Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5387
Tipo do documento: Dissertação
Título: PISA e o movimento de renovação do ensino de Ciências: indícios de uma aproximação?
Título(s) alternativo(s): PISA and the renewal movement of science education: evidence of an approach?
Autor: Castilho, Danillo Deus
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/4194353459086603
Primeiro orientador: Cedro, Wellington Lima
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1123884255260078
Primeiro membro da banca: Cedro, Wellington Lima
Segundo membro da banca: Furtado, Wagner Wilson
Terceiro membro da banca: Souza, Ruberley Rodrigues de
Resumo: Trata-se de uma pesquisa bibliográfica que, procurando refletir sobre a formação científica ofertada aos indivíduos, apresenta uma discussão que sugere a existência de uma ligação entre o Programa Internacional para Avaliação de Estudantes (PISA) e o movimento de renovação do ensino de Ciências pensado por António Cachapuz, Daniel Gil-Perez, Anna Maria Pessoa de Carvalho, João Praia e Amparo Vilches. A questão que procuramos responder foi: quais são os indícios da relação entre as diretrizes propostas pelo PISA e a “renovação do ensino de Ciências”? Em busca de respostas centramos nossas atenções em ambos, na obra intitulada “A necessária renovação do ensino das ciências” e no “Informe PISA 2006: competencias científicas para el mundo del mañana”. Para tentar conhecer as características da formação científica que poderiam ser predominantes na Educação em Ciências, o caminho que seguimos foi tentar compreender tanto a referida proposta de renovação quanto a avaliação dada pelo PISA em 2006. Por meio do materialismo históricodialético foi possível identificar, em primeiro lugar, uma distorção na compreensão da teoria de Vigotski. Isso ocorreu porque, na referida proposta, esse teórico é tido como sócio-construtivista. Em segundo lugar, as limitações existentes no PISA 2006. Em especial, chamamos a atenção para o fato de tal avaliação exigir dos alunos apenas a compreensão de uma única categoria epistemológica de Ciências, a saber: o empirismo. Diante desses apontamentos, terminamos por sugerir a possibilidade de os pressupostos construtivistas servirem como ponte de conexão entre o PISA e a proposta de renovação do ensino das Ciências. Consequentemente, acabamos por concluir que a formação utilitária ainda seria a formação ofertada na Educação em Ciências.
Abstract: It is a bibliographical research seeking to reflect about the scientific training offered, presenting an argument that suggests the existence of a link between the International Program on Student Assessment (PISA) and the renewal movement of science education, which was thought by António Cachapuz, Anna Maria Pessoa Carvallho, João Praia and Amparo Vilches. The question we tried to answer was: What is the evidence of the relationship between the guidelines proposed by PISA and the “renewal of science education”? Searching for answers we focus our attention in both, the work entitled “A necessária renovação do ensino das ciências” end the “Informe PISA 2006: competências científicas para el mundo del mañana”. To try to know the characteristics of scientific training that could be prevalent in Science Education, the path we followed was to try to understand both the proposal of renovation and the evaluation given by PISA in 2006. Through the historical and dialectical materialism it was possible to identify, on first place, a distortion on the understanding of Vygotsky's theory, this happened because, of the proposal, this theorist is regarded as socio-constructivist, on second place, the existence of limitations at PISA 2006. In particular, we call attention to the fact that evaluation demands only the understanding of a single epistemological category of sciences from students, named by empiricism. To sum up, we end up suggesting the possibility of the constructivist assumptions work as a link between PISA and the proposed of renewal of science education. Consequently, we conclude that the utilitarian training would still be offered by the Science Education.
Palavras-chave: Teoria histórico-cultural
Ensino de Ciências
PISA
Formação científica
Historical-cultural theory
Science education
PISA
Scientific training
Área(s) do CNPq: EDUCACAO::ENSINO-APRENDIZAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Pró-Reitoria de Pós-graduação (PRPG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática (PRPG)
Citação: CASTILHO, D. D. PISA e o movimento de renovação do ensino de Ciências: indícios de uma aproximação?. 2015. 134 f. Dissertação (Dissertação em Educação em Ciências e Matemática) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5387
Data de defesa: 22-Set-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em Educação em Ciências e Matemática (PRPG)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Danillo Deus Castilho - 2015.pdf5,93 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons