Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6935
Tipo do documento: Dissertação
Título: Processos de educação Akwẽ e os direitos indígenas a uma educação diferenciada: práticas educativas tradicionais e suas relações com a prática escolar
Autor: Xerente, Ercivaldo Damsõkekwa Calixto
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/8285949320941448
Primeiro orientador: Leitão, Rosani Moreira
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1983245441436723
Primeiro membro da banca: Leitão , Rosani Moreira
Segundo membro da banca: Silva , Cristhian Teófilo da
Terceiro membro da banca: Herbetta , Alexandre Ferraz
Quarto membro da banca: Campos , Cerise de Castro
Quinto membro da banca: Borges , Mônica Vêloso
Resumo: O trabalho aborda a realidade educativa do povo Akwẽ/ Xerente, com o objetivo de compreender as relações entre o seu o seu modelo próprio de educação, baseado na oralidade, e os modelos e práticas educativas escolarizadas, baseadas na escrita. Para tanto, faço uma descrição do sistema e dos processos tradicionais de formação e socialização dos jovens Akwẽ e do Warã, instituição educativa, conduzida pelos velhos que são responsáveis por essa formação. Também observei as práticas cotidianas da aldeia Kakumhu / Riozinho e da escola Wakõmẽkwa, locais escolhidos para realização da pesquisa etnográfica. Os interlocutores principais da pesquisa foram os anciãos e sábios da região, bem como os professores da escola mencionada. Os resultados da pesquisa revelam, por um lado, uma contradição entre os dois modelos de educação abordados. Por outro lado, também revelam uma busca de diálogo entre eles e entre os saberes próprios de cada um. Essa busca de diálogo é percebida principalmente nos discursos e práticas dos professores, que acreditam que os saberes tradicionais devem ser valorizados e incorporados no currículo escolar. Já os anciãos demonstram desconfiança com relação à escola e aos professores e apontam muitas restrições no que se refere à socialização dos saberes para todos na escola. Isso ocorre porque a sociedade Akwẽ se subdivide em clãs e cada um deles considera sagrado e como patrimônio particular, os conhecimentos que vêm guardando, de geração em geração. É necessário, que a comunidade se aproprie de sua escola e, ao mesmo tempo, que a escola conquiste a confiança da sua comunidade. Percebo também a necessidade de um consenso, em que sejam acordados os tipos de conhecimentos que podem ser compartilhados na escola.
Abstract: This paper deals with the educational reality of the Akwẽ / Xerente people, with the objective of understanding the relations between their own oral model of education, and the educational models and practices based on writing. To do so, I describe the system and processes of formation and socialization of Akwẽ and Warã youngs, an educational institution, managed by the elderlies, who are responsible for this formation. I also observed the daily practices of the Kakumhu / Riozinho village and the Wakõmẽkwa school, places chosen to perform the ethnographic research. The main interlocutors of the survey were the village elders and sages, as well as the teachers of the mentioned school. The results of the research reveal, on the one hand, a contradiction between the two models of addressed education. On the other hand, they also reveal a search for dialogue between them and between the specific knowledges of each one. This search for dialogue is perceived mainly in the discourses and practices of teachers, who believes that traditional knowledges should be valued and incorporated into the school curriculum. The elders, on the other hand, demonstrate distrust of the school and teachers and point out many restrictions on the socialization of knowledge for all in school. This is because the Akwẽ society is subdivided into clans and each of them considers a sacred and particular patrimony the knowledge they have been keeping, from generation to generation. It is necessary that the community take ownership of your school and, at the same time, it earns the trust of your community. I also see the need for consensus, in which are agreed upon the types of knowledges that can be shared in the school.
Palavras-chave: Direitos humanos
Educação intercultural
Akwẽ Xerente
Human rights
Indigenous education
Akwẽ /Xerente
Área(s) do CNPq: DIREITO::DIREITOS ESPECIAIS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Pró-Reitoria de Pós-graduação (PRPG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Direitos Humanos (PRPG)
Citação: XERENTE, E. D. C. Processos de educação Akwẽ e os direitos indígenas a uma educação diferenciada: práticas educativas tradicionais e suas relações com a prática escolar. 2016. 69 f. Dissertação (Mestrado em Direitos Humanos) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6935
Data de defesa: 22-Dez-2016
Aparece nas coleções:Mestrado em Direitos Humanos (PRPG)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Ercivaldo Damsokekwa Calixto Xerente - 2016.pdf3,14 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons