Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6326
Tipo do documento: Dissertação
Título: Leitura literária e protagonismo negro na escola: Problematizando os conflitos étnico-raciais
Título(s) alternativo(s): Children's literature and black leadership in school: questioning the ethnic and racial conflicts
Autor: Silva, Meire Helen Ferreira
Currículo Lattes do Autor: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4484442A2
Primeiro orientador: Cruvinel, Maria dae Fátima
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4773967E0
Primeiro membro da banca: Cruvinel, Maria de Fátima
Segundo membro da banca: Curado, Maria Eugênia
Terceiro membro da banca: Rabelo, Danilo
Resumo: A prática da leitura de textos da literatura infantil que mobilizem positivamente a questão da identidade negra pode contribuir para a percepção dessa identidade e para a problematização do racismo na escola? Essa é uma questão levantada diante do seguinte problema: Qual o papel da escola frente a uma criança negra que não reconhece seus atributos étnico-raciais? Apesar do discurso enredado pelo senso comum, uma criança negra não reconhece sua cor, seu cabelo ou outros de seus traços étnicos, por ter nascido racista. Para Bakhtin (2003), o ser se constitui na alteridade, por isso sempre reflete o outro, e sua enunciação carrega os ecos dos discursos alheios. A literatura, em razão de sua função estética e humanizadora, pode mobilizar o processo de reconhecimento e valorização do sujeito negro, uma vez que põe em evidência os conflitos étnico-raciais na escola e possibilita a ressignificação da subjetividade da criança negra. Esta pesquisa contempla a leitura e a problematização de quatro obras da literatura infantil que trazem o protagonismo do negro e as questões étnico-raciais em seu projeto estético. Para dar sustentação teórica às reflexões propostas na presente pesquisa, são convidados ao diálogo principalmente os estudiosos Candido (1995), em sua defesa da função humanizadora da literatura; Bakhtin (2003), com a concepção de linguagem como prática social; Silva (2000), Hall (2000) e Goffman (2008), em sua abordagem e discussões sobre as construções identitárias; Cavalleiro (2010) e Gomes (2001), com seus estudos sobre as relações étnico-raciais. Para a comprovação da hipótese motivadora da pesquisa, compõe este trabalho um projeto de leitura desenvolvido com crianças no ensino básico, concretizado em sequências didáticas e envolvendo obras literárias que apresentam protagonistas negros, valorizando, consequentemente, a história e a cultura africana e afro-brasileira. O objetivo geral deste trabalho é reafirmar o papel da escola na problematização dos conflitos étnicoraciais.
Abstract: Can the practice of reading children's literature texts that positively mobilize the question of black identity contribute to the perception of identity and the questioning of racism in school? This is an issue raised in front of the following problem: What is the role of the school when faced to a black child that does not recognize his/her ethnic and racial attributes? Despite the speech entangled by common sense, a black child does not recognize his/her skin color, hair or other of their ethnic features for being born racist. For Bakhtin (2003), the identity is constituted in the otherness, so a person always reflects the other and his or her enunciation carries echoes of other people's speeches. The literature, because of its aesthetic and humanizing function, can mobilize the process of recognition and appreciation of the black identity, by putting in evidence the ethnic and racial conflicts in school and enabling the redefinition of the subjectivity of black children. The present dissertation focus on the reading and questioning of four works of children's literature that considered the role of the black identity and ethnic-racial issues in its aesthetic design. To give theoretical support to the reflections proposed in this research, scholars are invited to dialogue in the work, especially Candido (1995), in his defense of the humanizing function of the literature; Bakhtin (2003), with the conception of language as a social practice; Silva (2000), Hall (2000) and Goffman (2008), in their approach and discussions on the construction of identity; and Chevalier (2010) and Gomes (2001), with their studies on ethnic-racial relations. For supporting the hypothesis motivated in the research, this work also contains a reading project developed for children in primary education. The project is organized in didactic sequences and involves literary works that feature black actors, valuing, consequently, the African-Brazilian history and culture. The overall aim of this work is to reaffirm the school's role in the questioning of ethnic and racial conflicts.
Palavras-chave: Educação básica
Literatura infantil
Identidade negra
Basic education
Children's literature
Black identity
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação - CEPAE (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Ensino na Educação Básica (CEPAE)
Citação: FERREIRA, M. H. Leitura literária e protagonismo negro na escola: Problematizando os conflitos étnico-raciais. 2016. 165 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino na Educação Básica) - Universidade Federal de Goiás,Goiânia, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6326
Data de defesa: 18-Mai-2016
Aparece nas coleções:Mestrado Profissional em Ensino na Educação Básica (CEPAE)



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons