Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5709
Tipo do documento: Dissertação
Título: Interpretação paleogeográfica de sítios arqueológicos em solos arenosos: o caso do sítio MT1 na bacia do médio rio Tocantins (TO)
Título(s) alternativo(s): Paleogeographical interpretation of archaeological sites in sandy soils: the case of MT1 site in the basin of the middle Tocantins river (TO)
Autor: Lima, Fernanda Rodrigues de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/2259596843813641
Primeiro orientador: Castro, Selma Simões de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/4460827622247417
Primeiro coorientador: Bueno, Lucas de Melo Reis
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/8685032805425734
Resumo: A partir da Geoarqueologia, disciplina que resulta da interface entre a Arqueologia e as Geociências, com ênfase na Geografia Física e Paleogeografia, bem como, nos processos de formação do registro arqueológico, esta pesquisa analisou fatores naturais que condicionaram a formação do sítio arqueológico Miracema do Tocantins 1 (MT1), atualmente sob domínio de Cerrado. O sítio, implantado sobre sedimentos arenosos na margem esquerda do médio curso do rio Tocantins, município de Miracema do Tocantins (TO), foi ocupado desde o Holoceno Inicial, há pouco mais de 10.000 anos AP, com intervalos de não ocupação. O presente estudo testou a ideia de que o substrato geológico do sítio era integrante de um suposto campo de paleodunas Quaternárias na região, atualmente descaracterizado pela cobertura de Cerrado e de solos que nele se desenvolveram. O estudo iniciou-se pela caracterização geoambiental da área, com ênfase na compilação e adaptação das informações sobre a geologia, pedologia e geomorfologia, seguido do levantamento de dados em campo, que incluiu a observação da paisagem, a exposição e descrição do substrato geopedológico, a coleta de material para análises físicas, pedoestratigráficas e geocronológicas, além da observação de estruturas sedimentares visando identificar o substrato do sítio e os processos pós-deposicionais relacionado à pedogênese. Os estudos e as análises dos materiais geopedológico indicaram que o substrato rochoso é de natureza petrográfica sedimentar datado do Carbonífero Inferior, associada à sedimentação em ambiente úmido, de fácies marinha e fluvial, com ausência de estratificações cruzadas típicas de dunas eólicas; e que o material pedológico arenoso apresenta homogeneidade textural com domínio da fração areia média, é mal selecionado, com grãos subarredondados, subangulosos de alta esfericidade, mas de padrão assimetricamente positivo. A morfologia e constituição do solo exibiram processo pedogenético progressivo sem discordância litológica ou erosiva, com grãos expostos à radiação solar há cerca de 9.100 anos AP e 4.870 anos AP, segundo a datação LOE realizada. Concluiu-se que, o material arenoso do solo do sítio é proveniente da alteração do material de rochas herdadas das formacões Carboníferas, dando origem ao Neossolo Quartzarênico, o qual foi retrabalhado no Holoceno por deslocamento gravitacional (coluvionamento) e processo eólico de baixa energia (não formou dunas), soterrando as camadas de ocupação arqueológica datadas de 10.530 anos AP e 5.980 anos AP.
Abstract: From Geoarchaeology, discipline that results from the interface between Archaeology and Geosciences, with an emphasis on Physical Geography and Paleogeography, as well as the formation process of archaeological record, this research analyzed the natural factors that conditioned archaeological site formation of Miracema do Tocantins 1 (MT1), currently, under Cerrado domain. The site, seated on sandy sediments on the left bank, of the middle course of Tocantins river, Miracema do Tocantins (TO), has been occupied since the beginning of the Holocene, just over 10.000 years BP, with intervals of no occupation. This study tested the idea that, the geological substrate of the site was a member of a supposed Quaternary paleodunes field in the region, now mischaracterized by Cerrado coverage and soil that it developed. The study started by the environmental characterization of the area, with emphasis on compilation and adaptation of geology, pedology and geomorphology information, followed by data collection in the field, which included the observation of the landscape, the exposure and description of geopedological substrate, collecting material for physical, pedostratigraphics and geochronological analysis, and the observation of the sedimentary structures, to identify the site substrate and post-depositional processes related to pedogenesis. The studies and analysis of pedologic materials indicated that the bedrock’s natures is sedimentary petrographic, dated from the Lower Carboniferous, associated with a wet environment sedimentation, of marine and fluvial facies; with absence of cross stratification, typical of wind dunes; and the sandy pedologic material exhibits textural homogeneity with medium sand fraction domain, is poorly sorted, of subrounded grains, subangular and high sphericity, but asymmetrically positive pattern. The soil morphology and composition exhibited progressive pedogenetic process without lithological or erosive discordance, with grains exposed to solar radiation at about 9.100 years and 4.870 years BP, according to OSL dating. In conclusion, the sandy material of the soil site comes from the change of the source material from rocks inherited from Carboniferous formation, giving rise to Quartzarenic Neosol, which was reworked during the Holocene by gravity displacement (colluvial deposition) and low-power wind process (not formed dunes), covering the layers of archaeological occupation dated from 10.530 years BP and 5.980 years BP.
Palavras-chave: Geoarqueologia
Paleogeografia
Processos geoambientais
Paleodunas
Geoarchaeology
Paleogeography
Geo-environmental processes
Paleodunes
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA)
Citação: LIMA, F. R. Interpretação paleogeográfica de sítios arqueológicos em solos arenosos: o caso do sítio MT1 na bacia do médio rio Tocantins (TO). 2015. 179 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5709
Data de defesa: 20-Nov-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia (IESA)



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons