Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/3185
Tipo do documento: Dissertação
Título: Mapeamento de áreas queimadas no bioma cerrado a partir de dados MODIS MCD45A1
Título(s) alternativo(s): Monitoring burned areas in the cerrado from the data MODIS MCD45A1
Autor: Araújo, Fernando Moreira de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/8681719274269970
Primeiro orientador: Ferreira Jr, Laerte Guimarães
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8647270006257055
Primeiro membro da banca: Ferreira Jr, Laerte Guimarães
Segundo membro da banca: Ferreira, Nilson Clementino
Terceiro membro da banca: Machado, Ricardo Bomfim
Quarto membro da banca: Sobreira, Paulo
Resumo: O bioma Cerrado por possuir características favoráveis, como solo, relevo e densa rede hidrográfica, para o desenvolvimento de importantes atividades econômicas, como a agricultura e pecuária, vêm sofrendo alto processo de antropização. Juntamente com as atividades antrópicas, a prática da queimada foi potencializada, principalmente para a prática do manejo de pasto, controle de pragas, limpeza de áreas para o plantio agrícola, etc. As queimadas trazem várias consequências para o bioma Cerrado, dentre elas temos o aumento da temperatura, diminuição das chuvas, empobrecimento genético das espécies naturais, aumenta os riscos de doenças respiratórias, etc. Nessa pesquisa, para o mapeamento de áreas queimadas no bioma Cerrado entre 2002 a 2008 foi utilizado o produto MODIS MCD45A1, o qual faz o mapeamento de cicatrizes de queimadas em escala global. Como resultado, temos que as queimadas ocorrem durante todo o ano no bioma Cerrado, atingindo seu ápice entre julho a setembro, período quente e seco com menor índice de umidade relativa do ar. As áreas queimadas localizam em maior proporção na região centro-norte do Cerrado, principalmente nas regiões de expansão da agricultura, nos estados da Bahia, Piauí, Maranhão, Mato Grosso e Tocantins. Contudo, as queimadas, com base no mapeamento do PROBIO Cerrado, ocorrem em maior proporção nas regiões de cobertura vegetal natural (81,7%), sendo que dentre as fitofisionomias mais afetadas são savana arborizada (34,1%) e savana parque (29,7%). Quanto às regiões hidrográficas, como Amazônica, São Francisco, Parnaíba, Paraná e, sobretudo, Tocantins-Araguaia (46,4% das queimadas entre 2002 e 2008 concentraram nessa bacia) foram as mais atingidas pelo efeito do fogo durante a queima de biomassa (material combustível). As queimadas atingiram extensas áreas das Unidades de Conservação (UCs) localizadas no bioma Cerrado, tais como as de uso sustentável e proteção integral, onde as Áreas de Proteção Ambiental (APA) e Parques Nacionais (PN) foram as mais afetadas. Em relação às áreas prioritárias para a conservação da biodiversidade do Cerrado, as áreas com prioridade extremamente alta obteve os maiores registros de queimadas em seus limites, já as Terras Indígenas, áreas protegidas, foi severamente atingidas pelas queimadas em relação às demais no mesmo período. Quanto à validação dos dados do produto MODIS MCD45A1 área queimada a partir de imagens do satélite LANDSAT TM se mostraram bastantes satisfatórios para o bioma Cerrado, pois, dos 11.126 polígonos de área queimada (MCD45A1) inspecionados visualmente, todos foram rotulados como queimada.
Abstract: The Cerrado biome has many favorable characteristic, like soil, relief, and dense hydrography, for the development of mainly economic activity, as agriculture and pasture, this biome has suffered high human disturbance process. Along with human activities, the practice of burning was increased, particularly for the practice of grazing management, pest control, cleaning of areas for agricultural planting and others. The fires have several consequences for the biome, amongst them have increasing of temperature, decreasing rainfall, genetic impoverishment of natural species, increases the risk of respiratory diseases. In this research, for mapping burned areas in the Cerrado biome between 2002 to 2008 was used MCD45A1 MODIS product, which makes the mapping of burn scars globally scale. The result is that fires occur during the year in the Cerrado, reaching its peak between July to September, warm and dry period with the lowest relative humidity. The burned areas are located in larger amounts in the north-central part of the Cerrado, mainly in the expansion of agriculture in the states of Bahia, Piaui, Maranhao, Mato Grosso and Tocantins. However, the fires, based on mapping of the PROBIO Cerrado, occur in greater proportions in regions of natural vegetation cover (81.7%), and among vegetation types most affected are the wooded savanna (34.1%) and savanna parkland (29.7%). As for the river watershed, such as Amazon, San Francisco, Parnaíba, Paraná, and especially Tocantins-Araguaia (46.4% of fires between 2002 and 2008 were concentrated in the watershed) were the hardest hit by the effects of fire during the burning of biomass (combustible material). The fires hit large of Protected Areas (PAs) located in the biome, such as the sustainable use and integral protected areas, where the Environmental Protection Areas (APA) and National Parks (NP) were most affected. In relation to priority areas for conservation of biodiversity in the Cerrado biome the areas with extremely high priority received the greatest records of fires within its limits, as indigenous lands, protected areas, and was severely affected by fires in relation to others in the same period. As for the validation of the data MCD45A1 MODIS product, burned area from LANDSAT TM, satellite images, were quite satisfactory for the Cerrado, because of the area burned 11,126 polygons (MCD45A1) visually inspected, all were labeled as burnt
Palavras-chave: MCD45A1
MODIS
Queimadas
Cerrado
Burned
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA)
Citação: ARAÚJO, Fernando Moreira de. Mapeamento de áreas queimadas no bioma cerrado a partir de dados MODIS MCD45A1. 2010. 103 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/3185
Data de defesa: 16-Dez-2010
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia (IESA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Fernando_Moreira_Araujo_2010-dissertação.pdfDissertação8,87 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons