Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4443
Tipo do documento: Dissertação
Título: Um mapeamento da função sujeito numa perpectiva tipológicogramatical
Título(s) alternativo(s): A function mapping in a subject perpectiva typological - grammar
Autor: Costa, Rodriana Dias Coelho
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/3371810394233191
Primeiro orientador: Casseb-Galvão, Vânia Cristina
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/4483153034836149
Resumo: Este estudo centra-se numa pesquisa bibliográfica acerca da função sintática sujeito, seu tratamento pelos principais aportes teóricos linguísticos contemporâneos e sua descrição tipológica. Para isso, recorremos a alguns representantes da Gramática Tradicional, que evoca a função sujeito em sua realização prototípica, não marcada, passando pela Gramática Gerativa, e, refinando os reflexos a partir da abordagem Tipológico-Funcional, que reconhece a ocorrência do sujeito em sua diversidade de realização e sua relação com os demais subsistemas das línguas. Privilegiamos na análise uma visão pelo viés funcionalista, uma vez que a nossa hipótese é que existem aspectos nas diversas abordagens linguísticas que se integram para a formação de um corpo epistemológico que define a função sujeito. Assim, selecionamos para compor os dados deste estudo alguns trabalhos descritivos de línguas românicas (Espanhol, Francês e Italiano), não românicas (Inglês, Islandês, Warlpiri) e indígenas brasileiras (Apãniekrá (Macro-Jê), Akwẽ-Xerente (Jê), Avá-Canoeiro e Kamaiurá (Tupi-Guarani)). O sujeito como função sintática ou gramatical toma diferentes proporções dentro da discussão, uma vez que a abordagem funcional considera que a estrutura oracional parte do nível discursivo-pragmático, ou seja, o sujeito é analisado de acordo com as intenções cognitivas e funcionais do falante numa situação natural de fala. A visão de mundo é outro elemento fundamental para a análise da função sujeito, uma vez que a abordagem funcional considera que a experiência de mundo do falante é função da atualização da língua em uso. As abordagens supracitadas apresentam algumas divergências teóricas, mas todas reconhecem uma estrutura oracional básica, que parte da organização das relações no nível da frase, ou seja, reconhecem que a frase é projetada a partir de uma estrutura argumental e, consequentemente, concebem a função sujeito em sua natureza sintática.
Abstract: This study focuses on a literature search about the subject syntactic function. It is objective of this study describe its treatment by main contemporary linguistic theoretical current and its typological description. For that, we turned to some Traditional Grammar representatives who evoke the function of subject in their unmarked prototypical realization passing through the Generative Grammar and refining the reflections starting from the Typological-Functional approach that recognizes the occurrence of the subject in its diversity of achievement and its relationship with other subsystems of languages. We gave special attention to the analysis by a functionalist bias, view since our hypothesis is that there are aspects in different language approaches that integrate in order to form an epistemological function body that defines the subject. Thus, we selected some descriptive studies of Romance languages (Spanish, French and Italian), No-Romance languages (English, Icelandic, Warlpiri) and Brazilian Indigenous languages (Apãniekrá (Macro-Jê), Akwẽ-Xerente (Jê), Avá-Canoeiro and Kamaiurá (Tupi- Guarani) to compose the data of this study. The subject as syntactic or grammatical function takes different proportions in the discussion, since the functional approach considers that the oracional structure begins from the pragmatic-discursive level, it means, the subject is analysed according to the speaker’s cognitive and functional intentions in a natural speech situation. Worldview is another fundamental key to the analysis of the syntactic subject, since the functional approach considers that the speaker’s world experience is function of the updating of language in use. The above-mentioned approaches present some theoretical differences, but all of them recognize a basic oracional structure that begins from the organization of relations in the sentence level, it means, they recognize that the phrase is projected from an argument structure and, thus, they conceive the subject function in his syntactic nature.
Palavras-chave: Sujeito
Funcionalismo
Tipologia linguística
Subject
Functionalism
Linguistic typology
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: COSTA, R. D. C. Um mapeamento da função sujeito numa perpectiva tipológicogramatical. 2014. 135 f. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4443
Data de defesa: 4-Dez-2014
Aparece nas coleções:Mestrado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Rodriana Dias Coelho Costa - 2014.pdf2,71 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons