Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4508
Tipo do documento: Dissertação
Título: Nem tudo é possível, e muita coisa é obrigatória: um estudo da prática do swing em Goiânia
Autor: Silveira, Raphael Moraes da
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/8297019596131319
Primeiro orientador: Braz, Camilo Albuquerque de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/4883038594618199
Primeiro membro da banca: Braz, Camilo Albuquerque de
Segundo membro da banca: Gregori, Maria Filomena
Terceiro membro da banca: Silva, Telma Camargo da
Resumo: Este trabalho visa analisar a articulação entre consumo e marcas sociais da diferença em um clube de swing da cidade de Goiânia. O que é esta prática social chamada swing? Que bem é consumido em um clube de swing? Durante a dinâmica ritual que acontece no clube, quais são os marcadores sociais hiperbolizados/subvertidos pelo público? E quais são acionados por estes sujeitos como forma de distinção entre si? Tais perguntas foram respondidas por meio da etnografia, ou seja, a observação participante. Esta minha inserção em campo é problema-tizada no primeiro capítulo, após um primeiro olhar sobre a prática do swing. A etnografia também inclui flyers de festas, bem como elementos encontrados no site do clube - temas do segundo capítulo – usados, sobretudo, para pensar como são os discursos que os idealizadores da casa têm a respeito do lugar e da prática. Por último, são trazidos os usos que os sujeitos fazem do clube, as categorias nativas – permeadas por marcas sociais – e suas performances.
Abstract: This paper aims to examine the relationship between consumption and social tags of the dif-ference in a swing club in Goiânia. What is this social practice called swing? What good is consumed in a swing club? During dynamic ritual that happens in the club, what are the social markers hyperbolized/subverted by the public? And which are triggered by these subjects as a way to distinguish between them? These questions were answered through an ethnography, or participant observation. This insertion in my field is problematic in the first chapter, after a first look at swing practice. Ethnography also includes flyers of parties as well as elements found on the club website - themes of the second chapter - used mainly to think they are the speeches that the creators of the house have about the place and practice. Finally, it brought the uses that subjects make the club, the native categories - permeated by social tags - and their performances.
Palavras-chave: Marcadores sociais da diferença
Consumo
Performance
Sexualidade
Social markers of difference
Consumption
Performance
Sexuality
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Antropologia Social (FCS)
Citação: Moraes da Silveira, R. Nem tudo é possível, e muita coisa é obrigatória: um estudo da prática do swing em Goiânia. 2014. 116 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4508
Data de defesa: 13-Mar-2014
Aparece nas coleções:Mestrado em Antropologia Social (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Raphael Moraes da Silveira - 2014.pdf2,84 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons