Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5259
Tipo do documento: Dissertação
Título: Por entre ruas e memórias: a Belo Horizonte no beira-mar de Pedro Nava
Título(s) alternativo(s): Por entre ruas e memórias: a Belo Horizonte no beira-mar de Pedro Nava
Autor: Cardoso, João Eratóstenes Doulgras
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/1150425634562334
Primeiro orientador: Menezes, Marcos Antônio
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/5906542748941462
Primeiro membro da banca: Menezes , Marco Antônio
Segundo membro da banca: Alencar, Maria Amélia Garcia de
Terceiro membro da banca: Sousa Neto, Miguel Rodrigues de
Resumo: A história como representação do tempo está vinculada a leitura e interpretação de suas fontes. Por esse prisma, esse trabalho lida com a reconstrução dos anos de 1920 a partir da ótica do memorialista Pedro da Silva Nava. Na obra Beira-Mar, o quarto volume das memórias, percebe-se então os arranjos políticos, as estruturas culturais, além do próprio espaço físico da capital mineira. Para tanto, o texto busca sua contextualização temporal num primeiro momento, seguido de uma contextualização sobre o debate entre história e memória, narrativa e literatura, parra assim, trabalhar a representação do cenário urbano de Belo Horizonte no transcorrer da história do Brasil no período da República das Oligarquias. Tais características da obra memorialística de Pedro Nava corrobora a ideia de que a literatura é representativa do pensamento social em seu tempo-espaço, assim como também o cenário físico de suas experiências.
Abstract: La historia como representación del tiempo está ligada a la lectura e interpretación de sus fuentes. Por ese prisma, este trabajo trata sobre la reconstrucción de los años 1920 a partir de la óptica del memorialista Pedro da Silva Nava. En su obra Beira-Mar, el cuarto volumen de las memorias, se percibe entonces las confabulaciones políticas, las estructuras culturales, además del propio espacio físico de la capital de Minas Gerais. Para tanto, el texto busca su contextualización temporal en un primer momento, seguido de una contextualización sobre el debate entre historia y memoria, narrativa y literatura, para así, trabajar la representación del escenario urbano de Belo Horizonte en el transcurrir de la historia de Brasil en el periodo de la República de las Oligarquías. Tales características de la obra memorialística de Pedro Nava fortalece la idea de que la literatura es representativa del pensamiento social en su tiempo-espacio, así como también el escenario físico de sus experiencias.
Palavras-chave: Pedro Nava
Belo Horizonte
Memória
Narrativa
História
Memoria
Historia
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de História - FH (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Historia (FH)
Citação: CARDOSO, João Eratóstenes Doulgras. Por entre ruas e memórias: a Belo Horizonte no beira-mar de Pedro Nava. 2015. 164 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5259
Data de defesa: 28-Ago-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em História (FH)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - João Eratóstenes Doulgras Cardoso - 2015.pdf3,37 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons