Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/3430
Tipo do documento: Dissertação
Título: Nos passos do transporte beiçudo: cortando o estradão do tempo e da memória goiana
Título(s) alternativo(s): In the footsteps of sloth: cutting transport time and memory estradão goiana
Autor: Curado, Bento Alves Araújo Jayme Fleury
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/6481257872749954
Primeiro orientador: Chaveiro, Eguimar Felício
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9540141505352914
Primeiro membro da banca: Chaveiro, Eguimar Felício
Segundo membro da banca: Oliveira, Adão Francisco de
Terceiro membro da banca: Oliveira, Sandra de Fátima
Resumo: A presente pesquisa intitulada “Nos passos do transporte beiçudo: cortando o estradão do tempo e da memória goiana” busca discutir em detalhes, com o objetivo de formar um documentário e registro, a contribuição dos animais de custeio (cavalos, éguas, bois, vacas, mulas, jegues, asnos, jumentos, bestas) para a identidade e sobrevivência do povo goiano ao longo do tempo, ao abrir os caminhos geográficos do grande sertão do Brasil Central, também chamado de lonjura, cafundó, cu de Judas, fim de mundo. Os beiçudos realizaram a integração nacional a custa do sacrifício, das lutas e labutas de tropeiros, carreiros, comissários, cometas, mascates, boiadeiros, que, utilizando da força do trabalho, carrearam mercadorias, informações, conhecimento, cultura e identidade. A problemática em que se centrou o presente trabalho está permeada na indagação: Com a tecnologia atual e as transformações hodiernas os beiçudos foram relegados ao ostracismo, como se pensa? Será que a sociedade progrediu tanto em recursos que esqueceu os valores do tempo passado, de nossa formação e de nossa identidade? Para tanto, por meio de estudos da Geografia histórica, serão alicerçados os postulados na compreensão do papel das categorias geográficas na elaboração de fundamentos importantes, a formação histórica e geográfica do povo goiano, com a abertura de caminhos e estradas, a utilização dos beiçudos em todas as atividades do mundo rural e urbano, nos afazeres cotidianos, no lazer e na cultura; serão analisados dois diários, um de viagem de uma ilustre dama, Augusta de Faro Fleury Curado, em 1896 e o diário de um tropeiro, Gabriel Alves de Carvalho, do começo do século XX em sua labuta diária. Serão identificadas as contribuições dos beiçudos que se derramam como forma de inspiração em todas as manifestações artísticas goianas, na literatura, imprensa, teatro, música, escultura, folclore, artes plásticas, assim como a utilização hodierna dos beiçudos em modalidades diferentes como terapia em tratamentos, como exibicionismo em rodeios e exposições milionárias, na miséria de favelas e lixões ou quando o homem assume o lugar do beiçudo, arrastando na Geografia das desigualdades das metrópoles, as carroças e carrinhos em meio ao trânsito caótico. Dessa forma, busca-se provar que os beiçudos são ícones da resistência e de maneira diversa, estão inseridos na convivência humana de forma definitiva. Há uma cangalha resistente que nos une, no ontem e no hoje.
Abstract: This research entitled "in the footsteps of Sloth: cutting transport time and memory estradão goiana" discuss in detail, with the goal of forming a documentary and registry, the contribution of costing animals (horses, Mares, steers, cows, mules, donkeys, mules, asses, crossbows) for identity and survival of Goias people over time, when you open the paths of geographical grande sertão of Central Brazil, also called lejanía, Outback, Mashhad, end of the world. The beiçudos held the national integration at the expense of sacrifice, of the struggles and toils of drovers, carreiros, Commissioners, comets, peddlers, pastoralists, who, using the power of work, brought goods, information, knowledge, culture and identity. The problems that focused the present work is permeated in question: With the current technology and the contemporary transformations the beiçudos were relegated to ostracism, as you think? Will be that society has progressed so much in resources that forgot the values of time passed, our training and our identity? To do so, through studies of historical geography, will be grounded the postulates in understanding the role of geographical categories in the drafting of important foundations, historical and geographical formation of Goiás State people, with the opening of paths and roads, the use of beiçudos in all the activities of rural and urban, in everyday chores, at leisure and culture; will be analyzed two journals, a trip to an illustrious Lady Augusta Faro Fleury Curado, in 1896 and the diary of a Drover, Gabriel Alves de Carvalho, from the beginning of the 20th century in their daily toil. Beiçudos ' contributions will be identified that shed as a form of inspiration in all artistic manifestations from Goiás, literature, media, music, sculpture, theatre, folklore, arts, as well as the use of beiçudos in hodierna as different modalities in therapy treatments such as exhibitionism in rodeos and exhibitions millionaires, in misery of slums and garbage dumps or when the man takes the place of the slothby dragging in the geography of the inequalities of the metropolises, the carts and stands amidst the chaotic traffic. In this way, we seek to prove that the beiçudos are icons of resistance and differently, are inserted into human coexistence. There is a sturdy cangalha that unites us, yesterday and today.
Palavras-chave: Beiçudos
Caminhos geográficos
História
Revivescência
Legado
Tradição
Geographical paths
History
Revival
Legacy
Tradition
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA)
Citação: CURADO, Bento Alves Araújo Jayme Fleury. Nos passos do transporte beiçudo: cortando o estradão do tempo e da memória goiana. 2013. 290 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/3430
Data de defesa: 2-Mai-2013
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia (IESA)



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons