Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4466
Tipo do documento: Dissertação
Título: Rei, reino e papado: a destituição de D. Sancho II de Portugal (Séc. XIII)
Título(s) alternativo(s): King, kingdom and papacy: the deposition of Sancho II of Portugal (thirteenth century)
Autor: Couto, Johnny Taliateli do
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/4415739560777768
Primeiro orientador: Souza, Armênia Maria de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9441339482614419
Primeiro membro da banca: Souza, Armênia Maria de
Segundo membro da banca: Gonçalves, Ana Tereza Marques
Terceiro membro da banca: Duarte, Teresinha Maria
Resumo: Esta pesquisa tem como fito investigar as relações da monarquia portuguesa com o papado no século XIII, de modo especial, o reinado de D. Sancho II (1223-1248). Rei, Reino e Papado se entrecruzam em nossa análise acerca do processo de deposição que destituiu o monarca português e, ao mesmo tempo, na dinâmica de investigação que estabelecemos no corpo deste trabalho. Sancho II teve uma convivência conturbada com o clero e com a cúria pontifícia, mormente no tempo de Gregório IX (1227-1241) e Inocêncio IV (1243-1254). Defendemos que esse problema proveio do grande poder contido nas mãos do clero ibérico, além do rompimento do rei com determinada facção daqueles prelados, nomeadamente, Mestre Vicente e o arcebispo de Braga, Silvestre Godinho. No Concílio de Lyon de 1245, o monarca português foi deposto pelo Papa Inocêncio IV (tratado como um rex inutilis, isto é, insuficiente para conduzir o governo do reino), devido uma articulação que envolveu não só os altos dignitários eclesiásticos portugueses, mas também o irmão do rei, Afonso, o Conde de Bolonha. Foi preciso despendermos certo esforço para compreender alguns pormenores da ação pontifícia, principalmente, o momento em que a situação do rei se agravou. Para essa labuta investigativa, recorremos com maior ênfase aos documentos expedidos na chancelaria de Sancho II e a documentação pontifícia destinada a Portugal. Pretendemos com nossa análise, evidenciar que longe de mostrar-se incapaz, em diversas circunstâncias o monarca português manifestou a vontade régia, tanto em negociações, assim como em retaliações aos oponentes.
Abstract: This research has the goal of investigate the relationship between the Portuguese monarchy and the Papacy during the thirteenth century, especially, the reign of Sancho II (1223-1248). King, Kingdom and Papacy intersect each other in our analysis about the deposition process that unseated the Portuguese king and, at the same time, those interactions are crucial regarding the dynamic research that we establish in this work. Sancho II had a troubled coexistence with the clergy and the papal curia, especially in the time of Gregory IX (1227- 1241) and Innocent IV (1243-1254). We argue that this problem came from the great power concentrated in the hands of Iberian clergy, beyond the break of the king with a certain faction of those prelates, in particular, Master Vicente and the archbishop of Braga, Silvestre Godinho. In the Council of Lyon (1245), the Portuguese monarch was deposed by Pope Innocent IV (called rex inutilis, in other words, inadequate to lead the government of the kingdom), due to a linkage involving not only the high Portuguese ecclesiastical dignitaries, but also the king’s brother, Afonso, the Count of Bologna. We have spent some effort to understand some details of papal action, especially the time when the king’s situation worsened. For that investigative task, we emphasize the documents issued by the Chancellery of Sancho II and the papal documentation designed to Portugal. We intend with our analysis to evince that far from being unable to rule, in different circumstances, the Portuguese monarch expressed the royal will, both in negotiations and in retaliations against opponents.
Palavras-chave: Sancho II
Portugal
Papado
Clero
Afonso III
Papacy
Clergy
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de História - FH (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Historia (FH)
Citação: COUTO, J. T. Rei, reino e papado: a destituição de D. Sancho II de Portugal (Séc. XIII). 2015. 197 f. Dissertação (Mestrado em Historia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4466
Data de defesa: 11-Fev-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em História (FH)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Johnny Taliateli do Couto - 2015.pdf1,44 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons