Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4679
Tipo do documento: Tese
Título: Sujeito e performance: a emergência do corpo inscrito em enunciados tridimensionais
Título(s) alternativo(s): Subject and performance: body registered in emergency statements three-dimensional
Autor: Luterman, Luana Alves
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/5424036056231106
Primeiro orientador: Souza, Agostinho Potenciano de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/2081738892561567
Resumo: Esta tese objetiva analisar a relação entre corpo e objetos tridimensionais. Procura compreender os efeitos de linguagem para o sujeito em contato com enunciados tridimensionais, em corpus específico: painéis, esculturas e instalações de arte contemporânea da exposição Vertigem, de Osgêmeos; livros pop-up, Alice no país das maravilhas e O pequeno príncipe; outdoors com efeitos tridimensionais; videogames como Xbox 360 e Nintendo Wii. O corpo, perpassado por múltiplos dispositivos, como o tridimensional, é objeto de análise recente (COURTINE, 2013). A cultura visual engendra a importância de consideração dos movimentos não apenas por um gesto anátomo-político (FOUCAULT, 2003a) do olhar, mas também de uma disciplinarização operada pelo corpo em sua inscrição efetuada pelo foco na estética de si, paradigma de expressão (COURTINE; HAROCHE, 1988) de hedonismo e narcisismo (HAROCHE, 2011) peculiares, que transformam a interação do eu em relação ao outro. O adestramento é um valor biopolítico, institucional, porém, numa sociedade de controle, em que a desterritorialização (DELEUZE, 1992) interpela os sujeitos, a performance é o resultado actancial singular, protocolo de leitura que depende de agenciamentos históricos, contudo, convoca o corpo, com suas particularidades psíquicas. O aparato teórico-metodológico da investigação é a Análise do Discurso de linha francesa. A memória discursiva alicerça as imagens internas do sujeito individual (categoria elaborada a partir da gradação de uma categoria maior, a memória discursiva, que abarca as imagens internas). O sujeito individual, com suas imagens internas, reminiscências de sua experimentação social, proporciona a leitura do indivíduo, que realiza as próprias leituras (performances) em meio às forças dialéticas de si e do outro. A performance, a partir das imagens internas, realiza-se pela intericonicidade, traço instituído na cultura visual pensada por Courtine (2005), por meio das influências da antropologia, considerando que as imagens vistas não são comuns a todos os indivíduos. Assim, o indivíduo deve ser valorizado como entidade que traça um percurso singular ao compor seu próprio percurso de leitura (ZUMTHOR, 2007). Parece ontológica a sensação estética do ser por si mesmo, natural e independente do arquivo. Entretanto, toda e qualquer imagem interna, que gera a performance, é uma simbiose amparada pela memória discursiva. As reações de um corpo são biológicas, mas sempre engatadas pelas associações históricas de cada sentimento. Não é idêntica a resposta orgânico-social de um corpo a um estímulo: há uma identidade volátil (LE BRETON, 2003). Comportamentos são heterotópicos (FOUCAULT, 2003b), por isso, também propiciam resistências. Como resultado, apontamos a performance como esquecimento da história que perpassa a existência do corpo. A metamorfose da performance é cada vez mais atual, pois a contemporaneidade valoriza a mutação e a descartabilidade, o comportamento líquido que valoriza o tempo presente (BAUMAN, 2007) em nome do hedonismo, do culto ao corpo e a si mesmo, um autismo cultural que pretende apagar a memória histórica para a sobreposição do corpo-dócil da apatia narcísica, o fim das sociedades-memória, de acordo com Nora (1993).
Abstract: This theses aims at analyzing the relation between the body and three-dimensional objects. It seeks to comprehend the effects of language for the subject in contact with three-dimensional utterances in a specific corpus: panels, sculptures and contemporary artistic installations of the exhibition Vertigo, by The Twins; pop-up books such as Alice’s Adventures in Wonderland and The Little Prince; billboards with three-dimensional effects; videogames such as Xbox 360 and Nintendo Wii. Traversed by multiple devices such as the three-dimensional, the body is a recent object of analysis (COURTINE, 2013). The visual culture engenders the importance to consider the movements of the body not only by an anatomic-political gesture (FOUCAULT, 2003a) of the eye, but also by a disciplinarization operated by the body in its inscription realized by the focus on esthetics itself, paradigm of expression (COURTINE; HAROCHE, 1988), of particular hedonism and narcissism (HAROCHE, 2011), which transforms the interaction of the I in relation to the other. Training is a bio-political and institutional value, but in a society of control where deterritorialization (DELEUZE, 1992) interpellates the subjects, performance is the singular actional result, protocol of reading which, on the one hand, depends on historical agency, and on the other hand, calls the body with its psychical particularities. The theoretic-methodological background of the investigation is the Discourse Analysis of French roots. The discursive memory supports the internal images of the individual subject (category elaborated from the gradation of a bigger category, the discursive memory, which encompasses internal images). The individual subject, with its internal images, reminiscences of his social experiences, provides the reading of the individual, who accomplishes his own reading (performances) in between his own and the other‟s dialectical strengths. Starting from internal images, performance is realized by intericonicity, which is a trait instituted in visual arts proposed by Courtine (2005) based on some influences from anthropology, considering that seen images are not common to all individuals. Thus, the individual must be valued as an entity that delineates a singular path while composing his own way of reading (ZUMTHOR, 2007). It seems that the aesthetic sensation of the individual towards himself is ontological, naturally and independently from the archive. However, all and any internal images that generate the performance are a symbiosis supported by the discursive memory. The reactions of the body are biological, but always engaged by the historical associations of each feeling. The organic-social response of a body to a stimulus is not identical: there is a volatile identity (LE BRETON, 2003). Behaviors are heterotopic (FOUCAULT, 2003b), and for this reason they also lead to resistances. As a result, we indicate the performance as forgetfulness of history which traverses the existence of the body. The metamorphosis of the performance is increasingly more modern, since contemporaneity values mutation and disposability, the liquid behavior that values the present time (BAUMAN, 2007) in the name of hedonism, the worship of the body and of the individual himself, a cultural autism which intends to erase the historical memory for the overlap of the docile-body of the narcissical apathy, the end of memory-societies, according to Nora (1993).
Palavras-chave: Análise do discurso
Corpo
Performance
Tridimensionalidade
Discourse analysis
Body
Performance
Three-dimensionality
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: LUTERMAN, L. A. Sujeito e performance: a emergência do corpo inscrito em enunciados tridimensionais. 2014. 259 f. Tese (Doutorado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4679
Data de defesa: 14-Jul-2014
Aparece nas coleções:Doutorado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Luana Alves Luterman - 2014.pdf4,39 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons