Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6155
Tipo do documento: Dissertação
Título: A redação como ferramenta de avaliação e de seleção dos sujeitos no mercado de trabalho: outro olhar ao profissional da linguagem
Título(s) alternativo(s): The writing as a device for evaluation and selection of subjects in the labour market: another look at the professional language
Autor: Araújo, Luciana Kuchenbecker
Currículo Lattes do Autor: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4318212Z3
Primeiro orientador: Sousa Filho, Sinval Martins de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4707600H7
Primeiro membro da banca: Sousa Filho, Sinval Maratins
Segundo membro da banca: Rezende, Tânia Ferreira
Terceiro membro da banca: Freitag, Maria Salete Batista
Quarto membro da banca: Quintela, Antón Corbacho
Quinto membro da banca: Cândido, Glaucia VIeira
Resumo: Esta pesquisa tem o objetivo de investigar como duas grandes empresas de Goiânia, Goiás, utilizam a prova de Redação como ferramenta para avaliação dos candidatos durante seus processos seletivos admissionais; a partir da observação e da descrição das práticas de avaliação dos profissionais da área de Recursos Humanos (RH), visa compreender as concepções sujeito, língua, linguagem e texto e também encontrar respostas aos seguintes questionamentos: i) Os estudos sobre a filosofia da linguagem, sobretudo do campo Linguística da Enunciação (LE) – que se configuram como eixo de avaliação de candidatos ao ingresso nas Instituições Federais de Ensino Superior – conseguem dialogar, influenciar e contribuir com outros campos das Ciências Humanas que também visam analisar o perfil e algumas competências dos sujeitos a partir de sua relação com a língua? ii) Ao conceberem a relação entre os sujeitos e a língua como critério de seleção e admissão de novos colaboradores, quais bases conceituais sobre avaliação de competências por meio da língua escrita os profissionais de RH estão compartilhando? iii) Além da área de Recrutamento e Seleção (RS), há espaço de atuação para o profissional da linguagem nos departamentos de RH e em outras áreas das empresas? Os pressupostos da LE, à luz dos estudos de Bakhtin (2003; 2006), e as contribuições da Teoria das Relações Humanas, a partir das obras de Chiavenato (2004; 2009), configuram-se como eixo teórico-metodológico para a investigação das relações que se estabelecem entre os sujeitos, a língua, a linguagem e o texto nas esferas escolar e do trabalho, respectivamente. A pesquisa foi desenvolvida a partir do paradigma qualitativo e dividida em três fases, as quais são organizadas em dez etapas. Na primeira fase, foi aplicada a metodologia etnográfica descritiva; na segunda fase, foi realizada uma pesquisa-ação cooperativa, e, na terceira fase, a interpretação dos dados gerados nas duas fases anteriores. Os resultados das investigações empreendidas sugerem que, apesar de as empresas convergirem à concepção da LE, ao considerarem relevante avaliar as relações entre os sujeitos e a língua(gem) e de elevarem o texto como objeto de análise e ponto de partida para conhecer o homem social e sua linguagem, as bases conceituais compartilhadas pelos profissionais de RH e materializadas nas atividades avaliativas são diversas e nem sempre harmônicas entre si. Os resultados apontam, ainda, que as contribuições dos profissionais da linguagem, graduados nos cursos de Letras, além das práticas docentes e de pesquisa, são de grande relevância ao departamento de RH e às diversas áreas do universo organizacional que demandem habilidades e competências no manejo das linguagens.
Abstract: The objective of this research is to investigate how two big companies from Goiânia-GO use the Composition Evaluation as a tool to evaluate the candidates during the selective admission processes; according to the observation and the evaluation practices of the Professional in the Human Resources area (HR),it aims to understand the conceptions of individual, language and text, also to find answers to the following questionings: i) the studies about language philosophy, especially in the Statement Linguistics Field (SL) – what is configured as the Candidates evaluation axis to enter the Federal Higher Education Institutions – are they able to dialogue, influence and contribute with other Human Sciences fields which also aim to anlyze the profile and some competencies of the individuals from their relationship to language.? ii) As they conceive the relationship between the individuals and the language as a cryterios to selection and admission of new coworkers, which conceptual bases about competency evaluation through written language are the HR Professional sharing? iii) besides the Recruitment and Selection (RS), is there an actuation for language Professional in the HR departments and in other fields of the companies? The SL suppositions, according to to Bakhtin’s studies (2003; 2006), and the contributions of Human Relationship Theory, based on Chiavenato’s works (2004; 2009), configure as theoretical methodological axis for the investigation of the relationships which are stablished respectively between the individual, the language and the text school and work spheres. The research was developed from the qualitative pradigm and divided in three phases, which are organized in ten stages. The first phase, the descriptive and ethnographic methodology was applied; in the second phase, a cooperative Action-Research was performed. and, in the third phase, the interpretation of the data generated from the two previous phases. The results of the investigations that were taken suggest that, though the companies convertge to SL conception, as they considere relevant to evaluate the relationship between individuas and language and raise the text as object of analysis and starting point to know the social man and his language, the conceptual bases shared by HR professionals and materialized in evaluative activities are several and not always harmonious among themselves. The results still point out that language professionals’ contributions, graduated from Faculty of Arts, besides the teaching practices and research, are greatly relevant to the HR department and to several areas of the organizational universe which demands habilities and competencies on the management of languages
Palavras-chave: Redação
Linguagem
Avaliação
Seleção
Recursos humanos
Composition
Language
Evaluation
Selection
Human resources
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: KUCHENBECKER, Luciana Araújo. A redação como ferramenta de avaliação e de seleção dos sujeitos no mercado de trabalho: outro olhar ao profissional da linguagem. 2016. 164 f. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6155
Data de defesa: 22-Jul-2016
Aparece nas coleções:Mestrado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Luciana Kuchenbecker Araújo - 2016.pdf9,65 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons