste sentido, o estudo em questão busca apreender as condições de reprodução das relações sociais dos trabalhadores temporários de Goianésia, Goiás, a partir dos aspectos culturais que permitem cunhar o conceito de assalariados rurais urbanizados. Com efeito, entende-se que as questões culturais emergem da ordem material da vida, de sorte que este estudo alicerça-se, ainda, na apreensão das condições de reprodução da força de trabalho, as quais são instauradas por relações precárias e até mesmo por relações de trabalho análogas à escravidão, desdobramentos de novas terrirorialidades que tem se estabelecido a partir de novas dinâmicas cidade-campo e rural-urbano na alta modernidade. Destarte, a tese em questão arvora-se na propositura de um conceito ao tempo que leva a cabo um esforço interpretativo do rural na contemporaneidade ou o chamado novo rural, conformado por uma dinâmica espaço-tempo que promove mudanças substanciais no cotidiano dos trabalhadores. Para tanto, metodologicamente a pesquisa sustentou-se no materialismo histórico-dialético, considerando que a tessitura do real se estabelece a partir do conflito de classes e que este real trata-se de uma síntese de múltiplas determinações. A pesquisa norteou-se, ainda, com base no procedimento metodológico regressivo-progressivo, postulado por Henri Lefebvre, o qual permite a apreensão do real a partir da junção entre a sociologia e a história, permitindo, ademais destas áreas do conhecimento, o encontro entre a geografia, a antropologia, a filosofia, dentre outras.
Abstract: In recent years, the conditions of reproduction of labor power and social relations of rural proletarians have undergone substantial transformations, whose cause it is the urban phenomenon that is wrapped in the everyday life of these workers. Ongoing changes have engendered, in turn, a modus vivendi that hitherto had not unprecedented in Brazil, which confirms the emergence of a new category of rural workers, rural workers urbanized. To understand it, however, it is urgent to consider this modus vivendi based on the concept of social space, initiated by the dialectic between instances physical, social and mental arvoradas the city in high modernity. Regarding the social space, the study of rural workers urbanized unveils a reproduction of social relations distinct from that configured the daily life of rural workers of years before this new century. Demarcate this change new ways of acting, feeling and thinking these guys, emerging, so a new relationship between man and space, man-object, as well as among men themselves, develop into new representations and their corollaries. It considers that these changes constitute the high modernity, sometimes called late modernity or post-modernity, which deals with the cultural logic of an advanced stage of development of the productive forces. In this sense, the present study seeks to apprehend the conditions of reproduction of social relations of temporary workers Goianesia, Goiás, from the cultural aspects that allow coining the concept of rural workers urbanized. Indeed, it is understood that cultural issues emerge from the material order of life, so that underpins this study is also in the apprehension of the conditions of reproduction of labor power, which are brought by poor relations and even by labor relations similar to slavery, developments of new terrirorialidades that has been established from new dynamic urban-rural and rural-urban in high modernity. Thus, the thesis in question flies in the filing of a concept to the time it takes out an interpretative effort of the contemporary rural or so called new country, formed by a dynamic space-time which promotes substantial changes in the daily lives of workers. Therefore, the research methodologically sustained on the historical and dialectical materialism, considering that the fabric of reality is established from class conflict and that this real it is a synthesis of multiple determinations. The research was guided also by the procedure methodological regressive-progressive, postulated by Henri Lefebvre, which allows the seizure of the real from the junction between sociology and history, allowing addition of these fields of knowledge, the encounter between geography, anthropology, philosophy, among others.
Palavras-chave: Trabalho rural
Vida cotidiana
Modernidade
Rural-urbano
Assalariados rurais urbanizados
Rural work
Everyday life
Modernity
Rural-urban
Urbanized rural workers
Área(s) do CNPq: SOCIOLOGIA::SOCIOLOGIA RURAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Sociologia (FCS)
Citação: XAVIER, Glauber Lopes. Os assalariados rurais urbanizados: sobre o fenômeno urbano e os trabalhadores rurais na alta modernidade – Goianésia, Goiás. 2013. 276 f. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/3155
Data de defesa: 10-Mai-2013
Aparece nas coleções:Doutorado em Sociologia (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Xavier, Glauber Lopes.pdfTese - PPGSOC/RG - Glauber Lopes Xavier5,17 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons