Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4554
Tipo do documento: Tese
Título: Contribuições da Missa para a sobrevivência do Latim no Português
Título(s) alternativo(s): Contributions of Mass to the Latin survival into the Portuguese language
Autor: Trindade, Israel Elias
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/5416031902418664
Primeiro orientador: Aguiar, Maria Suelí de
Primeiro membro da banca: Aguiar, Maria Suelí de
Segundo membro da banca: Moreira, Alberto da Silva
Terceiro membro da banca: Cândido, Gláucia Vieira
Quarto membro da banca: Costa, Alexandre Ferreira da
Quinto membro da banca: Couto, Elza Kioko Nakayama Nenoki do
Resumo: Com o estudo das contribuições da Missa para a sobrevivência do Latim no Português, investigou-se o uso de palavras e expressões latinas utilizadas no ritual da Missa Católica Apostólica Romana, que resistiram aos processos de mudanças da passagem desse ritual do Latim ao Português, a fim de checar se a religião seria um elemento social capaz de garantir a sobrevivência do Latim no Português. Para isso, procurou-se, inicialmente, identificar essas expressões latinas no ritual da Missa, descrever o contexto de suas realizações e apontar os principais fatores que contribuem para sua conservação. Entende-se que a conservação de formas arcaicas numa língua é uma atitude, mesmo que inconsciente, de oposição aos processos de mudanças linguísticas. São, portanto, marcas de conservação e, ao investigá-las, encontram-se informações acerca dos processos de mudança linguística, em particular, e do itinerário linguístico, de forma ampla. A pesquisa foi realizada com dados escritos e de fala. No primeiro caso, analisou-se um dos materiais que subsidiam o ritual da Missa, o Missal, em três edições latinas (1744, 1915 e 1944) e uma portuguesa (1992), por meio de estudo filológico. Em seguida, utilizando o método histórico-comparativo, tendo sido comparados trechos da Missa em Latim e em Português, buscando identificar que marcas latinas sobreviveram a esta passagem. Por fim, foram analisados os fatores que contribuem para o processo de conservação de formas arcaicas e, por meio de uma pesquisa de campo, buscou-se identificar como essas marcas latinas se manifestam no cotidiano popular de uma comunidade praticante do ritual. A tese defendida neste trabalho é de que o Latim, embora não seja mais uma língua viva, pois não há falantes nativos, também não pode ser concebido como uma língua morta, porque diversas palavras e expressões, incluindo características morfológicas latinas, são utilizadas no Português, em contextos diversificados, tanto na escrita como na fala, por influência da Missa. Esses dados dão ao Latim o caráter de língua sobrevivente no português, e a Missa, por conservar trechos latinos em seu ritual, torna-se uma das agências que garantem essa sobrevivência, principalmente por ser um ritual milenar, bastante difundido, essência da religiosidade cristã e um elemento forte da cultura popular brasileira, o que possibilitou a adesão voluntária dos participantes do ritual na incorporação dessas formas em seu repertório lexical. Em um diálogo entre pesquisa filológica e de campo, constatou-se que formas mais eruditas do Latim eclesiástico se fazem bastantes produtivas nas interjeições, na classe dos substantivos, dos adjetivos e em suas respectivas locuções. Em linhas gerais, a pesquisa revela que a Missa Católica, além de garantir sobrevivência ao Latim no Português, faz parte do imaginário popular, orienta usos e desusos de palavras e expressões, além de controlar hábitos e comportamentos sociais. É, portanto, um elemento do patrimônio linguístico, histórico e cultural popular, principalmente de comunidade rurais de origens católicas. A base teórica deste estudo são, principalmente, os pressupostos da Linguística Histórica, em um dialogismo com a História e a Teologia.
Abstract: Studying the contributions of the Mass to the Latin survival into the Portuguese Language, it was investigated the use of words and Latin expressions in the ritual of the Roman Catholic Apostolic Mass, which resisted the changing process when it was translated from Latin into Portuguese, in order to check whether the religion would be a social element capable of assuring the Latin survival into the Portuguese Language. In this regard, I initially aimed at identifying such Latin expressions in the ritual of Mass; describing the context of their use and point out the main factors which contribute their maintenance. It is understood that maintaining archaic words is an attitude, even unconsciously, of being opposed to the processes of linguistic changes. They are, therefore, conservation marks and when investigating them it is possible to find information about the processes of linguistic changes, in particular, and about the linguistic itinerary, in a broad way. This research was accomplished through written and speaking data. In the first case, it was analyzed one of the materials that subside the Mass ritual, the Missal, in three Latin editions (1744, 1915 and 1944) and one Portuguese (1992), based on a philological study. Afterwards, using the historical comparative method, some excerpts of the Mass in Latin and in Portuguese were compared, trying to identify Latin marks that resisted this changing process. In the end, factors that contribute to the process of conservation of archaic forms were analyzed and, through a field research it was attempted to identify how these Latin marks manifest in the everyday life of a community that practises such ritual. The thesis defended in this paper is that the Latin - although it is not a living language, since it does not have native speakers - it cannot be conceived as a dead language as well, for many words and expressions, including morphological Latin characteristics, are used in Portuguese, in several, as written as spoken, due to the Mass influence. These data give to the Latin the title of survivor into the Portuguese Language, and the Mass, by maintaining Latin excerpts in its ritual, become one of the agencies that guarantee such survival, mainly for being a millenar ritual wide spread, root of Christian religion and a strong element in the Brazilian culture, which enabled a voluntary adhesion of the participants in the ritual of incorporating these words in their lexical repertoire. In a dialogue between philological and field research, it was discovered that the classical forms of ecclesiastic Latin are widely productive in its interjections, in the noun class, adjectives, and in its following phrases. In general, this study reveals that the Catholic Mass, besides guaranteeing survival to the Latin into the Portuguese Language, is part of the popular imaginary, guides uses and disuse of words and expressions, controls habits and social behavior. It is, thus, an element of the linguistic historical and cultural patrimony, mainly of rural community of Catholic origin. The theoretical framework of this research is mainly Historical Linguistic assumptions, in dialogism between History and Theology.
Palavras-chave: Mudança linguística
Conservação linguística
Missa
Sobrevivência latina
Linguistic change
Linguistic conservation
Mass
Latin survival
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: TRINDADE, I. E. Contribuições da Missa para a sobrevivência do Latim no Português. 2015. 212 f. Tese (Doutorado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4554
Data de defesa: 4-Mar-2015
Aparece nas coleções:Doutorado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Israel Elias Trindade - 2015.pdf3,27 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons