Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5848
Tipo do documento: Tese
Título: Estresse oxidativo em bovinos confinados alimentados com feno de Brachiaria e suplementados com antioxidantes
Título(s) alternativo(s): Oxidative stress in confined fed cattle with Brachiaria hay and supplemented with antioxidants
Autor: Cunha, Roberta Dias da Silva
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/1621252370961243
Primeiro orientador: Fioravanti, Maria Clorinda Soares
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8772502020076257
Primeiro coorientador: Araújo, Eugênio Gonçalves de
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/3919777570059928
Segundo Coorientador: Costa, Marcos Fernando Oliveira e
Currículo Lattes do segundo coorientador: http://lattes.cnpq.br/9680699222245462
Primeiro membro da banca: Fioravanti, Maria Clorinda Soares
Segundo membro da banca: Oliveira Filho, José Paes de
Terceiro membro da banca: Lima, Flávia Gontijo de
Quarto membro da banca: Moura, Maria Ivete
Resumo: O estresse oxidativo está relacionado ao desenvolvimento de diferentes processos patológicos. Intervenções que diminuem a geração ou os efeitos dos radicais livres têm apresentado resultados controversos em modelos animais. Neste estudo, avaliou-se os efeitos da suplementação com diferentes antioxidantes, por meio de avaliação de biomarcadores de estresse oxidativo em eritrócitos (substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico, superóxido dismutase, glutationa total, glutationa peroxidase e catalase), em hepatócitos (malondialdeído) e de exames laboratoriais e histológicos. Foram avaliados 40 bovinos da raça Nelore, distribuídos em cinco grupos, o controle sem suplementação, três grupos suplementados individualmente com vitamina E, selênio e, zinco e um grupo suplementado com a associação de selênio e vitamina E. Durante o período de 105 dias de confinamento experimental, os bovinos foram alimentados com volumoso (feno de braquiária) e concentrado (ração), na proporção de 70:30. A avaliação dos biomarcadores de estresse oxidativo nos eritrócitos não indicou presença de lipoperoxidação nos eritrócitos. Na avaliação de estresse oxidativo em fragmentos hepáticos, a suplementação com o antioxidante selênio associado à vitamina E reduziu as alterações histopatológicas (número de macrófagos espumosos) no parênquima hepático e a lipoperoxidação tecidual. No período do confinamento, os bovinos não desenvolveram alterações hepáticas clínicas e laboratoriais, apresentando atividade sérica de gama glutamiltransferase e aspartato aminotrasferase dentro dos valores de normalidade. Houve correlação positiva entre a concentração do biomarcador malondialdeído e a quantidade de macrófagos espumosos. Em conclusão, bovinos confinados ingerindo feno de Brachiaria sp apresentam lipoperoxidação de hepatócitos e a associação dos antioxidantes selênio e vitamina E reduz os efeitos do estresse oxidativo.
Abstract: Oxidative stress is related to the development of different pathological processes. Interventions that reduce the generation or the effects of free radicals have shown controversial results in animal models. In this study, we evaluated the effects of supplementation with different antioxidants through assessment of oxidative stress biomarkers in erythrocytes (thiobarbituric acid reactive substances, superoxide dismutase, glutathione full, glutathione peroxidase and catalase) in hepatocytes (malondialdehyde), clinical laboratory tests and histological exam. 40 Nelore bovines were sorted into five groups, as follows: one control without supplementation, three groups individually supplemented with vitamin E, selenium and zinc and one group supplemented with the combination of selenium and vitamin E. For 105 days, all animals were fed roughage (brachiaria hay) and concentrate (feed) in a 70:30 ratio. The Biomarkers of oxidative stress evaluation in erythrocytes did not indicate the presence of lipid peroxidation. In the liver, supplementation with antioxidant selenium and vitamin E reduced the number of foamy macrophages in the parenchyma, as well as tissue lipid peroxidation. The animals did not develop clinical liver abnormalities throughout the experimental period, since aspartate aminotransferase and gamma glutamyltransferase serum activity remained within normal range. There was positive correlation between the concentration of the biomarker malondialdehyde and foamy macrophages. In conclusion, feedlot cattle ingesting Brachiaria sp present lipid peroxidation in hepatocytes and the combination of the antioxidants selenium and vitamin E reduces the effects of oxidative stress.
Palavras-chave: Enzimas antioxidantes
Lipoperoxidação
Ruminantes e suplementação
Antioxidant enzymes
Lipid peroxidation
Ruminants and supplementation
Área(s) do CNPq: CLINICA E CIRURGIA ANIMAL::CLINICA CIRURGICA ANIMAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciência Animal (EVZ)
Citação: SILVA, R. D. Estresse oxidativo em bovinos confinados alimentados com feno de Brachiaria e suplementados com antioxidantes. 2014. 68 f. Tese (Doutorado em Ciência Animal) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5848
Data de defesa: 1-Nov-2014
Aparece nas coleções:Doutorado em Ciência Animal (EVZ)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Roberta Dias da Silva - 2014.pdf1,79 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons