Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5664
Tipo do documento: Tese
Título: Padrões metacomunitários de insetos aquáticos de riachos florestados da Amazônia
Título(s) alternativo(s): Metacommunity patterns of aquatic insects from Amazonian forested streams
Autor: Nogueira, Denis Silva
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/3143000575382414
Primeiro orientador: De Marco Júnior, Paulo
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/2767494720646648
Resumo: Ecossistemas aquáticos lóticos são altamente complexos interagindo com fatores atuando em diferentes escalas espaciais e temporais. Especialmente pequenos riachos florestados recebem a influência direta da vegetação circundante por meio da entrada de matéria orgânica a qual representa a base da cadeia alimentar nestes ecossistemas. Estudei os efeitos do corte manejado de madeira sobre as comunidades de insetos aquáticos de riachos, testando a hipótese de que as comunidades seriam afetadas por estes impactos. Apesar das métricas utilizadas capturarem apropriadamente os impactos, não houveram efeitos negativos sobre nenhum aspecto das comunidades estudadas. Entretanto, os resultados deste estudo não podem ser generalizados considerando que estudamos apenas uma parcela da diversidade dos riachos, especificamente as ordens Trichoptera, Plecoptera e Coleoptera. Além disso, a ausência de efeitos do manejo de baixo impacto é dependente do regime de exploração adotado em cada empreendimento. Outra característica predominante em qualquer ecossistema lótico é seu fluxo direcional da correnteza, que por conseguinte, afeta a distribuição dos substratos, habitats, e de recursos alimentares dentro dos riachos. Estudei os efeitos da velocidade do fluxo tomando-o como o principal preditor do efeito seletivo dos hábitats sobre os atributos das espécies. Minha hipótese foi corroborada, mostrando que riachos de águas mais correntes apresentam faunas com atributos morfológicos e ecológicos de maior resistência a correnteza. Fatores ambientais, como a preferência por habitats, limitação dispersiva e interações bióticas estão entre os principais mecanismos responsáveis pela estruturação de comunidades, e tem sido amplamente enfatizados no contexto da teoria de metacomunidades. Uma metacomunidade é definida como o conjunto de comunidades numa região que são interligadas pelo fluxo de indivíduos, o que enfatiza a importância das dinâmicas espacias estruturando a diversidade e composição de espécies em cada comunidade local e para a diversidade regional. Testei os efeitos de fatores ambientais, filtros espaciais e interações bióticas em insetos aquáticos de riachos florestados da Amazônia, especificamente padrões de segregação intraguildas, como um sinal de competição, e da predação entre guildas, assumindo explicitamente que a abundância e distribuição de predadores devem seguir a disponibilidade das presas consumidas. Meus resultados suportam a existência de efeitos de predação sobre a organização da metacomunidade, como evidenciado pela fração exclusiva da matriz de predadores sobre a comunidade de presas de diferentes guildas, além de suportar efeitos ambientais e limitação dispersiva em diferentes guildas tróficas. Os estudo desenvolvidos na presente tese ajudam a compreender mais claramente como os efeitos dos impactos do corte seletivo de madeira podem afetar comunidades de insetos aquáticos, auxiliam na compreensão de quais são as características dos hábitats selecionando atributos ecológicos e morfológicos de insetos aquáticos na Amazônia, e avançam nossa compreensão dos efeitos que as interações bióticas podem causar sobre a estruturação das metacomunidades de riachos.
Abstract: Lotic ecosystems are highly complex interacting with acting factors in different spatial and temporal scales. Small forested streams receive direct influence of the surrounding vegetation through the input of organic matter which is the base of the food chain in these ecosystems. I studied the effect of the reduced-impact selective logging on communities of aquatic insects streams to test the hypothesis that communities are affected by their impacts. Despite the metrics used appropriately capture the impact, there were no negative effects on insect communities. However, the results of this study may not be generalizable to other systems because we studied only a fraction of the diversity of Amazonian streams, specifically the insect orders Trichoptera, Plecoptera and Coleoptera. In addition, the absence of the low impact management effects is dependent on the operating system adopted in each enterprise. Another predominant feature in any lotic ecosystem is its directional flow, which consequently affects the distribution of substrates, habitats, and food resources within the streams. I studied the effects of water flow taking it as the main predictor of the selective effect of habitat on the attributes of insect taxa. My hypothesis was confirmed by showing that most rapid flowing streams in Amazon has faunas with morphological and ecological attributes of greater resistance to flow. Environmental factors such as the preference for habitats, dispersive limitation and biotic interactions are among the main mechanisms responsible for structuring communities, and has been widely emphasized in the context of metacommunity theory. A metacommunity is defined as the set of communities in a region which are interconnected by the flow of individuals, which emphasizes the spatial dynamics in structuring the diversity and composition of species in each local community. I tested the effects of environmental factors, spatial filters and biotic interactions in aquatic insects of forested streams of the Amazon, specifically the intraguild segregation and interguild predation effect. My results support the existence of predation effects on the organization of the metacommunity, as evidenced by the exclusive fraction of the predators matrix on prey assemblages of different guilds, and still withstand environmental effects and dispersive limitation in different trophic guilds. The study developed in this thesis help us understand more clearly the effects of the selective logging impacts on aquatic insect communities, assist in understanding about what are the characteristics of the stream habitats filter ecological and morphological attributes of aquatic insects in the Amazon, and advance our understanding of the effects that biotic interactions may have on the structuring streams metacommunities.
Palavras-chave: Amazônia
Ecologia de riachos
Metacomunidades
Insetos aquáticos
Seleção de habitats
Interações bióticas
Amazon
Stream ecology
Metacommunity
Aquatic insects
Habitat filters
Biotic interactions
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Ecologia e Evolução (ICB)
Citação: NOGUEIRA, D. S. Padrões metacomunitários de insetos aquáticos de riachos florestados da Amazônia. 2015. 165 f. Tese (Doutorado em Ecologia e Evolução) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5664
Data de defesa: 20-Mar-2015
Aparece nas coleções:Doutorado em Ecologia e Evolução (ICB)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Denis Silva Nogueira - 2015.pdf6,6 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons