Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6922
Tipo do documento: Dissertação
Título: Entre a batalha e o mosteiro: memórias legitimadoras da Dinastia de Avis (Séc. XV)
Título(s) alternativo(s): Between the battle and the monastery: legitimate memories of the House of Avis (Fifteenth Century)
Autor: Azevedo, Hugo Rincon
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0122707652462743
Primeiro orientador: Souza, Armênia Maria de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9441339482614419
Primeiro membro da banca: Souza, Armênia Maria de
Segundo membro da banca: Noronha, Gilberto Cézar de
Terceiro membro da banca: Nascimento, Renata Cristina de Sousa
Resumo: A Crise Dinástica portuguesa de 1383 - 1385 levou à entronização da dinastia de Avis, representada por seu fundador, D. João I. Devido a sua origem ilegítima, o monarca e posteriormente seus sucessores, utilizaram de diversos recursos de evocação do poder régio, objetivando garantir a legitimidade de seu reinado. A nossa proposta nesta pesquisa é entender como esses mecanismos de representação do poder político reforçados pelos membros da casa avisina, e registrados em "vestígios de memória escrita" (crônicas régias e demais registros oficiais) aliados aos "vestígios de memória em pedra" (monumentos e construções arquitetônicas), levaram à construção simbólica da Dinastia de Avis no século XV. Dentro de nosso recorte cronológico (1383 - 1433), que compreende o período dos anos finais do reinado de D. Fernando (1367 - 1383) ao reinado de D. João I (1385 - 1433), analisamos para além do discurso cronístico, as políticas centralizadoras adotadas pelos monarcas, o culto a memória e a morte do Rei fundador da dinastia e os membros de sua Casa, representados pela monumentalização do Mosteiro da Batalha, pontos que foram fundamentais na consolidação dessa dinastia.
Abstract: The Portuguese Dynastic Crisis of 1383 - 1385 led to the enthronement of the House of Avis, represented by its founder, King John I of Portugal. Due to its illegitimate origin, the monarch and later his successors, used several resources of evocation of the royal power, objectifying to guarantee the legitimacy of his reign. The aim of this research is to understand how these mechanisms of representation of the political power reinforced by members of the House of Avis, and registered in "vestiges of written memory" (royal chronicles and other official registries) allied to the "vestiges of memory in stone" (monuments and architectural constructions) led to the symbolic construction of the Avis Dynasty in the 15th century. Within our chronological section (1383 - 1433), which covers the period of the final years of the reign of King Ferdinand I (1367 - 1383) to the reign of King John I (1385 - 1433), analyzing beyond the chronistic discourse, the centralizing policies adopted by the monarchy, the cult to the memory and the death of the dynasty's founding King and the members of his House, represented by the monumentalization of the Monastery of Batalha, points that were fundamental in the consolidation of this dynasty.
Palavras-chave: Memória
Legitimação
Dinastia de Avis
Morte
Mosteiro da batalha
Memory
Legitimation
House of Avis
Death
Monastery of batalha
Área(s) do CNPq: HISTORIA::HISTORIA ANTIGA E MEDIEVAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de História - FH (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em História (FH)
Citação: AZEVEDO, Hugo Rincon. Entre a batalha e o mosteiro: memórias legitimadoras da Dinastia de Avis (Séc. XV). 2017. 190 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6922
Data de defesa: 10-Fev-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em História (FH)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Hugo Rincon Azevedo - 2017.pdf2,63 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons