Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6078
Tipo do documento: Dissertação
Título: Ácido guanidinoacético para leitões
Título(s) alternativo(s): Guanidinoacetic acid piglets
Autor: Teixeira, Karla Andrade
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/2156894812263058
Primeiro orientador: Mascarenhas, Alessandra Gimenez
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9082632592936909
Primeiro coorientador: Mello, Heloisa Helena de Carvalho
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/5510965166352073
Segundo Coorientador: Arnhold, Emmanuel
Currículo Lattes do segundo coorientador: http://lattes.cnpq.br/7156945506134934
Primeiro membro da banca: Mascarenhas, Alessandra Gimenez
Segundo membro da banca: Carvalho, Thony de Assis
Terceiro membro da banca: Campos, Melissa Selaysin Di
Resumo: Na busca por um melhor desempenho dos animais, vem se testando novas substâncias e novos produtos a serem utilizados como aditivos nas rações. A creatina e seus precursores são exemplos destes compostos utilizados para melhora da produtividade dos animais. O ácido guanidinoacético é um precursor natural da creatina que tem sido estudado no intuito de verificar seus efeitos sobre o desempenho do animal. Foi realizado um experimento com o objetivo de verificar se a suplementação de ácido guanidinoacético nas rações pré-iniciais de leitões poderia ajudar a poupar a arginina utilizada para a síntese de creatina, podendo ser desviada para síntese proteica, crescimento e desenvolvimento do animal. Foram utilizados 90 leitões machos castrados, desmamados aos 21 dias de idade. Os animais foram distribuídos em delineamento em blocos casualizados com base no peso inicial dos animais, com cinco tratamentos (0; 0,05; 0,10, 0,15 e 0,20% de inclusão do ácido guanidinoacético), seis repetições e três animais por unidade experimental. As rações experimentais e água foram fornecidas à vontade nas fases pré-inicial I (21 a 32 dias de idade) e pré-inicial II (33 a 42 dias de idade), e na fase inicial (43 a 63 dias de idade). Aos 42 e aos 63 dias de idade foi coletado sangue de um animal por unidade experimental para análise de creatinina e creatina quinase. Foram analisadas ganho de peso diário, consumo de ração diário e conversão alimentar nas fases pré-inicial (21-42 dias), inicial (43-63 dias) e no período total do experimento (21-63 dias). Todas as variáveis foram submetidas à análise de variância e à análise de regressão. Foi adotado α = 0,05 e considerado tendência α entre 0,05 e 0,10. Na fase pré-inicial (21-42 dias), ocorreu tendência para o parâmetro de ganho de peso diário (P= 0,069), porem consumo de ração diário e conversão alimentar não foram influenciados significativamente pela adição de diferentes níveis de ácido guanidinoacético na dieta. Já para as variáveis sanguíneas, os níveis de creatinina tanto aos 42 quanto aos 63 dias não foram influenciados significativamente. Para os níveis de creatina quinase aos 42 dias houve tendência (P=0,077), mas aos 63 dias houve influencia significativa. Na fase inicial (43-63 dias) e período total do experimento (21-63 dias), não foram observados efeitos significativos da inclusão de ácido guanidinoacético, tanto para as variáveis de desempenho quanto para creatinina e creatina quinase.
Abstract: In the search for improved animal performance, has been testing new substances and new products to be used as additives in feed. Creatine and their precursors are examples of such compounds used for improvement of animal productivity. The guanidinoacetic acid is a natural precursor of creatine that has been studied in order to verify their effects on animal performance. With the objective of verify whether supplementation of guanidinoacetic acid in diets could help save the arginine used for the synthesis of creatine, which can be diverted to protein synthesis, growth and development of the animal. 90 piglets weaned at 21 days of age were used. The animals were distributed in a randomized block design based on the initial weight of the animals, with five treatments (0.00, 0.05, 0.10, 0.15 and 0.20% of inclusion of guanidinoacetic acid) six replicates and three animals per experimental unit. The experimental diets and water were fed ad libitum in the pre-initial I phase (21 -32 days old) and pre-initial II (33-42 days old), and the initial phase (43-63 days old). At 42 and 63 days old blood was collected from an animal for experimental unit to analyze creatinine and creatine kinase. They were analyzed daily weight gain, daily feed intake and feed conversion in phases pre-initial (21-42 days old), initial (43-63 days old) and the total duration of the experiment (21-63 days old). All variables were subjected to analysis of variance and regression analysis. It was adopted α = 0.05 and considered trend between α 0,05 and 0,10. In the pre-initial phase (21-42 days), there was a tendency to parameter gain weight daily (P= 0,069), however daily feed intake and feed conversion were not affected significantly by the addition of different levels of guanidinoacetic acid in the diet. As for the blood variables, creatinine levels both at 42 as at 63 days were not significantly affected. For creatine kinase levels at 42 days there was a tendency (P = 0.077), but after 63 days there were significant influences. In the initial phase (43-63 days) and total experimental period (21-63 days) were no significant effects of the inclusion of guanidinoacetic acid, both for performance variables as for creatinine and creatine kinase.
Palavras-chave: Arginina
Creatina
Desempenho
Suínos
Suplementação
Arginine
Creatine
Performance
Pigs
Supplementation
Área(s) do CNPq: ZOOTECNIA::PRODUCAO ANIMAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Zootecnia (EVZ)
Citação: TEIXEIRA, K. A. Ácido guanidinoacético para leitões. 2016. 46 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6078
Data de defesa: 15-Mar-2016
Aparece nas coleções:Mestrado em Zootecnia (EVZ)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Karla Andrade Teixeira - 2016.pdf996,44 kBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons