Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5025
Tipo do documento: Tese
Título: Memória e sacralização de Dom Fernando Gomes dos Santos: O “Arcebispo da Providência”
Título(s) alternativo(s): Memory and consecration of Don Fernando Gomes dos Santos: The Archbishop of Providence
Autor: Borges, Lindsay
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/4366358333665382
Primeiro orientador: Salomon, Marlon Jeison
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/0631789010231492
Primeiro membro da banca: Salomon, Marlon Jeison
Segundo membro da banca: Martins , Estevão de Rezende
Terceiro membro da banca: Quadros, Eduardo Gusmão de
Quarto membro da banca: Arrais, Cristiano Pereira Alencar
Quinto membro da banca: Sandes, Noé Freire
Resumo: O presente trabalho investiga o processo pelo qual Dom Fernando Gomes dos Santos, primeiro arcebispo de Goiânia (1957-1985), foi representado - por meio dos veículos de comunicação da Arquidiocese, particularmente pela Revista da Arquidiocese - como o enviado por Deus para atuar na região no período em que a Igreja enfrentou, em Goiás e no Brasil complexos desafios. Os estudos indicam que o Arcebispo, imbuído de sua missão, buscou tornar-se modelo de religioso que dedicou a vida à causa da Igreja, além de se preocupar com a forma como seria lembrado, arquivando sua memória e também a da Arquidiocese. A partir dessa perspectiva, o grupo que se formou em torno do Arcebispo operou uma seleção de aspectos e momentos da vida do Prelado, considerados significativos, buscando representá-lo como modelo cristão capaz de enfrentar os desafios interpostos à Igreja naquele período, projetando sua memória para que continuasse orientando as ações da Arquidiocese no futuro. Esse esforço respaldou-se nas ações do arcebispo, uma vez que ele pareceu revestir-se da missão de tornar Goiás um modelo de Igreja para o Brasil, sinalizando por meio de obras e palavras esse objetivo. Ao construir essas representações e projetar a memória de Dom Fernando, o grupo visava defender o modelo de Igreja adotado pelo Prelado, frente a segmentos sociais e também a grupos que combatiam, no interior da instituição, sua linha pastoral, ou não aceitavam seus desdobramentos. Esse processo vigorou durante a gestão do arcebispo e por mais de uma década após a sua morte, tendo como momentos privilegiados para essa construção discursiva os eventos em homenagem a ele, registrados na Revista da Arquidiocese. No entanto, o trabalho de memória, continuado durante a gestão do seu sucessor, foi interrompido com a posse do atual arcebispo de Goiânia, dando margem a uma disputa de memória durante o centenário de nascimento de Dom Fernando, em 2010.
Abstract: This study investigates the process by which Don Fernando Gomes dos Santos, the first Archbishop of Goiânia (1957-1985), was represented - by the means of communication of the archdiocese, particularly by the Journal of the Archdiocese - as sent by God to act in this Region in the period when the church faced, in Goiás and Brazil, complex challenges. Studies indicate that the Archbishop, imbued with his mission, sought to become a model of religious who devoted his life to the Church‟s cause, besides concerning about how he would be remembered by archiving his memory and also the archdiocese‟s one. From this perspective, the group formed around the Archbishop has operated a selection of aspects and stages of the life of the prelate, considered significant, seeking to represent him as a Christian model capable of facing the challenges brought to the Church in that period, projecting his memory to continue guiding the actions of the archdiocese in the future. This effort has basis on the archbishop's actions since he seemed to take up the task of making of Goiás a model of church in Brazil, signaling through words and deed that goal. By building these representations, and designing the memory of Don Fernando, the group aimed at defending the model of Church adopted by the prelate, against the social sectors and also to groups who fought, within the institution, his pastoral line or did not accept its consequences. This process has been in force during the management of the archbishop and more than a decade after his death, having as special moments for this discursive construction the events in honor of him, recorded in the Journal of the Archdiocese. However, the work of continued memory during the administration of his successor was stopped when the current Archbishop of Goiânia took up office, giving rise to a dispute of memory during the centenary of Don Fernando‟s birth in 2010.
Palavras-chave: Memória
Modelo
Representação
Revista da Arquidiocese
Arquidiocese de Goiânia
Memory
Model
Representation
Journal of the Archdiocese
Archdiocese of Goiânia
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de História - FH (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Historia (FH)
Citação: BORGES, L. Memória e sacralização de Dom Fernando Gomes dos Santos: O “Arcebispo da Providência”. 2011. 278 f. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5025
Data de defesa: 1-Jul-2011
Aparece nas coleções:Doutorado em História (FH)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Lindsay Borges - 2011.pdf3,72 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons