Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/3602
Tipo do documento: Dissertação
Título: Arqueologia da ausência – um processo privado de elaboração da perda em audiovisuais de familiares de desaparecidos na ditadura Argentina ( 1976-1983)
Título(s) alternativo(s): Archaeology of absence - a private process for preparation of loss in visual of missing relatives of dictatorship in Argentina (1976-1983)
Autor: Oliveira, Euller Gontijo de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/9426528642485742
Primeiro orientador: Bittencourt, Libertad Borges
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/0627231583730287
Primeiro membro da banca: Bittencourt, Libertad Borges
Segundo membro da banca: Nunes, José Walter
Terceiro membro da banca: Abdala Júnior, Roberto
Quarto membro da banca: Vilela, Ana Lúcia Oliveira
Resumo: Este trabalho tem como objeto de estudo pensar o papel do cinema na reconfiguração da memória e na constituição das identidades, por meio de dois filmes dirigidos por familiares de desaparecidos no último regime militar argentino. Encontramos nos filmes uma excelente fonte de estudo para pensarmos a construção dessas memórias no cinema. Nesse sentido, o eixo principal de reflexão é como esses familiares, hoje cineastas, vêm pensando suas memórias e suas identidades a partir da sua produção audiovisual? Que lugar ocupa as imagens nessa construção? E em que medida as imagens contribuem na remodelação da memória e, por conseguinte, das identidades, uma vez que partimos da premissa de que memória e identidade não se dissociam. Sob essa perspectiva apresentada por Joël Candau (2011) analisaremos os dois documentários, partindo da concepção de que a memória pode tanto consolidar quanto debilitar o sentimento identitário. Nesse sentido, o foco norteador deste trabalho é pensar como os documentários argentinos pós-ditadura militar vêm articulando e atualizando o passado numa luta contra o esquecimento.
Abstract: This work aims to study the role of the cinema thinking in the reconfiguration of memory and in the constitution of identities, through two films directed by relatives of missing the last Argentine military regime. We found the films an excellent source of study to think building these memories in film. In this sense, the main axis of reflection is how these relatives, today filmmakers, come thinking your memories and their identities from their audiovisual production? What place the images in this building? And to what extent the images contribute to the remodeling of the memory and, therefore, identities, since we assume that memory and identity do not dissociate. From this perspective presented by Joël Candau (2011) analyze the two documentaries, starting from the design of the memory can both consolidate as weakening the sense of identity. In this sense, a focus of this work is to think like documentaries Argentine military dictatorship come after linking and updating the past in a struggle against forgetting.
Palavras-chave: Imagens
Memória
Identidades
Trauma
Files
Memory
Identity
Trauma
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de História - FH (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em História (FH)
Citação: OLIVEIRA, Euller Gontijo de. Arqueologia da ausência – um processo privado de elaboração da perda em audiovisuais de familiares de desaparecidos na ditadura Argentina (1976-1983). 2013. 131 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/3602
Data de defesa: 6-Set-2013
Aparece nas coleções:Mestrado em História (FH)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Euller Gontijo de Oliveira - 2013.pdf2,82 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons