Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5602
Tipo do documento: Dissertação
Título: Relações de patronato e Amicitia no principado romano: uma leitura das representações de Augusto na obra lírica de Horácio (século I A.C.)
Título(s) alternativo(s): Patronage and Amicitia relationships during the roman principate: a reading of the representations of Augustus on the lyric work of Horace (1st century BC))
Autor: Gomes, Erick Messias Costa Otto
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/8137449261498925
Primeiro orientador: Omena, Luciane Munhoz de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/0630395552910286
Primeiro membro da banca: Omena, Luciane Munhoz de
Resumo: Nessa dissertação, nos propomos a apresentar uma análise da obra do poeta romano Horácio (65-8 a.C.), de modo a analisar as representações do Imperador romano Augusto e sua domus em seu livro IV das Odes e no poema Carmen Saeculare. Nossa hipótese é a de que Horácio se aproxima do Imperador por meio das relações de patronato, por intermédio da amizade de Mecenas e, desse modo, o discurso que o poeta constrói sobre o Príncipe reflete as obrigações de um cliente para com seu patrono. Nesse sentido, dividimos nossa dissertação em três capítulos: no primeiro, apresentaremos a vida de Horácio, a dimensão política de sua obra e a importância da retórica e da memória para a construção de seu discurso laudatório; no segundo, mostraremos a ascensão de Augusto na política romana e o processo paulatino de construção de sua autoridade ao longo dos anos, as relações de amicitia e de patronato estabelecidas com Mecenas e Augusto; além disso, a importância da recitatio e dos livros para divulgação e circulação de suas obras entre o público leitor ouvinte; em nosso terceiro capítulo apresentaremos, de fato, as imagens do Imperador Augusto nos poemas horacianos, ao analisar a importância da construção do discurso sobre sua domus Augusta, a ideia de resgate das virtudes dos antepassados e, por fim, a promessa de uma paz e prosperidade duradoura. Para tanto, usamos os conceitos de discurso, memória, representação e poder na construção do texto. Assim, faremos uma leitura dos poemas de Horácio como um discurso que mantém uma relação íntima com seu contexto político e social, haja vista que o mesmo escreve seus versos apoiando-se na ideia de que sua obra seria um monumento, o qual legaria às gerações posteriores as memórias do Imperador e de seus feitos para Roma e os romanos.
Abstract: In this dissertation we propose to present an analysis of the work of the Roman poet Horace (65-8 BC), in order to analyze the representations of the Roman Emperor Augustus and his domus in his book IV of the Odes and the Carmen Saeculare poem. Our hypothesis is that Horatio approximates the Emperor through the relationships of patronage, by the friendship of patrons and, thereby, the speech that the poet constructs about the Prince reflects the obligations of a client to their patron. In this sense, we have divided our dissertation in three chapters: in the first, we will present the life of Horace, the political dimension of his work and the importance of the rhetoric and the memory for the construction of his laudatory speech; in the second, we will show the rise of Augustus in the Roman political life and the gradual process of building his authority over the years, the amicitia and patronage relationships established with Maecenas and Augustus; in addition, the importance of recitatio and books for dissemination and circulation of his works among the readers and listeners; in our third chapter will present, in fact, the images of the Emperor Augustus in the poems of Horace, by analyzing the importance of the construction of the speech on its domus Augusta, the idea of rescue of the virtues of ancestors and, finally, the promise of a lasting peace and prosperity. For this purpose, we use the concepts of speech, memory, representation and power in the construction of the text. Thus, we will make a reading of the poems of Horace as a speech that maintains a close relationship with his political and social context, because he writes his verses on the idea that his work would be a monument that would bequeath to the future generations the memories of the Emperor and its deeds for Rome and the Romans.
Palavras-chave: Memória
Discurso
Horácio
Augusto
Poder
Memory
Speech
Horace
Augustus
Power
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de História - FH (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Historia (FH)
Citação: GOMES, E. M. C. O. Relações de patronato e Amicitia no principado romano: uma leitura das representações de Augusto na obra lírica de Horácio (século I A.C.). 2015. 187 f. Dissertação (Mestrado em Historia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5602
Data de defesa: 28-Ago-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em História (FH)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Erick Messias Costa Otto Gomes - 2015 - parte 1.pdf4,32 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons