Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5443
Tipo do documento: Dissertação
Título: Medicamentos essenciais nos serviços de saúde na atenção básica: avaliação pelo programa de melhoria do acesso e da qualidade
Título(s) alternativo(s): Essential drugs in health services at primary health care: evaluation by program for access and quality improvement
Autor: Guimarães, Camila Diniz Branquinho
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/4401481336662859
Primeiro orientador: Rosso, Claci Fátima Weirich
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1137218060736306
Primeiro membro da banca: Rosso, Claci Fátima Weirich
Segundo membro da banca: Dewulf, Nathalie de Lourdes Souza
Terceiro membro da banca: Souza, Marta Rovery de
Resumo: A Política Nacional de Medicamentos tem como principal objetivo a garantia do acesso da população a medicamentos essenciais. Com o intuito de tornar possível a avaliação da disponibilidade, a OMS desenvolveu e divulgou listas de medicamentos essenciais principais ou traçadores que funcionam como marcadores que permitem o monitoramento. Este estudo objetivou analisar a disponibilidade de medicamentos essenciais traçadores, nos serviços de Atenção Básica à Saúde, avaliados no Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade. Trata-se de um estudo descritivo de corte transversal, utilizando dados secundários do banco de dados da base nacional da avaliação externa do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) realizado em 41 Unidades Básicas de Saúde de município polo da indústria farmacêutica no país. Utilizou-se as listas de medicamentos essenciais traçadores (global list e regional list) propostas pela OMS em 2008, para seleção das variáveis analisadas nesse estudo. O principal resultado encontrado referente a fatores organizacionais foi a presença de farmácias nas Unidades Básicas de Saúde sem salas de estocagem. A média de disponibilidade para o conjunto dos medicamentos essenciais traçadores investigados foi de 51,41%, ficando abaixo do valor aceitável de 80% proposto pela OMS. Nem todas as UBS que disseram ter o medicamento em estoque, o tinham em quantidade suficiente para atender as demandas da população. Em relação aos medicamentos essenciais traçadores controlados, estavam indisponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS). Concluiu-se, que a disponibilidade de medicamentos essenciais traçadores não atende a demanda da Atenção Básica apesar deste município ser polo da indústria farmacêutica. Repensar a partir dos gestores locais os processos e a organização da Assistência Farmacêutica, incluindo recursos humanos, uma vez que esses medicamentos essenciais deveriam estar disponíveis em todas as UBS em quantidade suficiente para atender às necessidades da população.
Abstract: The National Drug Policy aims to guarantee people's access to essential drugs. In order to make possible the evaluation of drugs availability, WHO developed and disseminated lists of principle essential drugs or tracers that function as markers that allow monitoring. This study aimed to analyze the tracer drugs availability, in primary health care services, evaluated in Program for Access and Quality Improvement. This is a descriptive cross-sectional study, using secondary data from national database of the external evaluation of the Program for Access and Quality Improvement in Primary Care (PMAQ-AB) carried out in 41 Primary Health Care facilities at the city that’s hub of pharmaceutical industry in the country. The lists of tracer drugs (global list and regional list) proposed by WHO in 2008 were used to select the variables analyzed in this study. The main finding related to organizational factors was the presence of pharmacies in the Basic Health Units (BHU) without storage rooms. The average of availability for all tracer drugs investigated was 51.41%, lower than the acceptable value proposed by WHO. Not all BHU who said they had the drug in stock, have had them enough to meet the demands of the population. About controlled tracer drugs, they were unavailable in all the Basic Health Units (BHU). It was concluded that the availability of essential tracer drugs do not meet the demand of primary care despite of being on the city that’s pole of the pharmaceutical industry. Local managers have rethink processes and the organization of Pharmaceutical Services, including human resources, since these essential drugs should be available in all BHU in sufficient quantity to meet the population's needs.
Palavras-chave: Atenção pimária à saúde
Medicamentos essenciais
Assistência farmacêutica
Primary health care
Drugs
Essentials
Pharmaceutical services
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Pró-Reitoria de Pós-graduação (PRPG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PRPG)
Citação: BRANQUINHO, C. D. Medicamentos essenciais nos serviços de saúde na atenção básica: avaliação pelo programa de melhoria do acesso e da qualidade. 2015. 105 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5443
Data de defesa: 12-Mar-2015
Aparece nas coleções:Mestrado Profissional em Saúde Coletiva (PRPG)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Camila Diniz Branquinho Guimarães - 2015.pdf1,82 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons