Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5214
Tipo do documento: Dissertação
Título: Fertilizantes organomineral e mineral: aspectos fitotécnicos na cultura do tomate industrial
Título(s) alternativo(s): Organomineral fertilizer and mineral: aspects phytotechinical culture of industrial tomato
Autor: Rabelo, Kassia Cristina de Caldas
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0347165513714245
Primeiro orientador: Brasil, Eliana Paula Fernandes
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/7324619074753727
Primeiro coorientador: Machado, Roriz Luciano
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/5560467728818263
Primeiro membro da banca: Brasil, Eliana Paula Fernandes
Segundo membro da banca: Leandro, Wilson Mozena
Terceiro membro da banca: Borges, Lino Carlos
Resumo: Nos últimos anos verificou-se o crescimento da diversificação de cultivos de hortaliças, com destaque para cultivo em ambientes protegidos e as adubações orgânicas. O tomate configura uma das hortaliças mais produzidas no mundo, e seu consumo justifica por ser um alimento funcional e de grande uso em produtos industrializados e semiprontos. A utilização dos resíduos de aves como fonte de matéria orgânica em fertilizantes, evita que este se torne um poluente se manejado inadequadamente. Ao se associarem a fórmulas inorgânicas constituem-se em fertilizantes organominerais, que aumentam a eficiência dos fertilizantes minerais, proporcionando redução de gastos com adubações e promovendo a melhoria na qualidade do solo. O uso da adubação organomineral é uma das estratégias que propiciam maior rendimento da cultura e melhor qualidade. Neste contexto, objetivou-se com este trabalho avaliar a eficiência do fertilizante organomineral granulado enriquecido com fosfato monoamônio (MAP) na cultura do tomate industrial. Quando se utilizou o fertilizante organomineral comparado à adubação mineral, houve um aumento de massa fresca de frutos, número de frutos por planta e produtividade média. Ao se analisar o teor de clorofila a fase vegetativa demonstrou ser a mais indicada para avaliar suas alterações em folhas do tomate. Porém nas condições edafoclimáticas estudadas, o fertilizante organomineral apresentou desempenho agronômico semelhante ao fertilizante mineral. Em termos econômicos justifica-se o uso do fertilizante organomineral por este ter um custo menor que o fertilizante mineral.
Abstract: In recent years there was an increase in the diversification of vegetable crops, especially for cultivation in greenhouses and organic fertilizers. The tomato sets one of the most vegetables produced in the world, and its use is justified because it is a food that has great use in industrial and semi-processed products. The use of waste poultry as a source of organic matter into fertilizer, prevents it from becoming a pollutant if handled improperly. To join the inorganic formulas are in organomineral fertilizers, which increase the efficiency of mineral fertilizers, providing reduced spending on fertilizers and promoting the improvement in soil quality. The use of organomineral fertilizer is one of the strategies that provide greater crop yield and better quality. In this context, the aim of this work was to evaluate the efficiency of this granulated organomineral fertilizer enriched with monoammonium phosphate (MAP) in the processing tomato crop. When using the organomineral fertilizer compared to mineral fertilizer, there was a fresh mass increase of fruit, number of fruits per plant and yield. When analyzing the chlorophyll content the growing season proved to be the most appropriate to evaluate your changes in tomato leaves. But at conditions studied, the organomineral fertilizer presented agronomic performance similar to mineral fertilizer. In economic terms is justified the use of this fertilizer for having a lower cost than mineral fertilizers.
Palavras-chave: Cama de frango
Matéria orgânica
Clorofila
Fosfato
Poultry litter
Organic matter
Chlorophyll,
Phosphate
Área(s) do CNPq: AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Agronomia (EAEA)
Citação: RABELO, K. C. C. Fertilizantes organomineral e mineral: aspectos fitotécnicos na cultura do tomate industrial. 2015. 69 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5214
Data de defesa: 31-Mar-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em Agronomia (EA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Kassia Cristina de Caldas Rabelo - 2015.pdf888,4 kBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons