Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4773
Tipo do documento: Tese
Título: Adição de enzimas em dietas com diferentes fontes de proteína para frangos
Título(s) alternativo(s): Enzymes supplementation in diets containing different protein sources for broilers
Autor: Fortes, Bruno Duarte Alves
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/9325891086560156
Primeiro orientador: Café, Marcos Barcellos
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9860968235125158
Primeiro coorientador: Stringhini, José Henrique
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/8505634095383289
Segundo Coorientador: Leandro, Nadja Susana Mogyca
Currículo Lattes do segundo coorientador: http://lattes.cnpq.br/3136809931691012
Primeiro membro da banca: Café, Marcos Barcellos
Segundo membro da banca: Bertechini, Antonio Gilberto
Terceiro membro da banca: Brito, Jerônimo Ávito Gonçalves de
Quarto membro da banca: Carvalho, Fabyola Barros de
Quinto membro da banca: Leite, Paulo Ricardo de Sá da Costa
Resumo: Foram realizados três experimentos com o intuito de avaliar a adição de complexo enzimático composto por xilanase, amilase e protease, em rações com diferentes fontes de proteína para frangos de corte, por meio do coeficiente de digestibilidade verdadeira dos aminoácidos, metabolizabilidade dos nutrientes e desempenho dos animais. No primeiro experimento utilizou-se delineamento experimental inteiramente casualizado com nove tratamentos e cinco repetições. As aves foram submetidas a um período de adaptação de cinco dias às dietas experimentais, sendo uma dieta isenta de proteína (DIP) e oito DIP com adição dos alimentos testados em substituição ao amido de milho. Foram determinados os coeficientes de digestibilidade verdadeira dos aminoácidos e os valores de aminoácidos digestíveis do glúten de milho 60%, concentrado proteico de soja, farinha de vísceras e plasma sanguíneo, aos sete e 21 dias de idade. Os coeficientes de digestibilidade dos aminoácidos essenciais aos sete e 21 dias foram todos superiores (p<0,05) para os tratamentos que continham o complexo enzimático e para os coeficientes de digestibilidade dos aminoácidos não essenciais os índices foram maiores (p<0,05) somente, aos sete dias de idade, para o glúten 60%; concentrado proteico de soja e farinha de vísceras. De modo geral, a adição do complexo enzimático (xilanase, amilase e protease) foi efetiva na melhora dos coeficientes de digestibilidade de aminoácidos, independente do ingrediente e da idade dos animais. No segundo experimento, foi realizado um ensaio metabólico para determinar o coeficiente de metabolizabilidade aparente da matéria seca (CMAMS), proteína bruta (CMAPB) e extrato etéreo (CMAEE), além da energia metabolizável aparente corrigida pelo balanço de nitrogênio (EMAn) de rações para frangos de corte com diferentes ingredientes proteicos (glúten de milho 60%, concentrado proteico de soja, farinha de vísceras e plasma sanguíneo) associados à suplementação de enzimática. Foi adotado um delineamento inteiramente casualizado com nove tratamentos (uma dieta referência e oito dietas com inclusão dos ingredientes teste e adição ou não do complexo enzimático) e cinco repetições, sendo dez aves na fase pré-inicial e seis aves na fase inicial por parcela. Os alimentos testados substituíram em 40% a ração referência. O uso do complexo enzimático na fase pré-inicial foi efetivo (p<0,05) em melhorar o CDAMS para o concentrado proteico de soja; o CDAPB para o concentrado proteico de soja e o plasma sanguíneo e a EMAn do plasma sanguíneo. Na para a fase inicial somente a EMAn do plasma sanguíneo foi afetada (p<0,05) pela inclusão de xilanase, amilase e protease. A suplementação de xilanase, amilase e protease melhorou o CMAMS e o CMAPB das rações que continham concentrado proteico de soja como principal fonte de proteína e o CDAPB das rações que continham plasma sanguíneo aos 7 dias de idade, além de ser efetiva em aumentar o nível de energia metabolizável aparente corrigida para balanço de nitrogênio das dietas que continham plasma sanguíneo em ambas as fases. O terceiro experimento foi conduzido para avaliar a inclusão de xilanase, amilase e protease em dietas de frangos corte formuladas com diferentes ingredientes proteicos sobre desempenho das aves. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com oito tratamentos e seis repetições, sendo 30 aves por parcela. Os tratamentos utilizados foram: T1 - Dieta basal com substituição da fonte proteica por glúten de milho; T2 - Dieta basal com substituição da fonte proteica por glúten de milho com adição de enzima; T3 - Dieta basal com substituição da fonte proteica por concentrado proteico de soja; T4 - Dieta basal com substituição da fonte proteica por concentrado proteico de soja com adição de enzima; T5 - Dieta basal com substituição da fonte proteica por farinha de vísceras; T6 - Dieta basal com substituição da fonte proteica por farinha de vísceras com adição de enzima; T7 - Dieta basal com substituição da fonte proteica por plasma sanguíneo; T8 - Dieta basal com substituição da fonte proteica por plasma sanguíneo com adição de enzima exógena. Não foram observadas diferenças (p>0,05) sobre consumo de ração no período total (1 a 42 dias) de criação para os diferentes tratamentos. Contudo, o ganho de peso, a conversão alimentar e o peso médio das aves foram afetados (p<0,05), os tratamentos com fontes proteicas de origem vegetal suplementados com enzimas apresentaram redução média nos valores de conversão alimentar e aumento no peso médio, respectivamente de: 6,24 e 4,87% para o glúten de milho e 6,66 e 4,52% para o concentrado proteico de soja. As dietas com fontes proteicas de origem animal e inclusão do complexo enzimático composto por xilanase, amilase e protease promoveu redução média nos valores de conversão alimentar e aumento no peso médio, respectivamente de: 5,88 e 4,57% para o plasma sanguíneo e 7,14 e 6,34% para a farinha de vísceras. Conclui-se que a adição do complexo enzimático foi eficiente (p<0,05) em melhorar os valores médios do ganho de peso, conversão alimentar e peso médio, no período de 1 a 42 dias de idade.
Abstract: Three experiments were perfomed in order to evaluate the addition of an enzymatic complex containing xylanase, amylase, and protease to rations with different protein sources for broilers through the true digestibility of amino acids, metabolization of nutrients and performance of animals. The first experiment was a completely randomized design with nine treatments and five replications. Birds were subjected to a five days adaptation period to experimental diets and the diets were as follows: one diet free of protein (DFP), and eight DFP diets with tested feedstuffs to replace corn starch. The true digestibility coefficient of essential amino acids, corn gluten meal (60%), soybean protein concentrate, bovine dried plasma and viscera meal were measured at seven and 21 days of age. The digestibility coefficient of essential amino acids at seven and 21 days of age were as higher (p<0.05) for the treatments with enzymatic complex and for the digestibility of essential amino acids the coefficients were higher (p<0.05), only at seven days of age, for corn gluten meal (60%), soybean protein concentrate and viscera meal. It was possible to conclude that the addition of xylanase, amylase and protease improved the digestibility of amino acids, regardless of the ingredient and the age of the animals. The second study was a metabolism experiment conducted to determine the coefficient of apparent metabolism of dry matter (CAMDM), crude protein (CAMCP), ether extract (CAMEE) and apparent metabolizable energy corrected for nitrogen balance (AMEn) of feed for broilers with different protein feedstuffs, such as corn gluten meal (60%), soybean protein concentrate, viscera meal and bovine dried plasma, associated with enzymatic complex. A completely randomized design with nine treatments (one reference diet, and eight diets with inclusion of tested feedstuffs with or without addition of enzymatic complex) and five replicates was used, with ten birds in the pre-starter diet and six birds in the initial diet. Tested feedstuffs replaced 40% reference diet. The use of enzymatic complex in pre-starter diets was effective (p<0.05) while improving CAMDM for soybean protein concentrate, CAMCP for soybean protein concentrate and bovine dried plasma and AMEn for bovine dried plasma. For the initial phase, only AMEn bovine dried plasma was affected (p<0.05) by the inclusion of xylanase, amylase and protease. The supplementation of xylanase, amylase and protease improved CAMDM and CAMCP in diets containing soybean protein concentrate as its main source of protein and CAMCP diets containing bovine dried plasma at seven days age, even more enzymatic complex was effective while increasing levels of apparent metabolizable energy corrected for nitrogen balance of diets containing bovine dried plasma. The third experiment was proposed to evaluate broiler performance using xylanase, amylase and protease in diets formulated with different protein ingredients. A completely randomized design with eight treatments and six replicates with 30 birds per cage was used. Treatments were as follows: T1- basal diet with 6% corn gluten meal (60%); T2- basal diet with 6% corn gluten meal (60%) and enzymatic complex; T3- basal diet with 6% soybean protein concentrate; T4- basal diet with 6% soybean protein concentrate and the enzymatic complex; T5- basal diet with 6% viscera meal; T6- basal diet with 6% viscera meal and the enzymatic complex; T7- basal diet with 5% bovine dried plasma; T8- basal diet with 5% bovine dried plasma and the enzymatic complex. No differences were observed (p>0.05) among treatments on feed intake throughout the experiment (1-42 days); however, weight gain, feed conversion and average weight of the birds were affected (p<0.05). Treatments with vegetable protein sources supplemented with enzymes produced an average reduction in the values of feed conversion and an increase in mean weight of 6.24 and 4.87% for diets containing corn gluten meal (60%) and 6.66 and 4.52% for diets containing soybean protein concentrate, respectively. Diets containing protein sources of animal origin and the inclusion of enzymatic complex (xylanase, amylase and protease) reduced the average values of feed conversion and increased the average weight: 5.88 and 4.57% for diets containing bovine dried plasma and 7.14 and 6.34% for diets containing viscera meal, respectively. The inclusion of enzymatic complex was effective while improving the average values for weight gain, feed conversion and average weight during 1-42 days of age.
Palavras-chave: Aminoácidos
Aves
Desempenho
Enzimas
Metabolizabilidade
Amino acids
Broilers
Enzymes
Metabolizability
Performance
Área(s) do CNPq: PRODUCAO ANIMAL::CRIACAO DE ANIMAIS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciência Animal (EVZ)
Citação: FORTES, B. D. A. Adição de enzimas em dietas com diferentes fontes de proteína para frangos. 2014. 100 f. Tese (Doutorado em Ciência Animal) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4773
Data de defesa: 18-Set-2014
Aparece nas coleções:Doutorado em Ciência Animal (EVZ)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Bruno Duartes Alves Fortes - 2014.pdf1,5 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons