Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5507
Tipo do documento: Tese
Título: Impacto da vacinação com a PCV10 na morbidade hospitalar por pneumonia no Brasil: análise de série temporal interrompida
Título(s) alternativo(s): Impact of vaccination with PCV10 in hospital morbidity due to pneumonia in Brazil: interrupted time series analysis
Autor: Afonso, Eliane Terezinha
Currículo Lattes do Autor: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728944D7
Primeiro orientador: Andrade, Ana Lúcia Sampaio Sgambatti de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783408H2
Primeiro coorientador: Bierrenbach, Ana Luiza
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4763149D7
Primeiro membro da banca: Andrade, Ana Lúcia Sampaio Sgambatti de
Segundo membro da banca: Nishioka, Sérgio
Terceiro membro da banca: Weckx, Lly Yin
Quarto membro da banca: Siqueira Neto, João Bosco
Quinto membro da banca: Habahi, Marcelo
Resumo: INTRODUÇÃO: As pneumonias contribuem com alta carga de morbimortalidades em todo mundo. No Brasil, a vacina pneumocócica conjugada 10 valente (PCV10) foi introduzida na rotina de imunização da infância em março de 2010. Este estudo teve como objetivo avaliar o impacto da vacinação nas taxas de hospitalizações por pneumonia no Brasil no curto e médio prazo do início da vacinação. METODOLOGIA: Dois estudos de séries temporais interrompidas foram conduzidos. O primeiro avaliou o efeito direto da vacinação em cinco capitais brasileiras (Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, São Paulo e Recife) e foi conduzido após um ano de introdução da PCV10 no país. O segundo estudo avaliou o impacto direto e indireto (população não vacinada) da vacinação em todo país e foi conduzido três anos após sua introdução. Os dados de hospitalizações foram obtidos do Sistema de Informações Hospitalares (SIH-SUS) de 2005 a 2013. O desfecho principal foi a taxa mensal de hospitalização por pneumonia definida pelos códigos J12-J18 da CID10. As taxas de hospitalizações por malformações congênitas e causas não respiratórias foram utilizadas como grupos de comparações. A análise de série temporal utilizou um modelo de regressão linear generalizado. As taxas de hospitalizações por pneumonia observadas no período pré-PCV10, ajustadas por tendência secular e sazonalidade, foram utilizadas para estimar as taxas no período pós-PCV10. O impacto da vacinação para cada faixa etária foi calculado como o percentual de mudança nas taxas de hospitalizações, dividindo-se as taxas observadas pelas taxas preditas do período pós PCV10, menos um. Os respectivos IC95% e os valores de p foram apresentados. O número de hospitalizações por pneumonia evitadas após três anos de vacinação foi estimado pela diferença entre os números de hospitalizações por pneumonia preditos e observados no período pós-vacinação. RESULTADOS: Após um ano de introdução da PCV10 no Brasil, observou-se significativo declínio nas taxas de hospitalizações por pneumonia em crianças de 2 a 23 meses em três das cinco capitais estudadas: Belo Horizonte (28,7%), Curitiba (23,3%), e Recife (27,4%). Após três anos da introdução da PCV10, 461.519 hospitalizações por pneumonia foram evitadas no Brasil e um significativo declínio nas taxas de pneumonia foi observado em indivíduos não vacinados de 5 a 39 anos variando de 14,1% a 17,4% (p<0,05). No entanto, observou-se um aumento significativo (9,9%, p=0,004) nas taxas de hospitalizações por pneumonia para idosos ≥65 anos. CONCLUSÕES: A vacinação com a PCV10 foi associada à significativa redução das hospitalizações por pneumonia na infância. Adicionalmente, o estudo evidenciou importante redução das hospitalizações por pneumonia em grupos etários não vacinados, sinalizando efeito indireto conferida pela vacina. A tendência de aumento das hospitalizações por pneumonias em idosos necessita de investigações para elucidação dos fatores envolvidos nesse fenômeno.
Abstract: BACKGROUND: Pneumonia causes substantial morbidity and mortality in all age groups around the world. The 10-valent pneumococcal conjugate vaccine (PCV10) was introduced into the routine infant immunization in Brazil, free of charge, in March 2010. The aim of this study was to evaluate the impact PCV10 vaccination on rates of all cause pneumonia hospitalizations one year and three years after its introduction in Brazil. METHODS: We conducted two interrupted time series analysis studies. The first evaluated only the direct effect of PCV10 vaccination, in five Brazilian cities (Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, São Paulo and Recife), and was conducted one year after starting the vaccination. The second study evaluated the direct and indirect impact (individuals not vaccinated) of PCV10 vaccination in Brazil, and was conducted three years after vaccination. We used data from the Brazilian Hospitalization System from 2005-2013. The main outcome was monthly rates of all-cause pneumonia hospitalizations identified by ICD-10 codes J12-J18. We used hospitalization rates for congenital malformations and non-respiratory causes as a comparison groups. The time-series analysis was based on a generalized linear model. Pneumonia rates observed in the pre-vaccination period were used to estimate the hospitalization rates in the post-vaccination period of each study, adjusting for seasonality and secular trends. To estimate the direct (2-23 months of age) and indirect (≥5 years of age) impact of PCV10 vaccination, we calculated the percentage change in hospitalization rates, as the observed divided by the predicted rates of hospitalization in the post-intervention period minus one, with respective 95% CI and p values. The number of all-cause pneumonia hospitalizations averted by vaccination was calculated taking into account the difference between the predicted and observed number in the PCV10 post vaccination period. RESULTS: One year after introduction of PCV10 in Brazil, significant declines in hospitalizations for pneumonia in children aged 2-23 months were noted in Belo Horizonte (28.7%), Curitiba (23.3%), and Recife (27.4%). After three years of the introduction of PCV10, 461,519 pneumonia hospitalizations were averted in Brazil, and a significant decrease in rates of pneumonia hospitalization was observed in unvaccinated individuals aged 5-39 years, ranging from 14.1-17.4% (p<0.05). In contrast, an increased trend in pneumonia hospitalizations (p=0·004) was observed for elderly (≥ 65 years). CONCLUSION: Vaccination with PCV10 in Brazil was associated with reduction of pneumonia hospitalizations in vaccinated individuals. Herd effect was observed in individuals aged 5-39 years after three years of vaccination. Potential reasons for the increased trend in pneumonia hospitalization rates in the elderly should be investigated.
Palavras-chave: Vacina pneumocócica 10 valente
Hospitalização
Pneumonia
Análise de série temporal interrompida
Vacinação
Efeito de rebanho.
10 valent pneumococcal vaccine
Hospitalization
interrupted time-series analysis
Vaccination
Herd effect
Área(s) do CNPq: SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Medicina Tropical e Saúde Publica (IPTSP)
Citação: AFONSO, E. T. Impacto da vacinação com a pcv10 na morbidade hospitalar por pneumonia no Brasil: análise de série temporal interrompida. 2015. 91 f. Tese (Doutorado em Medicina Tropical e Saúde Publica) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5507
Data de defesa: 19-Ago-2015
Aparece nas coleções:Doutorado em Medicina Tropical e Saúde Pública (IPTSP)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Eliane Terezinha Afonso - 2015.pdf3,4 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons