Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5982
Tipo do documento: Tese
Título: O sagrado em Sophia de Mello Breyner Andresen e Dora Ferreira da Silva
Título(s) alternativo(s): The sacred in Sophia de Mello Breyner Andresen and Dora Ferreira da Silva
Autor: Coelho, Kamilla Kristina Sousa França
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/4950063739874889
Primeiro orientador: Turchi, Maria Zaira
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1028003493670371
Primeiro membro da banca: Turchi, Maria Zaira
Segundo membro da banca: Souza, Enivalda Nunes Freitas e
Terceiro membro da banca: Carrijo, Susana
Quarto membro da banca: Regino, Sueli Maria de
Quinto membro da banca: Camargo, Goiandira de Fátima Ortiz de
Resumo: Esta tese tem por objetivo o estudo das manifestações do sagrado na poesia de Dora Ferreira da Silva e Sophia de Mello Breyner Andresen. Selecionamos escritos de toda a obra poética das duas poetas estudadas, e nos valemos também da análise de contos e histórias infantis de Sophia e entrevistas, traduções e estudos de Dora, textos que contribuíram para aprofundar o tema proposto. Carl Gustav Jung, Gaston Bachelard, Mircea Eliade e Gilbert Durand foram alguns estudiosos da teoria do imaginário em que nos embasamos para interpretar a presença do sagrado nos versos das poetas, além de Joseph Campbell e seus estudos sobre a viagem e o peregrino que empreende essa jornada. Outros pesquisadores das obras das poetas e estudiosos de hermenêutica simbólica também colaboraram na composição deste estudo. O início do percurso rumo ao sagrado se dá quando os sujeitos líricos em Dora e em Sophia observam o mundo degradado, caótico e dessacralizado em que vivem e constatam o quanto os homens se afastaram da verdadeira essência das coisas, da pureza, da verdade, do antigo e do eterno. Analisamos o arquétipo da viagem, pois o herói, o peregrino, deixa o seu ambiente natal para uma aventura em busca de si-mesmo, do autoconhecimento, do Outro, do sagrado. Esse está na natureza, nas árvores, nos jardins, nos lagos, nos rios, nos mares, nos animais, nos bosques mais secretos, nas noites mais puras. Ao olhar tudo isso pela primeira vez, o sujeito lírico, nos poemas de Dora e Sophia, busca a essência verdadeira e a pureza de cada ambiente. E ambas empenham um retorno rumo ao Deus uno e soberano. E este, acreditamos, ser o estágio final do percurso iniciático. Ali, nesse lugar de unidade plena, só conseguem entrar os que se conhecem – sabendo de suas limitações e falhas humanas – e os que valorizam e possuem uma aceitação plena do sagrado. Este seria o estágio para o qual, aparentemente, ambas não se sentem prontas. Os sujeitos líricos, na poesia de Dora e de Sophia, embora não visualizem em perfeição Deus, entendem claramente que é para ali que devem caminhar, que chegar ali seria a plenitude, a completude e a vida.
Abstract: This thesis aims to study the manifestations of the sacred in poetry of Dora Ferreira da Silva and Sophia de Mello Breyner Andresen. We select writings from all the poetic work of the two poets studied, we analyze also tales and children’s narratives by Sophia and interviews, translations and research of Dora, texts that help to understand the subject proposed. Carl Gustav Jung, Gaston Bachelard, Mircea Eliade and Gilbert Durand were some experts of Theory of the Imaginary that we use to understand the presence of sacred in the verses of poets, as well as Joseph Campbell and his studies about the journey and the pilgrim who embarks on this journey. Other academics that research the poetic works of the poets and symbolic hermeneutics scholars also contributed to the composition of this study. The beginning of the journey towards the sacred is when the lyrical subject in Dora and Sophia observe the degraded, chaotic and desecrated world in which they live and they realize how much people have gotten away from the true essence of things, from the purity, from the truth, from the ancient and from the eternal. We analyze the archetype of the trip, because the hero, the pilgrim, leaves his home environment for an adventure in search of self, of self-knowledge, of the Other, of the sacred. This is in the nature, in trees, in gardens, in lakes, in rivers, in seas, in animals, in the most secret woods, in the purest nights. When they look all this for the first time, the lyrical subject in the poems by Dora and Sophia seeks the true essence and purity of each place. And both strive to make a return to the one and sovereign God. And this, we believe, is the final stage of the journey of initiation. There, in that place of full unity, only would enter those who know your selves - and who know their limitations and their human error -, and those who value and have a full acceptance of the sacred. This would be the stage for which, apparently, the lyrical subjects don’t feel ready. They don’t see perfectly God, but they clearly understand that is for there that they must go, because arrive there would be the fullness, the completeness and the life.
Palavras-chave: Poesia
Teoria do Imaginário
Sagrado
Dora Ferreira da Silva
Sophia de Mello Breyner Andresen
Poetry
Theory of Imaginary
Sacred
Área(s) do CNPq: LETRAS::OUTRAS LITERATURAS VERNACULAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: COELHO, Kamilla Kristina Sousa França. O sagrado em Sophia de Mello Breyner Andresen e Dora Ferreira da Silva. 2015. 246 f. Tese (Doutorado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5982
Data de defesa: 16-Mar-2015
Aparece nas coleções:Doutorado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Kamilla Kristina Sousa França Coelho - 2015.pdf2,3 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons