Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/3659
Tipo do documento: Dissertação
Título: Proteínas de fase aguda em cães com diferentes escores corporais
Título(s) alternativo(s): Acute phase proteins in dogs with different body scores
Autor: Carneiro, Letícia Furtado Rodrigues
Primeiro orientador: Fioravanti, Maria Clorinda Soares
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8772502020076257
Primeiro coorientador: Carneiro, Severiana Cândida Mendonça Cunha
Segundo Coorientador: Oliveira, Maria Cristina de
Primeiro membro da banca: Fioravanti, Maria Clorinda Soares
Segundo membro da banca: Brunetto, Marcio Antonio
Terceiro membro da banca: Duque, Celina Tie Nishmori
Resumo: As proteínas de fase aguda contribuem para homeostasia, limitam o crescimento bacteriano e, mais recentemente, passaram a ser utilizadas como marcadores bioquímicos do estado nutricional. Com este estudo objetivou-se determinar as concentrações das proteínas de fase aguda em cães com diferentes escores de condição corporal (ECC). Na determinação do escore de condição corporal foi utilizada escala de 1 a 9, estabelecida por palpação e inspeção. Foram avaliados 60 cães de diferentes raças e idades, sendo 20 com ECC abaixo do ideal, 20 com ECC ideal e 20 animais com ECC acima do Ideal, em cada grupo, sendo 10 machos e 10 fêmeas. Para as colheitas das amostras sanguíneas para avaliação laboratorial os animais estavam em jejum de 12 horas. Foi realizado hemograma, quantificação do fibrinogênio, determinação da glicose, proteína total, albumina, globulina, ureia, colesterol, triglicerídeos, ferro, capacidade de ligação do ferro (IBC), índice de saturação da transferrina (IST), transferrina, ferritina e fracionamento eletroforético das proteínas séricas em gel de agarose. Apresentaram diferença significativa entre grupos (p<0,05) os leucócitos, proteína total, globulina, glicose, colesterol, triglicerídeos, ferro, IST, fibrinogênio, transferrina, alfa-1, alfa-2, beta-2 e gama globulina. Em relação às proteínas de fase aguda pode-se concluir que a obesidade em cães determina elevação do fibrinogênio e das frações globulínicas alfa-2, beta-2 e gama, indicando presença de processo inflamatório crônico. No perfil hematológico e metabólico de cães obesos são esperados valores mais elevados de leucócitos, proteína total, globulina, ferro, IST, glicose, colesterol e triglicerídeos.
Abstract: Acute phase proteins contribute to homeostasis, limit bacterial growth and, more recently, have been used as biochemical markers of nutritional status. This study aimed to determine the concentrations of acute phase proteins in dogs with different body condition scores (BCS). We used a 1-9 scale to determine the body condition score, established by inspection and palpation. We evaluated 60 dogs of different breeds and ages, being 20 lean animals (10 males and 10 females – BCS 3), 20 with ideal body score (10 males and 10 females – BCS 4 to 6), and 20 obese animals (10 males and 10 females - BCS 7 to 9). The animals fasted for 12 hours before blood sample collection for laboratory evaluation. We measured CBC, fibrinogen quantification, glucose, total protein, albumin, globulin, urea, cholesterol, triglycerides, iron, iron binding capacity (IBC), transferrin saturation index (STI), transferrin, ferritin determination, and serum protein electrophoretic fractionation on agarose gel. Leukocytes, fibrinogen, glucose, total protein, globulin, cholesterol, triglycerides, iron, IST, transferrin, alpha-1, alpha-2, beta-2 and gamma globulin showed significant difference among groups (p < 0.05). Regarding acute phase proteins, we concluded that obesity in dogs determines an increase in fibrinogen and alpha-2, beta-2 and gamma globulin fractions, indicating chronic inflammation. Higher values of leukocytes, total protein, globulin, iron, IST, glucose, cholesterol and triglycerides are expected in hematological and metabolic profile in obese dogs.
Palavras-chave: Avaliação nutricional
Eletroforese
Fibrinogênio
Imunoturbidimetria
Obesidade
Nutritional assessment
Electrophoresis
Fibrinogen
Immunoturbidimetric
Obesity
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciência Animal (EVZ)
Citação: CARNEIRO, Letícia Furtado Rodrigues. Proteínas de fase aguda em cães com diferentes escores corporais. 2013. 100 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/3659
Data de defesa: 6-Dez-2013
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciência Animal (EVZ)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Letícia Rodrigues Carneiro - 2013.pdf1,88 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons