Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6047
Tipo do documento: Dissertação
Título: Cuidado pré-natal e puerperal na rede atenção básica à saúde do estado de Goiás
Título(s) alternativo(s): Prenatal and puerperal care in the network of primary health care in the state of Goiás
Autor: Fernandes , Bruna de Castro
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/4284367616231722
Primeiro orientador: Almeida, Nilza Alves Marques
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/2486258562480055
Primeiro coorientador: Souza, Marta Rovery de
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/1155042579123151
Primeiro membro da banca: Almeida, Nilza Alves Marques
Segundo membro da banca: Souza, Marta Rovery de
Terceiro membro da banca: Martins, Cleusa Alves
Resumo: Introdução: Para superar os desafios que interferem na qualidade dos serviços oferecidos pela Atenção Básica, o Ministério da Saúde propõe diversas iniciativas com foco na qualificação, entre elas está o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica - PMAQ-AB. Ao relacionar a efetividade e a qualidade da assistência pré-natal e puerperal com a taxa de mortalidade materna acima da meta global e ampliação na cobertura do acompanhamento pré-natal, ao parto e puerpério, observa-se que as ações desenvolvidas nessas áreas de atenção ainda constituem desafio para as políticas de saúde da mulher. Objetivo geral: analisar as ações e serviços da Atenção Básica como rede ordenadora do cuidado pré-natal e puerperal no estado de Goiás. Metodologia: trata-se de um estudo transversal, multicêntrico, vinculado ao segundo ciclo de avaliação do PMAQ-AB para o estado de Goiás. Foi realizado um recorte de variáveis do banco de dados nacional, relacionadas às características sociodemográficas das usuárias dos serviços, à assistência pré-natal, ao acolhimento à gestante e à assistência puerperal, atendendo aos indicadores pactuados pelas equipes de atenção básica e gestores municipais para a área estratégica de saúde da mulher. A análise foi feita por regiões de saúde. Resultados: a pesquisa abrangeu 975 serviços da Atenção Básica, com 1180 equipes de saúde e 884 usuárias. A maioria dos serviços são Unidades Básicas de Saúde (842; 86,4%) e a maioria das equipes de saúde ofertam atenção pré-natal (1143; 96,9%) e de puerpério (1059; 89,7%). Quanto a existência dos materiais impressos utilizados na atenção pré-natal, verificou-se que a maioria das unidades de saúde, de todas as regiões, disponibiliza sempre a caderneta da gestante. A maior disponibilidade foi identificada na região Nordeste I (100%) e a menor na Estrada de Ferro (73,3%). Houve o predomínio de oferta regular de vacina nos serviços de saúde na AB, nas regiões Serra da Mesa e Sudoeste II a oferta acontece em todos os serviços de saúde participantes do estudo (100%), a menor oferta está na região Sudoeste I (58,9%). Das mulheres participantes, 637 (72,1%) realizaram consulta de pré-natal na última gestação e, em quase todas as regiões de saúde, houve predomínio de seis ou mais consultas. Os procedimentos mais realizados foram verificação da altura uterina (570; 89,5%) e aferição da pressão arterial (96,9%). Exame da boca e das mamas foi referido por 252 (39,6%) participantes. O procedimento menos realizado foi a coleta de exame preventivo de câncer de colo de útero (162; 25,4%). Participaram de grupo e/ou atividade educativa durante o pré-natal apenas 221 (34,7%) das mulheres. Do total de mulheres com filhos menores de dois anos (n=884), 316 (35,7%) realizaram consulta de revisão de parto (consulta de puerpério). Conclusões: os serviços de Atenção Básica ao pré-natal e puerpério das regiões de saúde do Estado de Goiás apresentaram, em sua maioria, adequada infraestrutura quanto aos recursos de gestão da informação, imunobiológicos e apoio laboratorial, com exceção dos testes rápidos. Houve uniformidade das ações e serviços que envolvem o cuidado pré-natal e puerperal, na maioria das regiões, sendo o acesso um dos fatores favoráveis à sua utilização. As lacunas em destaque foram a participação das mulheres em atividades educativas durante o pré-natal e a realização de consulta puerperal.
Abstract: Introduction: to overcome the challenges that affect the quality of services offered by Primary Care, the Ministry of Health proposes several initiatives focused on training, among them is the National Programme for Improving Access and Quality of Primary Care - PMAQ-AB. By relating the effectiveness and quality of prenatal and postpartum care to the maternal mortality rate above the overall target and expanding the coverage of prenatal care, delivery and postpartum care, it is observed that the actions taken in those areas of attention still constitute a challenge for health policies for women. Objective: this study aimed to analyze the actions and services of primary care as ordering network of prenatal care and puerperal in the state of Goias. Methodology: This is a cross-sectional, multicenter study, linked to the second evaluation cycle PMAQ-AB to the state of Goias. This was a clipping national database variables related to sociodemographic characteristics of users of services, prenatal care natal to welcoming to pregnant and postpartum care, given the indicators agreed by primary care teams and municipal managers to the strategic area of women's health. The analysis was done by micro health. Results: the survey covered 975 services of Primary Care, with 1180 health teams and 884 users. Most services are Basic Health Units (842; 86.4%) and most health teams proffer prenatal care (1143: 96.9%) and puerperal (1059: 89.7%). As for existence of printed material used in prenatal care, it was found that most health facilities in all the regions, always available to book the pregnant woman. The increased availability has been identified in the micro Northeast I (100%) and the lowest on the Railroad (73.3%). There was the regular supply of prevalence of vaccine in health services in AB, in the regions Serra da Mesa and West II supply happens in all study participants health services (100%), the lowest bid is in the micro Southwest I (58 , 9%). Of female participants, 637 (72.1%) received prenatal consultation in the last pregnancy, and almost all health micro predominated six or more visits. The most common procedures were checking the uterine height (570; 89.5%), and measurement of blood pressure (96.9%). Examination of the mouth and breasts was reported by 252 (39.6%) participants. The procedure was performed less collection preventive screening of cervical cancer (162; 25.4%). group participated and / or educational activities during prenatal only 221 (34.7%) of women. Of the women with children under two years (n = 884), 316 (35.7%) underwent childbirth review consultation (puerperal consultation). Conclusions: care services Basic prenatal and postpartum health of micro-regions of the State of Goiás presented, in most cases, adequate infrastructure as the information management resources, biopharmaceuticals and laboratory support, with the exception of rapid tests. There was uniformity of actions and services that involve prenatal care and postpartum, most of the micro-regions, and access one of the factors favorable to their use. The gaps were highlighted in the participation of women in educational activities during prenatal and conducting puerperal consultation.
Palavras-chave: Cuidado pré-natal
Cuidado puerperal
Atenção bsica à saúde
Prenatal care
Puerperal care
Primary health
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Pró-Reitoria de Pós-graduação (PRPG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PRPG)
Citação: FERNANDES, B. C. Cuidado pré-natal e puerperal na rede atenção básica à saúde do estado de Goiás. 2016. 118 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6047
Data de defesa: 31-Mar-2016
Aparece nas coleções:Mestrado Profissional em Saúde Coletiva (PRPG)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Bruna de Castro Fernandes - 2016.pdf2,16 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons