Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5890
Tipo do documento: Dissertação
Título: A representação feminina em Mulher Pantera e Mulher Maravilha
Título(s) alternativo(s): The representation of women in Miss Fury and Wonder Woman
Autor: Cunha, Jaqueline dos Santos
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0729971382929136
Primeiro orientador: Silva, Alexander Meireles da
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8325920517508979
Primeiro membro da banca: Silva, Alexander Meireles da
Segundo membro da banca: Martinez, Fabiana Jordão
Terceiro membro da banca: Borges, Luciana
Resumo: Desde a década de 1940 tem se debatido acerca do impacto das histórias em quadrinhos na sociedade. No entanto, foi somente a partir da década de 1970, com o crescente interesse de pesquisadores acadêmicos, que elas passaram a ser analisadas como uma manifestação artística que pode informar, criticar, manter e/ou subverter a norma. Na tentativa de contribuir com essa discussão, esta dissertação investiga numa perspectiva comparada em que medida as produções quadrinísticas Mulher Pantera de Tarpé Mills e Mulher Maravilha de William Moutan Marston, ambas super-heroínas debutadas no ano de 1941, subvertem os modelos de representação da feminilidade na década de 1940. Tarpé Mills (1912-1988), por meio de um texto que delineia o perfil de uma personagem independente e de uma ilustração que coaduna com o estilo de arte que alinha a mulher aos estereótipos de beleza e sensualidade difundidos à época, constrói uma super-heroína e personagens secundárias marcadas pelas ideias de ruptura e continuidade com os discursos patriarcais. Por sua vez, William Moutan Marston (1893-1947) criou, no âmbito do texto, uma super-heroína feminista que serviria como novo modelo as mulheres, mas a exemplo de Mulher Pantera a ilustração seguia em afinidade com a ideia de promoção do prazer visual do corpo feminino para os personagens e para os leitores, especialmente para leitores homens e heterossexuais. Assim, especificamente, o propósito é analisar as representações femininas e perceber as rupturas com o discurso patriarcal no interior das contraditórias narrativas. Para desenvolver a pesquisa a que me propus, lancei mãos dos estudos sobre mulher (BEAUVOIR, 1949; WOLF, 2002) e dos estudos sobre histórias em quadrinhos (MCCLOUD, 1995, 2006; WOLK, 2007).
Abstract: Since around 1940s it has been debated about the impact of comic books in society. However, it was from no earlier than the 1970s, with the growing interest of scholars, they have come to be regarded as an artistic expression that can inform, criticize, maintain and/or subvert the norm. In an attempt to contribute to this discussion, this master dissertation investigates in a comparative perspective to what extent the comic books Miss Fury by Tarpé Mills and Wonder Woman by William Moultan Marston, both superheroine debuted in 1941, subvert the representation of the models of femininity in the 1940s. Tarpé Mills (1912-1988), throughout the Miss Fury, outlines an independent character, within the text, and an illustration that is coherent with the style of art that aligns the woman stereotypes of beauty and sensuality widespread at the time; she creates a super heroine and secondary characters marked by ruptures and continuity with the patriarchal discourses. In turn, William Moultan Marston (1893-1947) created within the text, a feminist superhero who would work as a new model of women, but like Miss Fury the illustration of Wonder Woman followed in affinity with the idea of promoting visual pleasure of the female body to the characters and readers, especially heterosexual readers. Thus, specifically, this dissertation analyzes the female representations and the ruptures with patriarchal discourse within the contradictory narratives. In order to accomplish my research goals, I have used the theories used in Women’s Studies (BEAUVOIR, 1949; WOLF, 2002) and in Comics Studies (MCCLOUD, 1995, 2006; WOLK, 2007).
Palavras-chave: Super-heroínas
Representações femininas
Discurso patriarcal
Superheroines
Women representation
Patriarchal discourse
Área(s) do CNPq: LETRAS::LINGUA PORTUGUESA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Regional de Catalão (RC)
Programa: Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem (RC)
Citação: CUNHA, Jaqueline dos Santos. A representação feminina em Mulher Pantera e Mulher Maravilha. 2016. 151 f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Universidade Federal de Goiás, Catalão, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5890
Data de defesa: 23-Abr-2016
Aparece nas coleções:Mestrado em Estudos da Linguagem (RC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Jaqueline dos Santos Cunha - 2016.pdf8,62 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons