Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6248
Tipo do documento: Dissertação
Título: Educação e barbárie - a escola e os direitos humanos no enfrentamento à intolerância
Título(s) alternativo(s): Education and barbarism - the school and human rights against the intolerance
Autor: Moraes, Larissa Messias
Currículo Lattes do Autor: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4409984J6
Primeiro orientador: Oliveira, Dijaci David de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4795032E8
Primeiro membro da banca: Oliveira, Dijaci David de
Segundo membro da banca: Gonçalves, Eliane
Terceiro membro da banca: Lima, Angelita Pereira de
Resumo: A figura do bárbaro remonta a tempos longínquos no imaginário do ocidente, desde os primórdios da ascensão grega. Consecutivamente, a ideia de barbárie, ao longo dos séculos e até os dias de hoje, figura em meio ao linguajar social, sendo atribuída com diferentes significados em cada acontecimento e contexto. Reconhecendo a multiplicidade de análises teóricas possíveis, optamos por nos focarmos na barbárie enquanto mecanismos de negação do outro, como a indiferença e a intolerância, e que eclodem em atos de discriminação e violência. Encontramos na Teoria Crítica, em especial nas contribuições de Theodor Adorno, Walter Benjamin e Axel Honneth, grande auxílio para a construção deste conceito de barbárie. O pensamento de Adorno, em especial, nos leva a buscar na educação escolar um meio de fazer frente a estes mecanismos de negação, na intenção de possibilitar uma sociedade onde prevaleçam a justiça, a igualdade e a valorização da diversidade. Todavia, Adorno ressalva que apenas uma educação voltada para a emancipação dos seus indivíduos, amparada pelos direitos humanos, pode ser capaz de tal feito. Desta forma, buscamos em leis, planos, princípios e pesquisas sobre a educação brasileira, elementos que pudessem nos mostrar se a nossa atual educação escolar tem atuado de forma a perpetuar a intolerância e a opressão de nossa sociedade, ou se ela tem se direcionado rumo a esta formação que emancipe, conseguindo, por meio da formação crítica e da conscientização dos seus indivíduos sobre os direitos humanos, reverter os mecanismos que nos levam à barbárie.
Abstract: Since the dawn of the Greek ascension, the barbarian figure retraces back to ancient times in the Western imagination. Consecutively, over the centuries and until present days, the idea of barbarism figures amid the social language, being associated with different meanings in each event and context. Recognizing the range of possible theoretical analyses, we chose to focus on barbarism as a denial mechanism of alterity, such as indifference and intolerance, and that it comes out with acts of discrimination and violence. We found great help in the ‘Critical Theory’ to build this concept of barbarism, especially with the contribution of Theodor Adorno, Walter Benjamin and Axel Honneth. Adorno’s view particularly leads us to seek in education a way to confront these denial mechanisms as an attempt to provide a society where justice, equality and valorization of diversity prevail. However, Adorno points out that only an education for the emancipation of its individuals supported by human rights, could achieve that. Thus, we seek in laws, plans, principles and researches on the Brazilian education, elements that could show us if our current education system has acted in order to perpetuate intolerance and oppression in our society, or if it has been directed towards this emancipation formation, getting through the critical formation and awareness of their individual about human rights, reversing the mechanisms that lead to barbarism.
Palavras-chave: Barbárie
Educação
Escola
Educação em direitos humanos
Intolerância
Barbarism
Education
School
Human rights education
Intolerance
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Sociologia (FCS)
Citação: MORAES, Larissa Messias. Educação e barbárie - a escola e os direitos humanos no enfrentamento à intolerância. 2015. 161 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6248
Data de defesa: 13-Mar-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em Sociologia (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Larissa Messias Moraes - 2015.pdf1,83 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons