Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5127
Tipo do documento: Dissertação
Título: Correção de erros orais pelo professor em aulas de inglês: um estudo com uma turma de alunos universitários
Título(s) alternativo(s): Oral error correction during English lessons
Autor: Silva, Michele Dionísio da
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/5534398822556650
Primeiro orientador: Figueiredo, Francisco José Quaresma de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1701940743664871
Primeiro membro da banca: Figueiredo, Francisco José Quaresma de
Segundo membro da banca: Santos, Percília Lopes Cassemiro dos
Terceiro membro da banca: Rees, Dilys Karen
Resumo: Este trabalho tem por objetivo investigar as ações de correção oral da professora de uma turma do 3º ano do curso de Letras/Inglês de uma universidade pública de Goiás, durante o primeiro semestre de 2004. Procura-se verificar os tipos de erros mais corrigidos, as estratégias de correção utilizadas pela professora, assim como obter informações quanto às percepções e aos sentimentos dos alunos no tocante a esse fenômeno. Os processos de coleta e análise dos dados deste estudo baseiam-se nos princípios de investigação qualitativa. Para a descrição e a análise dos dados, baseamo-nos no estudo de Lyster e Ranta (1997). Recursos quantitativos também foram incluídos para auxiliar na interpretação e exposição dos dados. Partindo das teorias sobre correção de erros orais, do conceito de interlíngua de Selinker (1972) e da hipótese interacional, explicitamos nosso pressuposto de que a interação é fundamental para promover uma maior participação do aprendiz no seu processo de aprendizagem da língua. Além disso, acreditamos na potencialidade da correção, na medida em que ela é capaz de oferecer contribuições para o desenvolvimento lingüístico dos alunos, não devendo ser, assim, expressão daquilo que o professor gostaria que eles tivessem “aprendido” ou realizado com certa atividade. Os resultados mostram que as elicitações e as explicações metalingüísticas constituem tipos de correções eficazes para promover a negociação da forma entre professor e aluno. Assim, elas foram responsáveis por uma maior quantidade de reparos gerados pelos próprios alunos. Isso indica que os aprendizes tiveram um papel mais ativo no processo de correção de seus erros orais nos momentos em que essas estratégias foram utilizadas pela professora da turma. Acreditamos na importância de se realizarem cada vez mais estudos acerca do presente tema em diversos contextos, rumo à formação de uma teoria mais tangível para professores de línguas no Brasil, a qual possa ser utilizada de acordo com sua própria realidade
Abstract: This work aims at investigating the corrective actions of a teacher of a group of 3 rd year students in a public university in Goiás during the first semester of 2004. It tries to identify the types of errors corrected by the teacher, the strategies used to correct them, as well as obtain some information about the perceptions and feelings the students have towards this classroom activity. The processes of data collection and analysis are based on the principles of qualitative investigation. The data description and analysis were based on a research study carried out by Lyster and Ranta (1997). Quantitative resources are also included in order to aid the interpretation and display of the results. Theories about the correction of oral errors, Larry Selinker’s concept of interlanguage (1972) and the interactional hypotheses are used to indicate our assumption that interaction is a fundamental step to be taken in order to promote more student engagement in the language learning process. Moreover, we believe in the potential of oral correction, given that it may offer contributions to the students’ linguistic development. It should not be mere evidence of what the teacher wished them to have “learnt” or accomplished during an activity. The results show that elicitations and metalinguistic feedback were most effective in terms of promoting the negotiation of form. Therefore, they were responsible for the highest number of student-generated repairs. The use of these types of strategies meant that students were able to have a more active role in the process of correction of their oral errors. This kind of investigation in different contexts is important in order to form a theory that is more tangible for language teachers in Brazil, which can actually be applied according to his/her own reality.
Palavras-chave: Erros
Correção oral
Ensino e aprendizagem
Língua estrangeira
Error
Oral correction
Teaching and learning
Foreign language
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: SILVA, M. D. Correção de Erros Orais pelo Professor em Aulas de Inglês: um estudo com uma turma de alunos universitários. 2005. 192 f. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5127
Data de defesa: 4-Jul-2005
Aparece nas coleções:Mestrado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Michele Dionísio da Silva - 2005.pdf2,43 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons