Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6923
Tipo do documento: Dissertação
Título: A experiência estética na escrita: diálogo entre Lacan e Benjamin
Título(s) alternativo(s): The aesthetic experience in writing: dialogue between Lacan and Benjamin
Autor: Alves, Rafaela Brandão
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/8679849080373402
Primeiro orientador: Resende, Maria do Rosário Silva
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9438831227539163
Primeiro membro da banca: Resende, Maria do Rosário Silva
Segundo membro da banca: Assumpção, Albertina Vicentini
Terceiro membro da banca: Almeida, Marcela Todelo França de
Resumo: O presente trabalho se propõe a investigar as possíveis relações entre o conceito de letra, proposto por Lacan, e o conceito de alegoria, pensado por Benjamin, e, assim, refletir sobre a possibilidade de diálogo entre os dois pensadores com relação à estética na escrita. O objetivo central, portanto, é discutir a estética experienciada na escrita, seja através da leitura de uma poesia ou de um romance, ou no próprio ato de escrita. Esta discussão será realizada visitando campos teóricos diferentes – a filosofia e a psicanálise, – com o intuito de promover encontros e/ou desencontros entre tais teorias. A pesquisa é teórico-reflexiva, o que significa dizer que foi feito um trabalho de análise sobre a base bibliográfica, na qual foram rastreadas as produções que abarcam os conceitos centrais para se alcançar os objetivos desta discussão, quais sejam: letra, em Lacan, e alegoria, em Benjamin. Assim, se a experiência com a escrita provoca o corpo de modo a, muitas vezes, extrapolar as bordas da linguagem e fazer-nos objetos de nossas próprias experiências, pode-se inferir que a estética com a letra é franqueada tanto nos primórdios da vida do falante como também nas produções em que a letra é seu suporte. Conclui-se que se o gozo é o que escorre à inscrição de lalíngua no corpo – inscrição que deixa como marca o traço da letra –, ele pode ser pensando em sua proximidade com isso que é prazer/dor da escrita dessa letra. Isso nos leva a conjecturar que essa experiência qualitativa com a letra pode ser interpretada como uma experiência estética do gozo, um gozo consequente dessa letra. A escrita alegórica pensada por Benjamin se encontra com a escrita pensada por Lacan, pois ambas provocam o descentramento daquele que se abre à experiência, seja com as imagens dialéticas, seja com a letra.
Abstract: This work aims to investigate the possible relations between the concept of letter, proposed by Lacan, and the concept of allegory, as thought of by Benjamin, and thus reflect upon the possibility of dialogue between these two theorists regarding the aesthetics in writing. The main objective, therefore, is to discuss the aesthetics experienced in writing, be it through the reading of a poem or a novel, or through the very act of writing. This discussion will visit two theoretical fields – philosophy and psychoanalysis –, in order to promote agreements and/or disagreements between such theories. The research is theoretical-reflexive, which means there was an analysis work carried out upon a bibliographical basis, where we traced the productions that hold the central concepts to reach the objectives of this discussion, which are letter, in Lacan, and allegory, in Benjamin. Thus, if the experience with writing induces the body in a way that often extrapolates the borders of language and makes us objects of our own experiences, we can deduce that the aesthetics with the letter is granted both in the beginning of the speaker’s life as well as in the productions held by the letter. It can be concluded that if jouissance is what pours out of the inscription of lalangue in the body – inscription that leaves the stroke of the letter as a trace –, it can be thought of in its proximity with the pleasure/pain in the writing of this letter. That reflection leads us to conjecture that this qualitative experience with the letter can be interpreted as an aesthetic experience of jouissance, one that is a consequence of this letter. The allegorical writing thought of by Benjamin meets the writing discussed by Lacan, for both cause the decentralization of the person who opens oneself to the experience, whether with dialectical images or the letter.
Palavras-chave: Alegoria
Letra
Escrita
Gozo
Experiência
Letter
Writing
Jouissance
Experience
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Educação - FE (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Psicologia (FE)
Citação: ALVES, R. B. A experiência estética na escrita: diálogo entre Lacan e Benjamin. 2017. 122 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6923
Data de defesa: 22-Fev-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Psicologia (FE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Rafaela Brandão Alves - 2017.pdf1,22 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons