Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5043
Tipo do documento: Tese
Título: Uma visão ecolinguística da folia da roça de Formosa (GO)
Título(s) alternativo(s): An ecolinguistic view over “folia da roça” of Formosa (GO)
Autor: Avelar Filho, João Nunes
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0868275073512040
Primeiro orientador: Couto, Elza Kioko Nakayama Nenoki do
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8282195794917233
Primeiro membro da banca: Couto, Elza Kioko Nakayama Nenoki do
Segundo membro da banca: Sousa Filho, Sinval Martins de
Terceiro membro da banca: Santos, Leila Borges Dias
Quarto membro da banca: Cândido, Gláucia Vieira
Quinto membro da banca: Siqueira, Kênia Mara Freitas
Resumo: Esta tese se propôs a descrever e analisar a linguagem da manifestação popular da Folia da Roça, realizada na região de Formosa-GO. A metodologia adotada pautou-se pela abordagem qualitativa de base etnográfica por meio da interação com os foliões e com as rezadeiras da folia nos giros de 2013 e 2014, na zona rural do referido município, com o foco voltado para os rituais que se desdobram nas rezas e histórias de vida. A tese defendida é a de que a linguagem da Folia da Roça conserva elementos antigos da tradição ibero-cristã, adaptados à realidade local frente às novas condições, que ocorrem pelos processos de urbanização e globalização. Essas influências foram investigadas usando o arcabouço teórico da Ecolinguística, disciplina que propõe o estudo da língua a partir do entrelaçamento entre os saberes da Linguística e da Ecologia, buscando descrever os processos interacionais nos quais essas categorias se manifestam. Foram também aspectos norteadores desta pesquisa: verificar se os meios ambientes natural e social local têm alguma influência na linguagem das rezas; observar de que forma o latim eclesiástico é apropriado por pessoas que falam o português rural; investigar se os valores expressos no discurso desses protagonistas são consistentes com a sabedoria local ou se refletem padrões importados da Península Ibérica durante a colonização, além de discutir e analisar a memória dos anciãos e das anciãs e de seus parentes mais próximos nas rezas. Ao descrever e analisar a linguagem da folia, evidenciam-se a adaptação e a ressignificação do Catolicismo oficial aos ambientes natural e social nos quais esses protagonistas estão inseridos. A ética religiosa ali presente eclodiu em uma conduta, resultado da necessidade de sobrevivência em uma região historicamente hostil, que se perpetuou nas interações de seus atores, transformando-se em importante e considerável manifestação da religiosidade popular.
Abstract: The purpose of this thesis was to investigate the language present in the popular manifestation of “Folia da Roça” performed in the region of Formosa – GO. The methodology adopted was characterized by the qualitative approach of ethnographic base through the interaction with revelers and praying women during the annual feasting events of 2013, and 2014, in the rural area of the reported township, shifting focus to the rites that take place through prayers and life stories. The premise of the defence of this thesis is that the language of “Folia da Roça” preserves elements of the ibero-christian tradition, adapted to the local reality before the new conditions that take place amidst processes of urbanization and globalization. These influences were investigated by using the theoretic understructure of Ecolinguistics, a discipline that takes into consideration the study of language from the entanglement between the knowledge of Linguistics and Ecology, searching to describe interaction processes in which these categories manifest. Other guiding aspects of this research were: verify if the natural and social environments have any influence in the language of prayers; observe how ecclesiastic Latin is seized by those who speak rural Portuguese; investigate if values conveyed in the discourses of these protagonists are consistent with local wisdom or if they reflect patterns imported from the Iberian Peninsula during colonization; besides discussing and analyzing the memory of elders and their closer relatives in the prayers. By describing and analyzing the language of the feast, evidence is given of the adaptation and the resignification of official Catholic religious practice to the natural and social environments in which these protagonists are inserted. The religious ethic present there emerged as a result of the necessity of surviving in a historically hostile region, perpetuated by the interactions of its characters, transforming into an important and considerable manifestation of popular religiosity.
Palavras-chave: Cultura popular goiana
Ecolinguística
Folia da roça
Formosa (GO)
Linguagem das rezas
Popular culture of Goiás
Ecolinguistics
“Folia da roça”
Formosa (GO)
Language of prayers
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: AVELAR FILHO, J. N. Uma visão ecolinguística da folia da roça de Formosa (GO). 2015. 156 f. Tese (Doutorado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5043
Data de defesa: 19-Ago-2015
Aparece nas coleções:Doutorado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - João Nunes Avelar Filho - 2015.pdf2,77 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons